COME TO ME

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

O OUTRO LADO DO CALVINISMO. TRAGÉDIAS, DESASTRES, E A BOBAGEM DO DETERMINISMO CRISTÃO EM XEQUE!


Li ontem ( a data se torna irrelevante com os dias ), recebida através do facebook, publicação em um site de irmãos calvinistas, uma postagem acerca da compreensão que se deva ter ( sugerida a todas as pessoas independente de sua crença, afinal é uma das possibilidades ) diante das tragédias como as de Santa Maria ocorrida recentemente.

Um leitor esbravejou acusando esses irmãos calvinistas, de aproveitadores do momento e cobrando deles mais amor ao invés de teologia, sugerindo-lhes que orassem pelas vítimas e familiares na cidade, ao invés de discorrer sobre  o assunto teologicamente.

Imediatamente postei um comentário defendendo esses irmãos calvinistas, dizendo na minha defesa deles, que era absolutamente legítima a abordagem feita na oportunidade, pois somente diante de um acontecimento como esse, é que as pessoas fazem a si mesmas e a outras tais perguntas. O que continuo não só defendendo mas afirmando. A oportunidade de se falar sobre o assunto é louvável por parte dos irmãos bem como o direito a sua posição teológica e opinião. O que se se segue nessa postagem não é algo contra pessoas, mas um debate sobre exatamente a questão, ou questões colocadas nesse momento de comoção até mundial. 

Buscar respostas e fazer essa importante pergunta, tentar entender nesse momento como é o processo pelo qual toda as coisas acontecem é o que TODOS, independentemente de crenças ou não, ou quais sejam, devemos todos, repito fazermos. Não é que não haja respostas ou razões, nós não as sabemos ou não as queremos saber, ou seja negamos o óbvio.

Evidentemente não concordo, e rebato a visão calvinista, por não só achar falha, incoerente, errônea, mas os calvinistas estão melhores, e bem melhores do que qualquer um que não reconheça a existência e o amor de Deus, expressos na Sua Palavra, ou seja nas Escrituras. Mais do que entender é crer e muitas vezes quando não entendemos devemos crer, como crianças, que não entendem, não possuem elementos e experiência para compreender tantas coisas, e crêem.  O Senhor Jesus sugeriu que fôssemos muitas vezes como crianças, com capacidade de crer. Crer na pessoa certa, no caso no Senhor Deus, é melhor, infinitamente melhor que entender qualquer processo, disso não há, não pode haver, a menor dúvida.

O  que eu não entendo eu creio. Fico imóvel a espera que o Senhor faça algo, geralmente aquilo que eu não posso fazer, ou vá fazer porcamente. Essa dependência dEle e só nEle é a melhor das dependências. Não brigo e não brigarei com os irmãos calvinistas se a sua confiança é no Senhor ainda que discorde deles em como tais e tais coisas se processem aconteçam , etc. Que fique isso bem claro, para eles e para todos os leitores dessa postagem e desse blog. O que nos une (um bordão até desgastado ) é maior do que aquilo que nos separa, nesse caso é sem dúvida verdadeiro.

Mas no dia seguinte, após esses fatos, vi uma outra postagem rebatendo justamente algo, que um conhecido pastor  declarara algo a respeito dos tristes fatos ocorrido em Santa Maria com mais de três centenas de pessoas, na sua maioria jovens e promissores, mais de duas centenas já mortas, e mais de oitenta com risco de morrerem ainda mesmo após hospitalizadas.

Ainda que se diga pentecostal, ainda que se confesse um com formação presbiteriana, a fé de Renato Godim ( ex dubrador de Jimmy Swaggart no Brasil e em português incluídas as vezes como tradutor simuntâneo ), é hoje uma colcha de retalhos, com pedaços bons  e outros terrivelmente rotos como referência explícita a famigerada teologia aberta. Afeitos a admirar pessoas, normalmente damos ouvidos a quem admiramos totalmente e renegamos a quem temos ojeriza. Essa prática tida como natural é muito ruim. Calvinistas ouvem João Calvino e quase o beatificam esquecendo e ignorando as fortes e terríveis contradições de seu pensamento. Esses calvinistas demonizam Arminius. O contrário também é verdade. Não conseguem ambos ver exatamente o que até onde a história nos trás o registro, da real verdade, e perdem as verdadeiras e reais lições de cada caso.

Inverte-se perigosamente o caminho: As Escrituras são A PALAVRA DE DEUS, até pelo serviço, ministério desses homens e de tantos outros chegam até nós hoje como ÚNICA REGRA DE FÉ PRÁTICA para o crente, para o cristão. Depois de tanta luta, tanto enfrentamento, até entre cristãos, com mortes e tudo o mais com a possibilidade real da LIVRE LEITURA e da LIVRE INTERPRETAÇÃO  das Escrituras, o que  não é definitivamente pouca coisa, foi conquistado com sacrifício, morte  não pouco sangue.

Portanto não se deve ir a João Calvino para conferir o que as Escrituras dizem ou não, nem a Jacob Arminius, ou a qualquer outro, do passado ou modernamente. Isso é uma grave deformidade, que as pessoas não notam, não se apercebem. Quem pode conhecer história, teologia sistemática e fazer dessas ferramentas algo que seja proveitoso, que ótimo, mas o enciclopedismo não é nada para a real vida cristã, que demanda ATITUDE apenas.  

Temos milhares, milhões de pessoas bem preparadas humanamente, que passariam vergonha em demonstrar realmente a eficácia de seu cristianismo mesmo levando-se me conta ser um cristianismo bíblico. Elas não conseguem converter pessoas do seu caminho pecaminoso, elas não mudam a realidade a sua volta, elas não impedem nada e não mudam destinos. Vivem um cristianismo de chocadeira, só para os pintinhos do seu galinheiro (  há exceções claro, boas exceções ).

Dois hipercalvinistas históricos foram dois dos grandes evangelistas no passado, contra as sua próprias convicções calvinistas, um inglês que traduziu a Bíblia para o mandarim, contra os argumentos contrários de seus irmãos calvinistas que lhe negaram suporte financeiro dizendo a ele simplesmente isso: não faça nada, se Deus quiser salvar as almas deles, dos chineses, Ele mesmo fará algo ). E não se trata de vencer um debate ou desacreditar em um ponto opositores teológicos. Não é essa a intenção e proposta dessa postagem.

Bem Ricardo Godim fez as seguintes afirmações ( que não são dele, mas bíblicas, sobras de sua sobriedade escriturítisca ):

O que Ricardo Godim afirmara:

"Afirmar que uma tragédia pode ser evitada implica em que ela não foi orquestrada por uma divindade. Na contingência fatos ocorrem sem alguma razão que os explique ou justifique, e que escaparam da engrenagem de causa e efeito. Se o teto de uma igreja cai, um avião despenca, uma boate pega fogo, é porque o mundo contém espaço para acidentes - causados por negligência, falha humana ou mecânica- e podem matar sem que se atrelem a fado, destino, punição ou plano de Deus" Ricardo Godim.



Sem paixões,  como as ditas por Jairo Rivaldo em seu blog, como: "uma afronta ao cristianismo bíblico e histórico" (??? )"uma ofensa o Deus que se revelou através das Escrituras" e etc,etc, com desqualificação pessoal como "dadas por alguém que se autodenomina cristão e pastor".

Não é sábio xingar alguém sem entrar apropriadamente no mérito real das questões.


parte 1

Há duas formas, pelo menos, de se identificar problemas em alguma declaração, são elas basicamente:

a) confrontando-as com a REALIDADE;

b )desnudando as suas contradições internas;

Não é  simplesmente xingando o ateu, o homossexual, o católico, o arminiano, o pentecostal, o neo pentecostal, o budista, o muçulmano, a testemunha de jeová, o mórmon, etc. Essa é uma atitude infantil de quem não se sente seguro em ser confrontado ou pelo menos cujas idéias não  sejam absorvidas pelos outros como ele próprio as mantém em sua mente.

1-VAMOS AO TESTE DE REALIDADE

Você compra um carro, a legislação obriga-o a usar cinto de segurança. Para que? caso você bata o carro, esse reles cinto lhe salve a vida. E se o cinto salvar a sua vida o que em noventa por cento ou mais dos casos de batidas frontais o salva, isso seria uma rebelião, caso ocorrece naturalmente,  que seria a sua morte chocado-se contra o volante de seu carro. Evitar tal desfecho seria uma impossibilidade ou rebelião. Caso duvide, destrua dois carros, corra com primeiro rumo a um obstáculo considerável e o bata, usando o tal cinto. Pegue logo após outro carro, e na mesma velocidade e ímpeto faça o mesmo. E boa sorte! E esse exemplo seria apenas uma de infinitas possibilidades...

2-TESTE INTERNO, DE COERÊNCIA

Todos os fatos, atos e pensamentos são produzidos, sem exceção alguma, por Deus, ao que se reconhece como  Soberania de Deus. Logo Deus faz calvinistas pensarem como calvinistas e não calvinistas a pensarem como não calvinistas e Ele mesmo põe na boca de uns e de outros, respostas, ofensas, impropérios, faz a ambos sentirem raiva uns dos outros, se ofenderem e serem desleais no debate, o que geralmente ocorre em ambos os lados e em ambas posições. Nesse caso Deus me dá os melhores argumentos contra você e a você calvinista os melhores contra mim mesmo. Somos ambos e como todos marionetes dEle. Sem razão que explique isso de modo lógico e o pior, sem NADA  que o glorifique!

Convido algum pastor ou crente calvinista a dizer na lata, para os parentes das  vítimas que seus filhos e filhas, as vezes dois, morreram no incêndio da boate em Santa Maria simples e diretamente: porque Deus os matou! Tem que ser muito macho ou insano. E se não disser estará faltando com a verdade. E mais exemplicar como o boçal do causador da desgraça, o músico de araque, que acendeu um sinalizador marítimo contra um teto de espuma plástica, ele mesmo escapou com vida! E não adianta vir com as Institutas de João calvino, ou com o blá-blá-blá cinco centenário... aliás de mil e quinhentos anos atrás de Agostinho, cuja base e similaridade é reconhecida por próprios calvinistas.

Não estamos falando de posições doutrinárias e teológicas simpáticas e nem para ser mais coerente com a expectativa da sociedade que mal conhece os rudimentos do cristianismo. Estamos falando de realidade, como pode um cego guiar outros cegos? comparação feita pelo próprio Senhor Jesus.

Outro ponto que embora as Escrituras sejam reveladoras acerca da Soberania Divina, não é essa Soberania descrita desse modo maquiavélico,embora essa ideia não fosse presente exatamente desse modo no tempo de Agostinho e nem de João Calvino.

Proponho a um calvinista dizer ( novamente na lata ) não há esperança real para os que ficaram vivos, pais, irmãos, primos, colegas e amigos, nem se desejarem a misericórdia de Deus, só a salvação para os previamente escolhidos incluídos aí os contados dentre os mortos. A longa doutrinação e exposição da doutrina esconde as verdadeiras e assustadoras afirmações. Orar para que se nada, NADA, pode ser mudado? Se tudo, TUDO, já está previamente consumado, em um único momento na eternidade? o que resulta que esse Deus soberano do calvinismo, é presa de Si mesmo, não podendo fazer coisa alguma, o script está pronto e a teologia do teatro sendo encenada. Não é o decadente Ricardo Godim que está em xeque, fosse o Papa que dissesse as mesmas coisas estaria corretas da mesma forma. A verdade está acima de nossas próprias recomendações pessoais ou sociais.



parte 2 AFIRMAÇÕES E REFUTAÇÕES


A "refutação" calvinista passou longe do real debate:


"Dizer que a morte (dito tão friamente ) ocorre à parte do plano de Deus é no mínimo ofender o Deus das Escrituras..."  segue-se a citação de dois versículos que no contexto se referem a coisas diferentes ( Gl 1:15 e Mt 6:27 ). Ofender o Deus das Escrituras seria de fato sim,  dizer, afirmar, propalar, ensinar, e se alegrar na declaração estapafúrdia de que Deus é o autor do Mal, na visão de um calvinista.


Prossegue destaque à crítica de outra afirmação de Ricardo Godim:

"Sem atinar, muitos repetem a crença de que só se morre quando chega a hora. Para ta afirmação seja verdadeira, destino precisaria vir escrito com "d" maiúsculo, pois necessitaria de inteligência e controle para reunir em uma casa de espetáculo,avião ou ônibus, todas as pessoas destinadas a morrer naquele dia específico. Acreditar assim concede à fatalidade um poder apavorante: imaginar que jovens, seduzidos por uma orquestração oculta, entraram como gado no matadouro.

Da mesma forma, muitos tentam encadear os eventos acidentais da vida, supondo que  Deus "permite" sinistros com algum propósito. Querem dizer que cada pessoa, com histórias, projetos, sonhos, viu-se arrancada da existência "porque Deus assim quis". O objetivo de Deus seria um mistério que ninguém entende e será revelado a longo prazo?",

Ricardo Godim



Isso foi entendido mais uma vez como heresia e blasfêmia autênticas, mas sem paixões novamento aos fatos, conrrelações externas e internas.

A refutação dos calvinistas nesse caso se restringem à citação de dois versos da Bíblia, das Escrituras: Sl 103:19 e Ef 1:11 e mais um Jó 42:2. No caso de Efésios a no verso citado a palavra "predestinados" parece ser a razão da citação do texto. Claro na mente de um calvinista está claramente definida a dupla predestinação, os salvos serão salvos de qualquer jeito ( já estão salvos desde a eternidade ) e os perdidos perdidos igualmente de qualquer jeito. Não imposta como vivam ou morram.

Teste de relação com a realidade: o uso moderno de vacinas, cesarianas, transfusão de sangue, ressuscitador cardíaco seriam no máximo tentativas disponíveis de nos rebelarmos ( inutilmente seria ) contra o destino, contra a decisão de Deus de matar a cada um de nós. 

Curiosa e pateticamente, o Deus "todo poderoso" do calvinismo, que pode e certamente preservou milhões de seres humanos antes da descoberta simples das vacinas, agora precisa recorrer a elas para garantir a vida dos "escolhidos". Pior: escolhidos e portanto "predestinados ricos", precisam que esse Deus soberano seja ajudado por caríssimos planos de saúde que o "predestinado pobre" não tem acesso e recurso.

Calvinistas parecem semelhantes à Testemunhas de Jeová com uma agenda de versos bíblicos e afirmações que prevêem nos seus oponentes em um debate, sem contudo ouvirem a voz do que lhes argúem sinceramente, e sem confrontarem as suas declarações com a realidade. 

Ricardo Godim continua tendo o seu texto reproduzido e porcamente refutado (lembrando que o que está em jogo não é a reles reputação  de Ricardo Godim ) mas a cosmovisão correta para nós como crentes, sejamos calvinistas, arminianos ou nenhum dos dois, e para sermos de algum modo luz e testemunhas corretas perante um mundo com muitas perguntas e nenhuma resposta verdadeira. Não há real misericórdia dessas pessoas que choram sem consolo e sem respostas que as guiem como sobreviventes pelo resto da vida? 

"Como ter fé em um Deus que "deixa" rapazes e moças se pisotearem até a morte? Ele utiliza eventos macabros para ensinar as pessoas a terem medo dele? ( sem que elas possam aprender, grifo meu )Esse é o seu jeito de produzir arrependimento? ( ...  ) Indo ao final da citação de Ricardo Godim: "Deus é bom." ( ... ) e novamente: " [Seria] difícil explicar tal conceito aos pais, avós, e parentes que sonhava vê-los terminando a faculdade,casando e tendo filhos. Bastaria falar da vida depois da morte para consolar mais de duzentas mães acorrentadas à trágica realidade de que Alguem lhes roubou a razão de viver?"

Eu pergunto: Ricardo Godim errou, foi herético em afirmar que "Deus é bom"? Claro que não. A Bíblia revela que Deus é amor. Isso é claro e inegável, mau é o homem , maus somos nós!

"A idéia de que Deus tem um plano para cada morte se esvazia diante dos números: Aviões caem, ônibus tombam, boates incendeiam. Todos os dias incontáveis acidentes acontecem.Como explicar balas perdidas, os erros médicos os o atropelamentos provocados por bêbados? Todos cumprem alguma ordem ou são inevitáveis? Uma senhora de nossa comunidade ( da igreja de Ricardo Godim ) caiu da laje de sua casa em construção , quebrou a coluna e ficou paraplégica. Ela fotografava a obra para que a filha lhe ajudasse nas despesas de acabamento. A mais tosca explicação teológica poderia dar ao seu infortúnio, é que  Deus tem um plano para deixá-la paralítica ou a puniu por algum pecado"

A "refutação" calvinista:

Frágil do ponto de vista lógico e bíblico (nessa ordem, embora a Bíblia se levante para todo crente acima de qualquer lógica).

Citação de um monte de versículos sem analise de um a um como fazem toscamente só para torcer o sentido direto e claro de João 3:16. Nem ao menos olham com piedade para ocaso real citado, não têm e não querem responder de fato a ninguém, nem a senhora paralítica, em a sua filha, bem a igreja e nem a ninguém. Esse é o problema do religioso e não do que aprende dia a dia com Deus.

Para  o raciocínio calvinista só há duas possibilidades: Ou Deus é um "deus" faz-tudo ou não é Deus! Isso é racional, limitado, ilógico, filosófico, falho e não Bíblico.



O QUE A BÍBLIA DIZ DE FATO DIZ, REVELA:
( e uma parábola moderna sobre o assunto )

DEUS CRIOU CÉUS E TERRA, OU SEJA OS LUGARES ONDE ALGUMA COISA, INCLUÍDA A VIDA POSSA DE ALGUM MODO EXISTIR!

DEUS CRIOU A VIDA, TODA E QUALQUER FORMA DE VIDA QUE PORVENTURA EXISTA OU AINDA VENHA A EXISTIR.

PORTANTO ELE ( DEUS ) CRIARA TODA FORMA DE VIDA, E DAÍ POR ISSO SE CHAME E SEJA VIDA: CADA SER VIVO TEM ALGUMA AUTONOMIA AINDA QUE RELATIVA MAS INEGÁVEL. ISSO É FATO REALIDADE. UM HOMEM CAÇA UMA RAPOSA, ELE USA DE TODOS OS MEIOS PARA CERCAR, ENGANAR E MATAR A RAPOSA. A RAPOSA NÃO ACEITA A RENDIÇÃO FACILMENTE, ELA COM OS SEUS MEIOS MENORES TENTA ESCAPAR E AS VEZES. EVENTUALMENTE ESCAPA.

O DEUS DO HOMEM E DA RAPOSA NÃO É MENOR PORQUE HOMEM E RAPOSA DISPUTAM ENTRE SI NESSA PATÉTICA RELAÇÃO DE ALGUMA FORMA.

O MESMO HOMEM PODE CAPTURAR A RAPOSA E CRIÁ-LA COMO ANIMAL DE ESTIMAÇÃO. O MESMO HOMEM PODE SOCORRER A RAPOSA FERIDA POR OUTRO CAÇADOR, ABANDONADA PARA MORRER, CUIDAR DELA, SALVÁ-LA, OU TANTO CRIÁ-LA COM CARINHO OU DEVOLVÊ-LA A NATUREZA.

CALVINISTAS CAÇARAM RAPOSAS, PROVAVELMENTE MATARAM RAPOSAS, CRIARAM RAPOSAS EM CATIVEIRO OU SALVARAM VIDAS DE RAPOSAS. ISO É FATO. PROVE O CONTRÁRIO E DEUS NADA TEVE COM ISSO. E ISSO NÃO O FAZ MENOS DEUS.

Ainda como argumento de Ricardo Godim (lembrando que a defesa dele não é o que está em questão, mas da verdade bíblica que, nesse caso ele, Ricardo Godim ainda conserva nesse caso ):

"Jesus considerou em seus ensinos um mundo contingente. Contradizendo a religiosidade popular judaica, ele desconectou a queda da torre de qualquer desígno divino. ( teria o Senhor Jesus, deixado de dar glórias a Deus, por diminuir sua particular soberania e fazê-lo portanto, menos "deus"? grifo e observação minhas ). Não concordou com a insinuação dos discípulos de que a cegueira de um mendigo era consequência do pecado dele ou de seus antepassados. No Sermão do Monte, Cristo advertiu os seus seguidores de que mesmo alicerçando a casa sobre a rocha, eles ( e nós)não seriam poupados dos ventos contrários e da tempestade."

A "refutação" calvinista novamente com o único objetivo de nos levar a confessarmos: aceite porque não haveria nada a se fazer, sorria por você não ter sido uma das vitimas, azar deles, receberam oque certamente mereceram ( ou não é isso que um calvinista quer dizer aos outros com todas as letras? ) é frágil e patética:

1) negando a desconexão da morte das pessoas como  o evento da queda (luc 13: 1-5 )

2) simplesmente reconhecendo o fato de nós todos ( pelo menos a maioria de nós ) não sermos vítimas do mesmo acontecimento ( ?? )


Outra afirmação  ( de Ricardo Godim ) mais ou menos longa cujo trecho destaco aqui é :

"Qualquer desastre revela  a inutilidade de pensar que o exercício correto da religião ou da capacidade tecnológica, bastam para anular a contigência. A vida será sempre imprecisa e efêmera. Diante da possibilidade do sofrimento, aprendemos a chorar como os que choram."

Os primeiros períodos mais exatamente sobre o exercício da religião e a capacidade tecnológica como anulação completa de contigências. O certamente morrerás dito a Adão e Eva, morte que não ocorreu a semelhança de um envenenamento súbito e imediato, pode ser biblicamente entendido como agora vocês podem morrer, das mais variadas maneiras, inesperada ou lentamente, de modo justo ou injustamente, mas certamente morrerás. Talvez principalmente porque donos de nossos próprios narizes, gastando voluntariamente a nossa herança de saúde, talento e vida, como o filho da parábola do Filho Prodigo, é só uma questão de tempo que por nossa vontade, de outro, ou de distração e erro, essa vida se vá.





NOTA FINAL ( ?? ... isso não termina aqui )

A palavra bíblica ( uma delas no Velho Testamento ) para escolha ( no caso eleição, destinação, pré-destinação ) conforme abordada em uma antiga postagem minha nesse mesmo blog é:


mibhãr ( Ge 23:6 ) sempre se refere a algo examinado e achado como melhor e mais útil. Não é momento aqui, mas sempre escolhas na Bíblia se refere a algo a ser feito, nunca a escolha graciosa, por exemplo no caso da salvação pela graça. Um erro primário do calvinismo, é confundir, ministério da Igreja, ministério do crente com uma pressuposta escolha para salvação, como todos concordamos seja unicamente pela mais absoluta e completa graça, desprovida de nenhum, do menor merecimento imaginável e portanto razoável.



Por Helvécio S. Pereira


site original da questão em análise aqui, de publicação na web de Bereianos / apologética

 CLIQUE AQUI


Para quem se interessar e quiser ter um conhecimento imparcial dos dois lados da questão determinismo e não determinismo, recomendo a leitura obrigatória do seguinte livro, cuja capa original está postada ao alto dessa mesma postagem. Tente adquiri-lo em alguma livraria ( parece que não foi publicado ainda em português no Brasil ). Pode fazer o download ( clique AQUI ) ou AQUI  (em português ), ou antes, ler mais sobre ele

AQUI 



Porém há algo que nenhum de nós (seja arminiano ou calvinista ou qualquer outra coisa ) deve seriamente ignorar e deixar à margem de uma pretensa vida cristã: comunhão com Deus e piedade. Por que eu não disse apenas a oração? Simplesmente porque falar com Deus muitos de nós falamos, ouvi-Lo é que o grande problema. A comunhão entre duas pessoas se  resume em elas falarem uma com a outra e se ouvirem uma a outra.


MAIS UMA NOTA IMPORTANTE:

Para os irmãos calvinistas que se ofenderam ou que se ofenda com qualquer crítica a sua cosmovisão bíblica, gostaria de lembrar com provas, que qualquer um de nós, ainda que amando ao Senhor, desejoso de fazer algo para Deus, dedicando toda uma vida nesse propósito legítimo e honrado, podemos e quase sempre comentemos erros bobos, de interpretação, de decisão em nossas vidas. Homens dedicados a Deus fizeram muitas e muitas vezes coisas certas e junto com as coisas acertadas, coisas erradas que jamais se aperceberam. Mas há sempre o legado positivo. Temos que aprender a distinguir as coisas. Uma prova disso?  Saiba sobre um dos pastores de Deus, nada conhecidos em nossos seminários como pastores europeus e norte-americanos são e normalmente louvados e ouvidos. juji Nakada foi um importante e ativo evangelista japonês que todos deveríamos conhecer, fez um trabalho e deixou como legado uma obra maravilhosa, mas a certa altura de sua vida interpretou passagens bíblicas erroneamente, coisa natural para qualquer um de nós.

LEIA MAIS AQUI ( CLIQUE AQUI )



****

sábado, 26 de janeiro de 2013

UM GIGANTE CHAMADO CHINA E UMA PERGUNTA? HÁ ALGUM PAÍS EM QUE UM DIA ALGUM CRISTÃO NÃO TENHA SE ESFORÇADO PARA LEVAR O EVANGELHO?


Muitas vezes fomos, e somos levados a entender que o Evangelho ( tomando como base o nosso presente ) seria pregado  ainda em todo o mundo, sem entender e aceitar que esse processo já começou e apenas se completa hoje.

SAIBA COMO E QUANDO O EVANGELHO JÁ FOI LEVADO A CHINA UMA DIA

China

A perseguição ao cristianismo abrange desde multas e confisco de Bíblias até destruição de templos. Evangelistas são detidos, interrogados, aprisionados e torturados
A Igreja e a Perseguição Religiosa
A Igreja
Pouco se sabe sobre a história do Cristianismo na China, o que se sabe é que nestorianos* , cristãos da Igreja do Oriente, vieram da Pérsia para a China, pela Rota da Seda. Eles foram os primeiros a apresentar o cristianismo à Dinastia Tang, em 635 d.C.
Um jovem escocês chamado Robert Morrison  foi o primeiro missionário a ir para a China para evangelizar o país. Morrison se empenhou durante toda a sua vida na tradução da bíblia do inglês para o mandarim e na criação de um dicionário inglês-mandarim, que facilitaria a aprendizagem do idioma chinês a outros missionários.
Outro missionário cristão muito importante para a história da igreja chinesa foi Hudson Taylor, inglês que viveu por 51 anos no país e, enquanto esteve lá, empenhou-se na assídua evangelização e ensino da palavra de Deus, principalmente nas áreas mais remotas do país (interior da China). A década de 1950 viu o advento do Movimento Patriótico das Três Autonomias (MPTA), a fim de controlar a Igreja. Os missionários estrangeiros continuaram a sofrer perseguição até saírem completamente da China, em 1952. Muitos líderes cristãos chineses foram enviados a prisão ou campos de trabalho, destinados a executar tarefas humilhantes e degradantes.
*O Nestorianismo é uma doutrina de estudos cristológicos que analisa, sobretudo, a natureza divina de Cristo, fazendo separação entre o Cristo homem e o Cristo Deus, sem, contudo, negar ambas. O criador dessa doutrina foi o monge Nestório de Alexandria (380-451 d.C.), que se tornara Patriarca de Constantinopla em 428 d.C. Nestório foi considerado herege pelo Concílio de Éfeso (431 d.C.), por afirmar que Maria não era a mãe de Deus, mas apenas de Jesus.
A perseguição
Teoricamente, os cristãos chineses têm direito à liberdade religiosa, mas o espaço para evangelização é limitado. A Constituição afirma que os cidadãos chineses "gozam de liberdade de crença religiosa." Ao mesmo tempo, o Estado proíbe organizações públicas de qualquer religião. Os cristãos não podem se reunir em templos não-registrados e tampouco evangelizar publicamente, não sendo os únicos a ser perseguidos. Em alguns casos, muçulmanos e budistas têm recebido o mesmo tratamento rigoroso dado aos cristãos e é comum que muitas seitas ou grupos religiosos de menor expressão sejam extintos.
O objetivo principal do governo é manter a estabilidade e o poder. Esta é a principal motivação que está por trás do controle populacional, da reforma econômica e da política religiosa chinesa, que consiste em domínio e opressão. O Movimento Patriótico das Três Autonomias (MPTA), também conhecido como Igreja dos Três Poderes, é a Igreja oficial, controlada pelo Partido Comunista. As igrejas não-registradas recebem ataques esporádicos do governo. A perseguição depende principalmente do grau de perigo que o governo enxerga em cada grupo religioso.
A perseguição ao cristianismo abrange desde multas e confisco de Bíblias até destruição de templos. Evangelistas são detidos, interrogados, aprisionados e torturados. Além da perseguição governamental, as tentativas de evangelizar muçulmanos no extremo noroeste do território chinês têm enfrentado resistência e alguns ataques.
As leis religiosas que entraram em vigor em 1º de março de 2005 aumentaram a pressão sobre grupos não-registrados, exigindo que se legalizassem ou se preparassem para sofrer as consequências. Além disso, em vez de facilitar o registro, novas emendas dificultaram o processo.
As Olimpíadas de 2008 afetaram de certa forma o modo de o governo lidar com a Igreja. As medidas de segurança introduzidas nessa época foram tão bem-sucedidas, que o governo pode decidir continuar a utilizá-las por tempo indeterminado. Nesse período, a repressão a reuniões de igrejas não-oficiais e aos seus líderes aumentou em muitas províncias, bem como o número de relatos de estrangeiros sendo detidos ou deportados.
O ano de 2008 foi marcado por detenções em massa de membros de igreja e processos contra pastores.
História e Política
A China é o terceiro maior país do mundo e possui a maior população do planeta. Além disso, as maiores altitudes do globo encontram-se em seu território. A maior parte da população chinesa vive na região leste, concentrada principalmente em 42 grandes cidades, todas com mais de um milhão de habitantes. O nome do país se origina de Ch'in (ou Ts'in), nome da dinastia que unificou o país no século III a.C. No entanto, Frei Gaspar da Cruz informou, no século XVI, que China era o nome pelo qual  indianos e habitantes do sul denominavam o país, porém os nativos chamavam a terra de Tame e seus habitantes de Tamgin.
Embora seja uma antiga civilização, não há muitos registros das origens de sua História, como do mundo greco-romano, egípcio ou mesopotâmico. Só em tempos bem recentes, descobertas arqueológicas permitiram traçar um esboço das origens chinesas. Sabe-se que foi habitada por hominídeos, 200 ou 500 mil anos atrás. Foram descobertas cerâmicas pintadas, com data de 4.000 a.C., ou seja, do fim do período Neolítico. Foi no século III a.C. que a China construiu a famosa Grande Muralha, como forma de tentar conter as invasões dos povos do norte. Mesmo assim, os mongóis invadiram e dominaram o país. Genghis Khan e seu neto, Kublai Khan, governaram a China de 1276 até 1368, por intermédio da dinastia Yuan. Nesse período, a China era parte de um poderoso império que ia do Rio Danúbio, na Europa, até a Coreia.
Considerada uma das culturas mais antigas do mundo, durante séculos a China manteve-se como uma civilização de liderança, ultrapassando o resto do mundo nas artes e nas ciências. Atribui-se aos chineses a criação de artigos muito importantes para a civilização mundial, como: a tecelagem da seda, o chá, a pólvora, a bicicleta, os instrumentos de medição astronômica, a tinta, o papel, as Artes Marciais e esportes como o Polo, dentre outros. Mas no século XIX e início do XX, o país foi assolado por conflitos civis, fome, importantes derrotas militares e ocupação estrangeira.
Uma sucessão de dinastias governou o país até 1911, quando o médico Sun Yat-sen derrubou a dinastia que detinha o poder e foi proclamado presidente. Na década de 1920, Chiang Kai-shek, do Partido Nacionalista, chegou ao poder. No entanto, o Partido Comunista, fundado em 1921, entrou em luta contra o partido de Chiang pelo controle do país. Por um breve período, as duas facções promoveram uma aliança para combater a invasão japonesa, mas retomaram o conflito após a rendição do Japão na II Guerra Mundial. Mao Tsé-tung e os comunistas alcançaram a vitória em 1949, estabelecendo um sistema socialista autocrático, que, assegurando a soberania da China, impôs controles estritos sobre a vida cotidiana e custou a vida de dezenas de milhões de pessoas.
Depois de 1978, o sucessor de Mao, Deng Xiaoping, e outros líderes focados e orientados para o mercado de desenvolvimento econômico (Socialismo de Mercado), abriram as portas da China para o mundo ocidental. Para grande parte da população, os padrões de vida melhoraram significativamente, mas os controles políticos permaneceram apertados. A China, desde o início de 1990, aumentou seu alcance global e participação em organizações internacionais.
População
Centenas de grupos étnicos viveram na China ao longo de sua história. Atualmente o maior grupo étnico da China é o Han, que corresponde a cerca de 92% da população total do país e é considerado também a maior etnia do mundo. Essa etnia é dividida em diversos subgrupos, variando suas origens culturais, genéticas e linguísticas.
Os chineses se comunicam em mais de 600 dialetos e se dividem em quase 200 grupos étnicos, dos quais 55 são oficialmente reconhecidos. Mais de 90% da população é alfabetizada.
A população chinesa atual tem sido formada por uma geração mais jovem, que não conheceu a Revolução Cultural, e também por uma população rural cada vez mais descontente.
As vítimas de exploração e abuso do poder têm se tornado mais conscientes dos seus direitos, tanto humanos como legais. Além dessas coisas, o aumento de desastres naturais e ocupacionais também preocupa o governo. Mais da metade dos chineses dizem não ter religião. Da outra metade, 36,6% professam crenças locais e o budismo. Os cristãos são estimados em aproximadamente 11%.
Economia
O país começou a se preparar para a abertura econômica em 1978, quando Deng Xiaoping chegou ao poder. Em 1979, Xiaoping trocou os dogmas de Karl Marx (Socialismo) pelos de Adam Smith (Liberalismo), dando uma guinada nos interesses do país, que incluiu a abertura de zonas comerciais nas províncias costeiras, o aumento de investimentos estrangeiros e a liberalização do comércio e do mercado agrícola, tendo como ingredientes fartos subsídios, mão-de-obra barata e repressão brutal à oposição.
Foi quando sob o bordão “Enriquecer é glorioso” que o então país de Mao começou a experimentar os desafios e prazeres da livre iniciativa na economia. O princípio básico do comunismo, a propriedade estatal, começou a cair por terra em 1997, quando o Congresso chinês anunciou um gigantesco programa de privatização. Dois anos depois, os chineses comemoraram cinquenta anos de comunismo ao mesmo tempo em que realizavam uma manobra histórica: depois de treze anos de negociações, fecharam um acordo para a esperada abertura de sua economia à globalização.
Em menos de uma década o país se transformou numa das maiores economias do mundo. A China é hoje o país que mais cresce economicamente, com projeção de se tornar em alguns anos a maior e mais importante economia do mundo.

domingo, 20 de janeiro de 2013

POR QUE AS IGREJAS EVANGÉLICAS, SEUS PASTORES, E OS CRENTES EM GERAL, RECEBEM TÃO DURAS CRÍTICAS NA SOCIEDADE BRASILEIRA?



Acabei de ler uma postagem em um endereço do facebook, um site com pretensa formatação jornalística que se propõe a tratar de uma forma, pretensamente mais fundamentada que todos os outros veículo de imprensa e comunicação, pesadas e diretas críticas recorrentes às igrejas e pastores evangélicos. Nada de original. de fato, repeticício como sempre.

Na chamada do que deveria ser uma postagem contra o Big Brother Brasil, foi transformada em defesa do referido programa da Rede Globo e um ataque a todas as demais, tal qual  escrito nessas declarações:

"BBB: O MAIOR VILÃO DA TV? 


Mudar de canal? Talvez a maior questão acerca do BBB, do 1 ao 13, seja exatamente saber por que o reality global virou o grande bode expiatório da miséria da TV aberta brasileira, cuja programação está recheada de programas de auditório para lá de sensacionalistas, que submetem pobres ao ridículo em troca da reforma do barraco; de dramaturgias ancoradas em cenas com apelos sexuais; e do mais rasteiro telecharlatanismo, praticado por “pastores” bons de palco e pós-graduados no evangelho da enganação."


Uma regra básica, que deveria basilar um texto candidato a texto jornalístico, contra ou a favor do que fosse, seria conter elementos, fatos, que ou fizesse uma boa acusação e denúncia ou uma exemplar e contundente defesa. Mas a tática é sair pela tangente, ir para um assunto que não 'que é vendido pela cabeça do texto, de modo que o verdadeiro assunto, que normalmente não chamaria a atenção desejada, receba agora alguma atenção. E mais: as mentes já antes preparadas para discutir o primeiro assunto, absorvem o acriticanente o segundo,sem uma posição pre-determinada.

É mais ou menos assim: um bandido covarde e descontrolado mantém sobre a mira de uma arma uma jovem mulher grávida de sete meses de gravides por quatro horas. depois de toda as tvs, rádios e população acorrerem ao local e todos via satélite verem o show, o crápula se entrega e humildemente como um adolescente rebelde que reconheceu que a merda feita por ele não deu em nada agora se faz de vítima. Se um policial mais exaltado lhe dá um tapa, ou os policiais permitem que alguém da família da mulher esbofeteie o fedelho ( é isso mesmo,as vezes não há nada mais exato para nomear um execrável desses, enfim é apenas uma figura linguística para quem não saiba ), teremos imediatamente em toda a mídia com espaços para especialistas tímidos, obesos, consumidores de uísque, de gabinete e todas as Ongs que surripiam espaço e dinheiro do governo sobre os direitos individuais no safado. 

Aqui é a mesma coisa. O BBB e a Rede Globo que não puniram o estuprador em rede nacional, rescindente, que honrou o contrato de imagem com ele até ao fim, um ano depois, que não promoveu e não permitiu o achincalhamento que ele no mínimo mereceria já que no âmbito da justiça não tenha dado em nada ficam fora da conversa.



Agora vamos aos fatos: 



1) fazer pessoas passarem por ridículo e dar-lhes carros reformados, casas, tratamento de beleza é uma fórmula antiga de programas de tvs norte-americanos que a Rede Globo também usa, e convenhamos é bom que qualquer um faça coisa boas para qualquer pessoa. Seja a Rede Globo, o SBT ou a Rede Record. Pior em quem definitiva e certamente não faz nada como o infeliz articulista autor dessa porcaria de texto acima citado! ignorante ou maldosamente inclinado, parcial e burro!


2) sexo, as pessoas gostam, direta ou veladamente, sesual ou veladamente romântico. E pior que hoje, melhor é ver sexo de homem com mulher do que o que quase aposto que o articulista certamente apóia, como massivamente todos os pretensos intelectuais. Sexo em público de forma que muitos ate mesmo gays mais conscientes repudiam, é exatamente como se vê no dia seguinte da Parada Gay em São Paulo, milhares de camisinhas usadas espalhadas pelas calçadas das princiapais vias da cidade. Infelizmente as crianças hoje precisam ser criadas aprendendo que homens devem gostar de mulheres e mulheres devem gostar de homens. E para sexo mesmo, para que diminua até o número de casamentos falidos quando um descobre que o outro, ou a outra, gosta de outra fruta! Logo as repetidas novelas tornam público algo simples e planejado originalmente por Deus. Não é de fato o pior da TV, os vídeo games violentos são decidida e claramente muito piores.

3) infelizmente o articulista em questão, e muitos crentes na carona dos fatos e das opiniões contra as  igrejas ( eu disse crentes membros de algumas igrejas ) não conhecem, e portanto não crêem no poder do Evangelho. Não importa quem pregue, é o de menos, se esse sujeito disser que Deus fará  algo e aquele ouvir crer, Deus mesmo honrará o seu nome e salvará, e mudará a vida do sujeito. Isso acontece todos os dias, vinte quatro horas, em todos os dias dias ano. Pessoas se arrependem e são salvas, separadas das que como o imbecil permanecem perdidas! E talvez muitos que estejam sendo salvos, ou algum deles, seria exatamente um que poderia dar um tiro da naus cabeça em uma simples briga de trânsito ou em um assalto, seu idiota! Ou seja a sua vida de bom incrédulo, cego e ignorante espiritual pode estar muito bem sendo salva pela salvação de alguém, por meio de um "pastor televisivo"!

4) "bons de palco" são os artistas bizarros da música que você certamente ouve e louva, dos pseudo intelectuais que o são por acreditarem piamente em pensamentos de um monte de defuntos que foram filósofos, sociólogos, escritores, e que morreram infeliz, solitários, deprimidos em densas trevas e que a bem da verdade nem sabiam como seria a sociedade hoje. Gente até com capacidade e inteligência acimada média, escolaridade, até percepção, mas simples homens como qualquer um outro ser humano, e cujos, muitos deles, a sabedoria era fundamentalmente apenas uma loucura mais refinada.Um exemplo fácil, S. Freud! mas são inúmeros casos e provas disso que afirmei.

5) O uso de  "pastores" entre aspas, denota a clara distinção entre os que são os alvos de ataque separados dos demais aos quais as criticas não se destinam. Mas qual a diferença? A diferença é clara, os que não incomodam o mundo, o mundo não se incomoda com eles. Esses anônimos que pastoreiam legitimamente e discretamente seus pequenos ou grandes rebanhos, sejam mantendo costumes atrasados, esdrúxulos e sem um discurso que incomodem ao mundo são aceitos. Os outros que para o bem ou para mal sacodem, põem em xeque,  aquilo que o mundo tem como prática e discurso são execrados. Não importa o que dizem, mas o que dizem põe em dúvida o valores e crenças mundanas. Há algumas organizações religiosas não católicas com crenças exóticas e que nunca são denunciados como danosos à sociedade. O pior que muitos crentes  que segregam outros de outras denominações e de outras posições teológicas alimentam essas críticas.

MAS AFINAL POR QUE O DISCURSO CONTRA AS IGREJAS EVANGÉLICAS QUE SE NÃO SÃO PERFEITAS, QUE TÊM PROBLEMAS E MALES REAIS, HÁ DE SE CONCORDAR QUE SÃO MALES ADVINDOS DO MEIO SECULAR E NÃO DOS IDEAIS RELIGIOSOS?




1) AS IGREJA EVANGÉLICAS SÃO A ÚNICA IGREJA, QUE MAL OU BEM, DENUNCIAM O PECADO!


O ISLÃ, EMBORA FALE DE PECADO E DE PERDÃO DE PECADO, EMBORA DIFERENTEMENTE DO CRISTIANISMO NÃO ACEITA O PECADO DE ADÃO E PORTANTO A TENDÊNCIA PECAMINOSA DO SER HUMANO EMBORA SEJA RADICAL NA PUNIÇÃO DE MUITAS DAS PRÁTICAS HUMANAS COMO ROUBO, ADULTÉRIO, ETC. OUTRAS RELIGIÕES IGUALMENTE TEM UMA VISÃO DIFERENTE DA DO CRISTIANISMO MAIS  MENOS NA LINHA DE QUE TODO SER HUMANO É BOM, BEM AO FEITIO DO HUMANISMO MODERNO.

OU SEJA A IGREJA EVANGÉLICA É A ÚNICA COM APELO RADICAL AO ARREPENDIMENTO TAL QUAL EXPOSTO CLARAMENTE NO EVANGELHO NA BÍBLIA SAGRADA. 

EXATAMENTE POR ISSO É COMBATIDA INDIRETA E REPETICIAMENTE SEJA ATRAVÉS DA ARTE (  CANÇÕES COMO UMA ANTIGA DO CANTOR GABRIEL PENSADOR, SÉRIES TELEVISIVAS, PROGRAMAS HUMORÍSTICOS, ARTIGOS, REPORTAGENS, EM DEBATES INDIRETOS E DIRETOS, COM FALSAS NOTÍCIAS OU NOTÍCIAS REAIS COM ÊNFASES DIFERENTES.

Por essa abordagem, com base em fatos reais ou parcialmente reais, são abordados e enfatizados  de forma diferente.

Esse "evangelho da enganação"  é o que tem alcançado para o bem ou para o mal, milhões de pessoas, homens, mulheres, jovens e pessoas adultas, mudando o destino de muitas e muitas vidas. Não se trata apenas de mudança de confissão ou prática religiosa. Ex mendigos, ex-prostitutas, ex-ladrões, ex-homossexuais, ex-violentos, ex-mentirosos, ex-adúlteros, ex-fornicadores, ex-alcóolotras, ex-drogados e tantos ex-pecadores costumazes com pecados mais inomináveis por questões até óbvias.

O resultado indesejável é que além de crerem em algo de forma diferente, esses novos religiosos tem uma nova cosmovisão que interfere decisivamente no estado natural compreendido por essa sociedade. As pessoas ficam ressentidas com o acúmulo de riquezas de alguns políticos, mas entendem como os políticos, adquirem ou aumentam o poder e a influência que têm. Mais natural é a aceitação e até o louvor a riqueza adquirida e acumulada por jogadores de futebol e artistas de televisão ou do cinema, alguns, principalmente entre cantores, de talento medíocre,e entre os jogadores de personalidade patética. Todos esses recebem do povo, de todos o poder, a fama adquirida que muitas vezes não fica bem com o histórico de confusões e de maus exemplos dados á toda a sociedade.


2) HISTORICAMENTE POR QUE RAZÕES OUTROS GRUPOS DE CRENTES SE AJUNTAM AO CORO DAS CRÍTICAS SECULARES?

PRIMEIRAMENTE SÃO GRUPOS COM FORTE IDENTIFICAÇÃO DENOMINACIONAL E TEOLÓGICA COM GRANDE DIFICULDADE DE RECONHECER A UNIVERSALIDADE DA IGREJA CRISTÃ INVISÍVEL, EMBORA NO DISCURSO DIGAM QUE CREIAM NELA




Um pouco de história:


A atitude direta e mais pragmática desses novos pregadores e igrejas é detestado, criticado e combatido teologicamente justamente por igrejas, pregadores e teólogos, que tem uma visão de uma igreja com outros padrões de crescimento e de visibilidade. Alguns desses grupos, séculos atrás, como era uma circunstância específica, ao pregarem a sua mensagem, tomaram o poder político e social, inclusive banindo e matando os inimigos de seu cristianismo.


De certa forma não deveria ser surpresa para esses, se parte da igreja constitucional não católica tenha estabelecido uma meta de influenciar os poderes econômicos e políticos em nosso país, e justamente isso que assusta e ojeriza os incrédulos. Qualquer que seja a denominação que cultive a sua fé em seu gueto, alienada dos projetos que interfiram na sociedade não será nem notada, e portanto não será perseguida, com ou sem razão aparente.

Por ocasião da Reforma Protestante, a nova igreja com a sua nova fé conquistou diretamente o poder político e econômico juntamente com a proclamação da sua mensagem. Não deveria parecer para muitos de fato estranho, a conquista de baixo para cima e a ocupação e trânsito de certos setores do poder sob alguns e diversos de seus aspectos. João Calvino se apropriou da educação pública, do poder político, do poder religioso de forma a ter podres para banimento e morte de desafetos. Isso não chega nem perto do que, por exemplo, grupos neopentecostais conquistaram em termos de influencia nas últimas décadas no Brasil.


Os calvinistas embora não digam isso em um primeiro momento, não crêem sinceramente que Jesus Cristo tenha morrido por todos, fazendo uma confusão injustificada, baseada em última instância como ignorância linguística simplória das demais pessoas e de uma lógica ridícula:

Segundo eles "se Jesus tivesse morrido por todos, todos seriam automaticamente salvos" (sic ) ou seja ninguém iria para o inferno! 


Também segundo eles ( os calvinistas ) embora enfatizem a Graça como uma realidade na revelação bíblica, não explicam a contradição inegável entre ser salvo graciosamente e ser eleito por antecipação.



Outra confusão grave é entre Deus saber, Deus ver e Deus realizar. Segundo a sua cosmovisão particular a conclusão óbvia ( a menos que se fuja dela ) é que Deus só fez um único ato uma vez, sendo na prática um Deus amarrado por haver determinado tudo uma única vez, ao que eu a chamei em uma postagem bem antiga ( há cerca de dois ou três anos atrás ) constatada por outras pessoas, não calvinistas e até não cristãos: "a teologia do teatro!"


Dessa forma se uma igreja que se diz pronta a pregar ao mundo e que não creia que esse mundo possa ser salvo pela sua pregação e pelo seu evangelho particular, não aceita o crescimento assustador de outra igreja e do próprio cristianismo chegando a desconfiar até mesmo de outros  calvinistas mais agressivos e desejosos de alcançar maior número de pessoas, chegando a combatê-los através de literatura, mídias diversas, debates em que esses novos calvinistas ( neocalvinistas ) a seus olhos sejam julgados como sinceros, corretos teologicamente ou não, pois eles mesmos constituem a seus próprios olhos,  como modelo ideal a ser mantido e tido como padrão de procedimento e teológico.

MAS ATENÇÃO!

NADA DE FATO IMPEDE QUE UM CRENTE, GUARDADAS CERTAS DIFERENÇAS TEOLÓGICAS, PREGUE E TESTEMUNHE DE SEU SENHOR E SALVADOR. ESSA É A NOSSA PRIMEIRA FUNÇÃO ANTES DO ENSINO, DA DOUTRINA, DA  LITURGIA, POIS SE O SEU TESTEMUNHO É VERDADEIRO, O SEU OUVINTE VAI QUERER CONHECER A VERDADE DA QUAL VOCÊ SE DIZ PORTADOR.

Entretanto ( acabo de ler um dos sermões de João Calvino intitulado "A Segunda Vinda de Cristo", um sermão baseado em texto bíblico, portanto textual, em que por várias vezes ele, Calvino, se refere aos católicos, chamados por ele de "papistas". É exatamente essa atualidade de denúncias, esse combate ao erro, a mostra de uma outra possibilidade, e ações que mostre publicamente a eficácia do Evangelho é que precisamos hoje, e justamente essa atitude que faz com que vários setores da sociedade se levantem para preservar seus interesses vis, contra à igreja, seja qual denominação for e qual posição teológica interna, dentro do cristianismo que ela espose.



OPOSIÇÃO DENTRO DOS ARRAIAIS CRISTÃOS, PROTESTANTES OU EVANGÉLICOS

Nessa circunstância não é de se admirar que, o crescimento dos neopentecostais sejam mal visto, independentemente das outras razões, fatos, escândalos, reais ou não,  ou mesmo a falta deles. Esses que por defesa, diferença ou ojeriza apontam as falhas reais ou imaginárias fazem coro ao mundo anti-cristão e anti-bíblico.

Outros grupos religiosos tem opiniões diferentes e mais conservadoras, mas a suas opiniões ficam praticamente restritas às suas próprias comunidades e o se discurso a seus próprios púlpitos. Os adventistas do sétimo dia guardam os sábados e tem o privilégio legítimo e legal em provas, vestibulares e empregos por causa de sua fé, mas como não são  audaciosos em implantar o sábado na sociedade  como modelo a ser seguindo universalmente, não se tornam para essa sociedade, digamos "perigosos".


Os paraprotestantes, entre eles as Testemunhas de Jeová, não aceitam a transfusão de sangue e  que seus seguidores cantem o Hino Nacional Brasileiro, essa particularidade, guardada somente para eles não representam perigo o Status Quo da sociedade.

Os exemplos são muitos... e por simples economia deixo de listá-los aqui.

Os neopentecostais interferem na política, apóiam políticos e manifestam opiniões contra ou a favor de determinados pontos e adquirem influência econômica ( que convenhamos a excessão dos franciscanos, ou até mesmo eles, em certa monta todos buscamos e almejamos velada o claramente em todo o tempo ).

Afinal quando alguém sem histórico favorável inflama milhões de pessoas que passam a ser temidas por suas ações na sociedade, esses aos olhos da sociedade tem que ser combatidos legítima ou ilegitimamente.



A grande questão é a ética:

As pessoas devem ser inspiradas a serem cristãs, evangélicas, crentes, por nossas qualidades éticas somente ou por nossa pregação, ou ainda as duas coisas?

O senhor mesmo responde: as duas coisas, não de pode esconder uma lamparina debaixo da cama, mas colocá-la obrigatoriamente em local de destaque, por outro lado a nossa justiça deve em muito exceder a justiça dos escribas e fariseus, ou seja aos que usam as leis regras a seu favor e dos que se propõem a fazer uma defesa de Deus fundamentada em suas opiniões e posições pessoais, essas cultivadas prazerosamente.

Esse parente dilema pode ser percebido em que pontos a sociedade secular com seus valores descritos biblicamente são dilapidados espiritualmente.A matemática é também simples, quantas pessoas deixam o pecado, passam a buscar a Deus, se tornam melhores e radical e apaixonadamente passam a amar a Deus.

As igrejas cheias APENAS de pessoas legitimamente boas, sem uma população de ex-um-monte- de-coisas  destetáveis aos olhos humanos e arrependidas disso, não constituem o melhor modelo de "igreja evangélica" e que cumpre a grande ordenança de marcos 16.

Finalmente crentes altamente "denominacionais" não compreenderão o sentido dessa postagem preferindo ter uma atitude que claramente por várias razões não sejam confundidos com aqueles que a sociedade detesta e persegue. Lembrando que aos olhos do mundo as razões das perseguições são as menos importantes na prática.

COM TUDO QUE A IGREJA POSSA PREGAR, DE TEOLOGIA, TIPO DE LITURGIA, PROSPERIDADE, LIBERTAÇÃO, POSSA OFERECER AMBIENTE PARA ADORAÇÃO, DEVE SOBRETUDO PREGAR CONTRA O PECADO, POIS SEM ARREPENDIMENTO NÃO É POSSÍVEL CRENÇA VERDADEIRA NO EVANGELHO (exatamente nessa ordem ).


Há entretanto algo muito grave:


Embora a Lei da Mordaça Gay, graças a alguma resistência e enfrentamento público, por exemplo de alguns pastores, destacadamente o Pr Silas Malafaia que repetidamente dá a cara a bater, não tenha sido aprovada de fato, como era o objetivo dos militantes gays, de colocar na cadeia quem falasse até nos púlpitos contra as suas práticas, todas as igrejas e pastores são hoje no Brasil, direta ou indiretamente extremamente cautelosos, em dizer em público algo contra a prática e pensamento gay. Isso é um desastre da Igreja Cristã!


Em uma pesquisa rápida, constatei quem em VARIAS AS VERSÕES recentes das traduções da Bíblia em português não trazem em dois textos outrora conhecidíssemos as palavras "sodomita" e "homossexuais" que são:

Apocalipse 21:08  e 22: 15, permanecendo apenas a palavra "efeminado" em 1 Coríntios 6:9

"Acaso não sabeis que os injustos não hão de possuir o Reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem os EFEMINADOS, nem os devassos." ( versão católica em português )

Na versão Almeida corrigida e Revisada Fiel, esse longo verso é terrivelmente encurtado: "Não sabeis que injustos não hão de herdar o reino de Deus?"

A palavra SODOMITA, só parece nessa referida versão em 1 Timóteo 1:10 "Para os devassos, para os SODOMITAS, para os roubadores de homens , para os mentirosos, para os perjúrios
, e para o que for contrario à sã doutrina."

Em textos não finais, menos conhecidos, das Escrituras ( como se esperaria e era encontrado nos textos de Apoc 21:08 e 22:15 ), na Nova Versão Internacional pode ser encontrada em 1 Timóteo 1:10 e 1 Coríntios 6:9. Na versão britânica em português, nesses mesmos textos essa palavra não aparece estranhamente.

Bem deve-se fazer uma exaustiva pesquisa em exemplares físicos de edições antigas de Bíblias impressas, para se avaliar a extensão de mudanças mais recentes nos diversos textos bíblicos ligados a uma questão que se tornou nevrálgica nos últimos anos, envolvendo debates sociais, legais e comportamentais, antes clara e fundamentalmente opostos ao que prega e adverte o cristianismo em todos os séculos anteriores.



FINALMENTE O MUNDO ACEITA QUALQUER FORMA OU PREGAÇÃO CRISTÃ QUE NÃO LHE INCOMODE!




O mundo nos odiaria e se, o mundo não nos odeia e não nos combate (não por causa das nossas convicções internas e quase secretas, ou falhas reais ) é porque não fazemos a menor diferença para ele. E cá entre nós isso é um grande e indesculpável desastre!


Por Helvécio S. Pereira



NOTA FINAL:



QUE TAL TER A MÃO E ON LINE, VÁRIAS TRADUÇÕES DAS ESCRITURAS EM VÁRIAS LÍNGUAS INCLUIDAS LATIM CHINESA E TANTAS OUTRAS PARA ESTUDOE COMPARAÇÃO?

CLIQUE JÁ NO LINK ABAIXO:









CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK
Clique na imagem acima e saiba como fazer o download desse importante e-book

EM DESTAQUE NA SEMANA

VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE LER




09 Dez 2010
Reflexões acerca do que a Bíblia revela e declara sob a ótica cristã autêntica. Nada porém substitui a leitura pessoal da Bíblia, a inerrante Palavra de Deus. LEIA A BÍBLIA! Salmos 119:105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra, ...
19 Dez 2010
Essa pessoa sai pensando em Deus de um modo ou de outro, e em decisões que fatalmente terá de tomar frente ao divino. Nas prisões, após ouvir um pregador ou missionário de uma ou outra igreja, os criminosos mais terríveis param para ...
01 Dez 2010
A Bíblia é fonte inesgotável de ensinamentos dados do ponto de vista de Deus. As Sagradas Escrituras só não revelam o que, segundo a aprovação de Deus, Ele mesmo por Si não quer revelar-nos. Deus não revela coisas imposto pela ...
09 Dez 2010
Infelizmente ou ao contrário, como seres sociais e assim planejados por Deus, só construímos conhecimento em cima de informações e conhecimentos que nos antecedem. Por isso é natural não poucos de nós repetirmos conclusões feitas por ...

UM ABENÇOADO E VITORIOSO ANO NOVO A TODOS! OBRIGADO A TODOS OS LEITORES E VISITANTES!

Arquivo do blog

TEOLOGIA EM DESTAQUE: DIVERSAS POSTAGENS


26 Ago 2010
Nessa postagem quero deixar claro que dentre as diversas teologias usadas ( teologia popular, teologia leiga, teologia ministerial, teologia profissional e teologia acadêmica ) a que move a igreja e faz avançar o seu ...
27 Out 2011
Por experiência entenda-se todas as comprovações factuais acerca do que se crê conforme a teologia crida, seja essa oficial, oficiosa, leiga, individual, etc. Assim posto, é necessário colocar que o que me fez tocar nesse ...
25 Ago 2010
A teologia leiga é portanto um passo além da teologia popular, na verdade uma passo acima. Quando um crente dedica-se mais sistematicamente a investigação da sua fé , buscando uma melhor forma de não só expor o ...
11 Jan 2011
Conforme postagens anteriores que esclarecem a diferença entre teologia oficial e leiga, evidentemente em todas as igrejas há, por parte de seus membros uma teologia mais popular e uma teologia pessoal. Mesmos ...

links úteis

Atenção!

TODAS AS NOSSAS POSTAGENS TRAZEM ABAIXO LINKS PARA COMPARTILHAMENTO E IMPRESSÃO E SALVAMENTO EM PDF. NO CASO CLIQUEM 'JOLIPRINT' E UM SITE CONVERTERÁ O POST EM UM PDF AGRADÁVEL DE SER SALVO E PORTANTO GUARDADO PARA LEITURA POSTERIOR ( fica visível em alguns navegadores, aproveite essa funcionalidade extra! )

CRISE NO CATOLICISMO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO
VÁRIAS VERSÕES, ESTUDOS SOBRE CADA LIVRO DAS ESCRITURAS

NÃO PERCA UMA POSTAGEM DIGITE ABAIXO O SEU E-MAIL OU DE UM AMIGO

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!
NÃO PERDER O FOCO...QUAL O REAL PRINCÍPIO DO CULTO? CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E ACESSE

CURSO TEOLÓGICO GRÁTIS! *HÁ TAMBÉM OUTROS CURSOS DISPONÍVEIS

QUEM INVENTOU O APELO NOS CULTOS?

SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS, LEIA AS PRINCIPAIS POSTAGENS

25 Nov 2010
Tenho algumas vezes, em minhas despretenciosas reflexões ( despretenciosas por não terem o tom acadêmico e muito menos professoral, são apenas reflexões ), dito que se não se crer no que o Livro de Gênesis declara, não é necessário ...
31 Jan 2011
-A razão das atuais, ou pelo menos de predominância histórica, das condições existenciais e morais do homem têm no Gênesis a sua satisfatória resposta. A existência de condições nem sempre e totalmente favoráveis a nosso conforto ...
11 Jan 2011
Como parte do pentateuco, o Gênesis, depreciado modernamente graças a nossa submissão e endeusamento da ciência, que com a sua contribuição à saúde, tecnologia e construção material da sociedade, pouco ou quase nada tem a dizer sobre ...
21 Nov 2010
A religiosidade cristã moderna ou atual, de há muito tem se contentado e desprezado as narrativas de Gênesis, precioado por parte majoritária de setores quase que totais do mundo científico e da falsa sensação de que tudo pode ser ...

O GÊNESIS, COM NARRAÇÃO DE CID MOREIRA E IMAGENS

NÃO DEIXE DE LER OS SEGUINTES POSTS DENTRE OS MAIS LIDOS...

29 Mai 2010
UM LIVRO OBRIGATÓRIO PARA CATÓLICOS E EVANGÉLICOS ACERCA DA ERRÔNEA CULTURA DO CULTO A MARIA. Recebi por indicação do irmão Jorge Fernandes Isha, um e-book gratuito, de leitura obrigatória para os evangélicos e para ...
16 Fev 2010
Judas era o mais culto, de origem e status social diverso dos demais, de outra cidade, e foi substituído não pelo apóstolo dentre os discípulos eleito pelos demais, por própria escolha de Jesus, após a morte de Estevão, Saulo, discípulo de Gamaliel, provavelmente o mais preparado ...Melquesedeque, Maria , José, e tantos outros. Deus se dá a conhecer plenamente a cada um que o ama. O ue Ele fará na história as vezes não noscompete saber, as vezes sim. Essa é a diferença. ...
19 Mar 2010
Tal qual os fariseus, põem não poucos impencilhos que vão desde reparações a pregação simples e com pouca ligação com a hermeneutica e pregação convencionais, a música, letra das canções, a ordem do culto, forma dos apelos e ... Essa pessoa , esse novo crente, como filho ou filha de Deus de fato, tem agora uma nova vida, como Madalena, Zaqueu, o Gadareno, o Centurião, Nicodemos,o ladrão da cruz, Marta e Maria, Lázaro ( não necessariamente nessa ordem ), e tantos outros. ...
04 Mar 2011
Nesse aspecto seria legítimo um católico cultuar Maria como N.Senhora, um muçulmano a Maomé como seu legítimo profeta, um budista como objeto de culto, e assim por diante. Todoslçegitimamente amparados por sentimentos sinceros e ...
English (auto-detected) » English




English (auto-detected) » English


English (auto-detected) » English

VISITE JÁ UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO

VISITE JÁ  UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO
CONTANDO OS NOSSOS DIAS ACESSE JÁ. CLIQUE AQUI!

ESTUDE EM CASA.TRABALHE EM CASA!

leitores on line

OPORTUNIDADE!

LEIA: E-BOOKS EVANGÉLICOS GRÁTIS Clicando na imagem a abaixo você fará os downloads dos mesmos