SANDI PATTY LOVE IN ANY LANGUAGE

sábado, 31 de janeiro de 2015

O 11 DE SETEMBRO NO LIVRO DE DANIEL! ( ATUALIZADO! BAIXE E LEIA O LIVRO "PLANO DE ATAQUE" UM REGISTRO DOS PRINCIPAIS FATOS POR TRÁS DO TERRÍVEL EPISÓDIO ) E MAIS:O QUE SÃO PROFECIAS? QUANTAS DELAS DEVAM SER AINDA OBSERVADAS E AINDA NÃO SE CUMPRIRAM? COMO RECONHECÊ-LAS A TEMPO? PODEM SER ELAS DESAFIADAS?







UM IMPORTANTE DETALHE, O "BODE QUE VOAVA SEM TOCAR O CHÃO" VOAVA SIM NO SENTIDO OU DIREÇÃO DO OESTE PARA O LESTE, OU SEJA DO OCIDENTE PARA O ORIENTE.

VEJA:



O Profeta Daniel revelou no capitulo 8 das sagradas escrituras um dos piores acontecimentos da história, ao ter uma visão de holocausto descreveu o atentado terrorista do dia 11 de setembro de 2001. Ao assistir as cenas dramáticas desse dia mantemos a memória das vitimas desse terrível ato de crueldade.






O que são profecias? que relação guardam elas com a realidade ou qualquer realidade? podem ser anuladas, os seus vaticínios podem ser descumpridos? qual a relação de uma profecia com o tempo? o que é o tempo?  Qual a relação das profecias e a soberania de Deus?

Essas e muitas outras perguntas, aguarde em breve em uma próxima postagem detalhada!

Por Helvécio S. Pereira



MAIS FOTOS















BAIXE AGORA MESMO, GRATUITAMENTE,  O LIVRO "PLANO DE ATAQUE" EM FOMRA DE FICAÇÃO  CONTA OS PRINCIPAIS FATOS REAIS, SABIDOS E INVESTIGADOS POSTERIORMENTE AO TERRÍVEL EPISÓDIO


BASTA CLICAR  






-

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

IGREJAS E PREGADORES INOCENTES, EVANGELHO INCOMPLETO E MUITAS VEZES INOPERANTE! ( 1ª PARTE )


(*)


Acabo de ler uma notícia pública de que uma famosa e talentosa cantora, vinte ou mais anos mais jovem que outra perdeu " a sua mulher", uma atriz filha mais velha de uma dos mais admirados compositores da música popular brasileira e coautor da canção legitimamente brasileira mais conhecida no mundo.


A realidade no Brasil hoje:

Que nesse mundo sempre houve e ainda haverá por algum tempo coisas inimagináveis e fora do padrão normal e natural, por mais que essa ideia seja hoje alvo de tanta irrazoável resistência é um fato. Fato é também que hoje o que era ( e ainda é anormal ) é visto e defendido como normalidade não só pelas partes legitimamente interessadas como por simpatizantes gratuitos.

No programa vespertino do SBT, o "Casos de Família" vê-se todas as tardes, cinco vezes por semana a condição patética de famílias e pessoas, bem como das relações e compreensão estapafurdias da realidade. Muitos defendem ao assistir ou ao saber dos casos veiculados nos programas, que se trata de exagero, tão caricatos são os casos ali mostrados. Eu tenho a opinião que mesmo sendo bizarros e sendo um recorte da vida das pessoas mostradas, trata-se um exemplo e mostra  reais de quão louca e porque não, quão pecaminosa é a nossa sociedade.

Por outro lado, e concomitante à essa realidade, pastores e pregadores têm na maioria dos casos, 99, 99% enorme dificuldade ( e agora nos últimos anos com o fortalecimento de lideranças e estrutura grandiosa de denominacionais sujeitas a um modelo instituído por um líder embora isso não seja exatamente um mal em si e errado ) em falar "verdades" aos seus ouvintes.

O Evangelho está sendo espalhado, mas quanto do Evangelho é igualmente deixado de ser pregado?

A defesa de pequenas congregações ou grupos "mais radicais e a seus próprios olhos "mais ortodoxos" têm uma atitude compreensível e natural de se defenderem de dois modos:

Se autossegregando, dizendo não temos nada com essas outras denominações, não reconhecemos e não recomendamos a sua mensagem e rejeitamos o mundo e suas pessoas perdidas. São igrejas que não crescem numericamente e mal mal mantém por mais de duas gerações a fé de seus membros e descendentes. Uma outra atitude é em um bem intencionado fogo amigo dirigem sua artilharia teológica e ativismo contra os demais cristãos e menos ou nada contra o mundo.

Entre esses os reformados e calvinistas com o seu bordão "voltemos à Escritura", "voltemos ao Evangelho". Mas o Evangelho desses peca por considerar "não ser um evangelho para todos". Esses mesmos, ou alguns de seus representantes e lideres mais destacados se mostra extremamente polido e educado diante dos grotescos pecados seculares, como exemplo cito o pastor, professor e teólogo e escritor Augustos Nicodemos, o seu combate ao mundo é pateticamente tímido, não fazendo jus ao temperamento combativo e em nada flexível do próprio reformador João Calvino.



O que fazer ou dizer?

Não se trata de um único caso isolado, e nem tão pouco uma acusação e julgamento feito ao grande e reconhecido líder calvinista brasileiro, muitos outros líderes em todas as denominações têm muito a perder se de repente começarem a ter atitudes como a de autênticos João Batistas nos dias e no Brasil de hoje.

Pastores hoje ou são grandes líderes disputando por espaço, algo natural e que faz com que de certo modo a igreja protestante, evangélica que bem ou mal se esforça para anunciar Jesus e o Deus bíblico pagam, ou são pastores sujeitos à uma grande denominação e sem nenhuma e desejável autonomia, pois é essa mesma igreja que lhe provém sustento, casa, salário, participação, projeção política, literária, musica, férias, reconhecimento, desenvolvimento de outros desejáveis talentos, estudo, trânsito nesse mundo, viagens, contatos. Se algum desses se rebela, perde tudo! Todas as portas se fecham, tem que começar do zero, concorrer com seus antigos irmãos e "amigos" e raramente, poucas exceções consegue fazer para Deus o que acredita sinceramente deva ser feito.

No seu crescimento a igreja precisa de coisas que como ferramentas eficientes e comuns em uma sociedade mediática, grandes templos para acomodar confortadamente as pessoas, propaganda em rádios e tv, programas ou espaço alugados a peso de ouro, dívidas e mais dívidas e para tudo isso muito, muito dinheiro! 

Nesse quadro não se pode enxotar pecadores, membros hipócritas a não ser que roubem a igreja ou cometam crimes grosseiros incluindo sexuais, adultério, estupro, pedofilia, incesto e homossexualismo comprovados e excretados a um por toda uma comunidade cristã. Por outro lado incomodar a membresia com repetidos puxões de orelha é meio caminho andado para mandarem com seu dinheiro para igrejas concorrentes! Um despropósito portanto, um suicídio denominacional e  pastoral moderno!

Aos reformados, batistas e presbiterianos, igrejas se mantém muitas vezes com membros familiares acrescidos de conhecidos e simpatizantes da denominação. O objetivo alcançado e desejável no caso parece manter um número mínimo ou máximo em cada caso, como uma resistência ao mundo e ao "evangelho arminiano" deturpado e explorado pelas demais igrejas.


Um exemplo bíblico esclarecedor:

Em um outro caso, pastores e crentes, até pelo temor de misturar o pecado desse mundo com o conhecimento e a própria vida cristã os faz ignorarem os pecados e desvios dos perdidos. Em ambos os casos a influência no mundo é diminuída. São crentes na defesa, tentando se manterem crentes e fieis, embora isso seja desejável e salutar, não corresponde ao "ide e pregai o evangelho a toda a criatura", mas a estratégia de Ló se mantendo ou tentando se manter justo no meio de uma sociedade literalmente sodomita e gomorrita. Lembrando que essa estratégia não deu certo para Ló, que prova temos que dará certo conosco?

Qual foi o erro e as estratégia de Ló?

Ló escolheu, por uma proposta de Abraão, inspirada por Deus, a escolher primeiro o lado que lhe interessaria e a seus próprios olhos, seria melhor para viver. Ló escolheu a planície de Sodoma e Gomorra, muito melhor que a região oposta, que pelo trato restaria a Abraão. Algo como escolher em viver em São Francisco, Nova York, Paris, ao invés de uma pobre cidade do Vale do Jequetinhonha, região pobre e seca do interior de Minas Gerais por exemplo.

Diante da visita dos anjos que o levariam com a sua família para a salvação do juízo sobre as duas cidades, e diante da patética situação onde os promíscuos cidadãos desejarem abusar dos anjos, Ló oferecera as próprias filhas virgens! Uma prova que viver na modernidade, aos olhos de Ló, em Sodoma e Gomorra, com todos os seus patéticos vícios e desvios sexuais e morais, era um bom negócio, um excelente negócio! A mulher de Ló não olhou para a cidade por curiosidade e pela pirotecnia da destruição, algo que nos agrada em filmes, explosões, barulhos, fogos e fumaça, mas a vida agradável, as coisas que podia ter, oposta a pobreza e carência da vida nas montanhas.

Pastores não podem hoje, semelhantemente perder amigos na suas denominações, mesmo que esses amigos não sejam cem por cento verdadeiramente amigos e que de uma hora para outra, facilmente se tornam os piores inimigos e desafetos, por simples discordância com a liderança e com a denominação que os acolhem. Por dependerem muito, e suas famílias da denominação que lhes provem tudo, são escravos não de Deus,m ou de uma consciência livre, mas das circunstâncias tal qual Ló e sua família. vale lembrar que Ló não era um incrédulo, nem as suas filhas, nem a sua esposa, mas crentes, a figura do crente que não é livre diante do que o seu tempo, a sociedade em que vive lhe provê!

Finalmente a Igreja de Cristo não corresponde a nenhuma denominação ou movimento teológico em particular!

Tudo o que todos os cristãos e crentes fazem, desde que crentes nascidos de novo e enxertados em Cristo, constituem a igreja. Sejam calvinistas, arminianos, tradicionais, pentecostais e neopentecostais e até paraprotestantes e católicos romanos, anglicanos e ortodoxos., embora alguns estejam teologicamente mais próximos à revelação escriturística bíblica ou dando ênfases a uma ou outra questão. De fora estão os que nunca se converteram espiritualmente, os apenas religiosos, denominacionais, simpáticos a uma igreja, incrédulos. A esses cabe a colocação do próprio Senhor Jesus: jamais os conheci.

Dessa forma alguns defendem a inerrância das Escrituras, outros oram pelos enfermos e os cura, outros profetizam, outros vão a lugares onde os demais jamais iriam, outros travam batalhas nas universidades, outros evangelizam e convertem as piores pessoas nas prisões, prostíbulos, outros testemunham a artistas, políticos, atletas, a ricos. é a verdadeira igreja testemunhando em todas as frentes, mais efetiva e vencedora do que a igreja institucional, muitas vezes com suporte natural dessa última mas mesmo assim distinta dela, sem uma correspondência numérica e qualitativa.

Mas essa igreja formada por anônimos e sem estardalhaço que sempre levou Jesus às pessoas e ao mundo, sem o medo e temor natural frente ao mundo viciosamente adquirido pelas denominações. é a oração individual e anônima, o testemunho boca a boca, a visita casual, a Bíblia presenteada, o folheto e palavra de admoestação na hora certa, muitas vezes resumida em uma sentença ou frase.

Mas a igreja institucional tem que ter uma certa correspondência, no acolhimento e na confirmação da mensagem inicial e na audácia no anuncio do Evangelho e na denúncia do pecado ao mundo. Nesse contexto finalmente pregadores não podem temer aos homens, nem em perder regalias internas à sua denominação e nem em processos feitos por uma sociedade pecadora e depravada. E esse temor já se instalou, e não é a primeira vez, e ainda não será a última.

Na própria Igreja católica romana, inúmeros padres com aspirações mais espirituais são proibidos de falarem o que sentem que Deus gostaria de movê-los a dizer, a fazer correções teológicas, rompimento com tradições nascidas no misticismo. Mas não podem sair, abandonar cargos e obrigações e sustento. Obrigados a si calarem ao lado de outros sacerdotes inconversos ou até incrédulos e ateus como denunciado muitas vezes em artigos esclarecedores na própria mídia.


Frente a realidade só há uma atitude, gostemos ou não! E isso vai além da visão ou posição oficial de qualquer denominação.

Finalmente ainda, no que se refere a bons modos, ao detestável "politicamente correto", o antigo pastor da IURD, o bispo Von Helder, ao chutar a "Senhora Aparecida", um embuste até mesmo dentro do catolicismo romano, documentado e explicitado por um ex-sacerdote em livro repleto de detalhes e provas históricas, fez exatamente, sem tirar nem por, o que qualquer pastor de qualquer denominação se fosse macho o suficiente deveria fazer. Igualmente um padre português denunciou há alguns anos a mentira da  outra tal "Senhora de Fátima". Entretanto, embora compreensíveis as desculpas pessoais feitas por ordem do próprio bispo Edir Macedo através de uma comissão enviada a CNBB, e aceita , tenha evitado uma guerra religiosa mais interesseira aos propósitos liberais de artistas e novelistas da Rede Globo, que atingiria por tabela criando uma resistência negativa contra todos os demais crentes evangélicos, não foi do ponto de vista de Deus e bíblico um erro teológico ou de mensagem ao povo brasileiro.

Ou seja, do ponto de vista de Deus, o último programa do então bispo Von Helder, foi exatamente o que deveria ser dito e toda a nação brasileira precisaria ouvir! Ou alguém duvida sinceramente disso? Não! todos concordamos mas poucos fariam o mesmo e pagariam ministerialmente o mesmo preço:  o anonimato e desterramento, há quem digam que ele se encontra discretamente pastoreando uma igreja nos EUA.

Marco Feliciano e Silas Malafaia, cada um limitado e guiado pelo seu temperamento pessoal, melsan e colérico* ( * uma referência a teoria dos temperamentos de Hipócrates ) respectivamente, pagaram um preço e fizeram o devido enfrentamento ao objetivo  e desonesto intelectualmente ativismo gay e sua face brasileira. Eles foram a cara da resistência dos cristãos brasileiros e curiosamente receberam mais efetivos e contundentes apoio de cristãos católicos ao invés de evangélicos que pouca ou nenhuma menção de apoio público fizeram em seus respectivos púlpitos e igrejas.

Mas não se trata de um caso de evangélico ou protestante falando algo teologicamente contra católicos. Alguns padres juntamente com pastores, têm sido calados quando teologicamente em nome e de acordo com a Palavra de Deus declaram, ensinando e advertindo algo que não seja "politicamente correto" ou espiritualmente concordes, com posições liberais, politicas e humanísticas "modernas". Enfim qualquer ministro cristão, padre ou pastor, só é autoridade espiritual se falar, se disser, se ensinar às demais pessoas cristãs ou não, a genuína e perfeita vontade de Deus e não e nunca o contrário.

Em uma próxima postagem apresentaremos exemplos e prova da predominância de uma certa infantilização na pregação do Evangelho em muitas igrejas e púlpitos, desprezando ou ignorando o profundo e real estado pecaminoso da sociedade brasileira.

Por Helvécio S. Pereira




( * ) a charge acima é apenas ilustrativa, não constituindo uma síntese do que se aborda nessa postagem. Apenas um aspecto de comportamento e apenas  um chamarisco para a publicação em questão.




-

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

FILMES BÍBLICOS: O APOCALIPSE DE JOÃO, COMPLETO E DUBLADO EM PORTUGUÊS. ASSISTA!






Um filme nem sempre, por várias razões, desde a linguagem específica da Arte até estilos de filmagens e de roteiros, desempenho dos atores, visão do diretor, tem um resultado e uma leitura de partes da Escrituras judaico-cristãs diferentes de uma leitura textual da própria Bíblia.

Não substituem apropriadamente o estudo ou a leitura simples das Escrituras mas  acrescentam informações visuais, contextuais e de época bastante desejáveis, além de despertar interesse por passagens e abordagens bíblicas relevadas ao esquecimento pela contemporaneidade.

Bastante criticados por vezes excederem ou contradizerem às Escrituras ou fantasiarem as narrativas originais, têm a vantagem de trazer para o momento temas esquecidos como o Dilúvio, o Êxodo, etc.

O resultado sempre positivo é inquestionável, as pessoas crentes ou não passam a falar sobre o assunto e tomar partido, contra ou a favor, e sem duvida há muitas novas conversões além do interesse natural em ir-se à fonte primária: a Bíblia!


Por Helvécio S. Pereira





Conhecida por ser o local para onde o apóstolo João foi exilado — conforme consta na introdução do livro bíblicode Apocalipse —, Patmos foi usada como um lugar de banimento durante os tempos romanos. Segundo uma tradição preservada por Ireneu, Eusébio, Jerônimo e outros, o exílio de João aconteceu em 95 ou 96 d.C., no ano décimo quarto do reinado de Domiciano. A tradição local ainda aponta a caverna onde João teria recebido a revelação para escrever o livro.
Desde 1522, a ilha foi diversas vezes controlada pelos turcos, sendo capturada pelos italianos em 1912. Em 1948 passou definitivamente ao controle grego.

Em 1999, o centro histórico de Chora, o Mosteiro de São João, o Teólogo e a Caverna do Apocalipse, foram declarados como Património Mundial pela UNESCO.






-

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

DEUS E A MATEMÁTICA, A MATEMÁTICA DE DEUS... ESSA POSTAGEM IRÁ SURPREENDER VOCÊ... VOCẼ TERÁ NESSE NOVO ANO UMA ATITUDE NOVA DIANTE DA VIDA, DAS COISAS, DOS DESAFIOS E DE DEUS!



A
postagem anterior ( Deus se arrepende? O arrependimento de Deus ) foi sobre a diferença entre o arrependimento  de Deus e o arrependimento do homem e como a tradução para as línguas modernas gera uma má e definitiva compreensão de quem Deus é e como age em relação a nós seres humanos.

O fato de nós amarmos a Deus, falarmos dEle, irmos à igreja, a uma igreja cristã, e muitos de nós sermos zelosos por toda a vida em uma igreja integrada a ela não nos faz definitivamente, na grande maioria das vezes compreensivos de cono Deus é em certos aspectos como os homens de Deus do passado que não sabiam o que sabemos mas que tiveram experiências com Ele que a imensa maioria de nós jamais teremos em vida nessa terra, Cremos e falamos aos outros ensinando-os juntamente com coisas boas e corretas muitas coisas erradas, justamente por não meditarmos nas Suas grandezas sob a luz da Sua Palavra e humildemente ( pelo menos deveríamos nos portarmos assim em mais momentos ) para apreendermos mais de Sua grandeza.

Comecemos a nossa importante e decisiva meditação dessa postagem:

Inicialmente lembremos que: 

1 Os pitagóricos literalmente incorporaram o universo na matemática. De fato, para os pitagóricos, Deus não era um matemático, a matemática era Deus!



Obviamente eles estavam errados em afirmarem que a matemática como entidade, fenômeno seria o próprio Deus, mas Deus é matemático. Justiça, pensamento, julgamento e escolha e inteligência, não necessariamente nessa ordem em que me lembrei dessas palavras para falar dessas ideias, dependem da mensuração de coisas, de fenômenos, de fatos, de informações. E se eu e você cremos entre outras coisas  que Deus é perfeitamente justo, isso significa matematicamente que Ele consegue mensurar e contar elementos, dados, informações, fatos, sem absolutamente nenhum erro, como nós ao estudarmos e usarmos a matemática tão temerariamente comentemos e de forma tão frequente.



O Salmo 139 verso 14 diz:

Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem.

De fato é uma afirmação literária, figurativa, as obras de Deus excedem em muito a nossa compreensão mesmo hoje em pleno século XXI após o início de uma multiplicação nunca havia de conhecimento. "A minha alma sabe" tem mais o significado de sentimento, eu sinto que as tuas obras são maravilhosas, mesmo não sabendo tudo. Um ateu age de forma contrária: por mais conhecimento que uma educação formal e a ciência possa lhe proporcionar o seu coração, a sua alma endurece-o e ele se arvora em negar algo que de outra forma a sua alma sabedora, emocionalmente sensível a maravilhosa obra de Deus o levaria a confessar.

Lemos por exemplo entre tantos outros textos que dão ligeiras e certeiras pinceladas acerca da grandeza de Deus em Jó 36: 17 a 23



33 O que nos dá a entender o seu pensamento, como também ao gado, acerca do temporal que sobe.

Poderíamos muito apropriadamente prosseguirmos lendo esse mesmo texto, e espero que  você o faça prazerosamente depois, ou lendo outros textos com a mesma abordagem a grandeza do fazer de Deus, o exagero em suas muitas obras.


Ou antes no mesmo capítulo, propositadamente invertia ordem origina do texto para dar ênfase a nossa abordagem:



Jó 36: 1-5




5 Eis que Deus é mui grande, contudo a ninguém despreza; grande é em força e sabedoria.


Deus, em sua obra, e a ciência hoje mesmo tateando pode testemunhar a complexidade e o exagero, a falta completa de economia na Sua criação. Todos os números, seja no micro-cosmo ou no universo são exageradamente grandes, imensos, incomparáveis. Só por isso seria digno ( é digno ) de louvor por toda criatura humana!


Isso por si deveria levar-no, cada ium de nós, a fazer a confissão de Jó 37:1



1 SOBRE isto também treme o meu coração, e salta do seu lugar.


Mas voltemos a matemática:


Poderíamos dizer que  a justiça, entre outras coisas, passa pela apreensão matemática. Ouvi certa vez que um minúsculo peixe, numa afirmação de um cientista, de tamanho desprezível, sabe logo ao nascer, medir, mesurar o tamanho do seu oponente da mesma espécie, algo que segundo esse mesmo cientista, nós seres humanos só aprenderemos por volta de quatro anos! Há na natureza ( assim chamada pela ciência, a ordem dos seres vivos e até dos inanimados ) uma perfeição, uma exatidão, e por parte dos seres vivos, um conhecimento específico a cada espécie que nós, mesmo descobrindo, simplesmente ignoramos!



Um Juiz humano tem que obrigatoriamente analisar um número de elementos, de fatos, de circunstâncias, que comparadas e julgadas o levarão de acordo com as regras impostas pelo sistema, pelas leis criadas em seu país ou nação a dar , a priori o melhor e mais justo veredito! E mesmo assim imbuídos de um ideal construído socialmente não são poucos os casos de injustiças em todo o mundo e em toda a história humana em que comprovadamente, excessos são cometidos, penalizando-se a mais crimes e ações menores e sendo complacentes com crimes absurdamente mais graves, sem contar os casos de condenações de inocentes.



Mas Deus não é assim. Deus não erra, porque simplesmente não pode errar.



Aí há duas considerações importantes:



Deus é TODO PODEROSO, logo Deus pode fazer absolutamente TODAS AS COISAS! ( Se factualmente não o pudesse, não seria Onipotente. Deus conhece o bem e o mal, logo Deus conhece toda a justiça, bondade, amor, tomados como ideais e perfeitos. Mas Deus conhece toda a maldade, perversidade e injustiça. Desse modo podemos dizer que Deus é capaz de fazer as duas coisas! Certo? Rejeitamos a confissão errática calvinista que aponta Deus como o criador do Mal como entidade. Como se a Criação estivesse muito chata, em uma eterna mesmice e Deus tenha criado o mal para dar um desequilíbrio dinâmico aquela pasmaceira. Não, não se trata disso! 



O Mal não é uma entidade, um objeto, um ser, o mal é uma POSSIBILIDADE, permitida e que no devido tempo será ERRADICADA por ação e desejo do próprio Deus. O Mal também não é uma necessidade, uma ferramenta da qual Deus necessitaria para promover um aperfeiçoamento na sua criação. Deus não precisaria de ajuda e de recursos ou meios alheios e esternos a Si mesmo! Satanás não é um agente útil a Deus, um outro erro calvinista e de outras linhas teológicas cristãs. Nem mesmo servo de Deus ele é, talvez tenha sido até ser achado erro nele um dia. O Mal não é um acidente, algo que em um cochilo, Aquele  que de TUDO é conhecedor e sabedor, ao contrário do que afirma hoje  a espúria teologia liberal em que Deus não conhece todas as coisas, em que Deus parece aprender com os pecados humanos, etc, etc.

Mas voltemos à misteriosa matemática:

Os números no Universo, a partir do que a inscipientemente a própria  Ciência de pouco mais de um século sabe, são definitivamente grandiosos, tanto olhando-se e medindo-se os céus, como descendo aos níveis das células, moléculas, átomos e partículas subatômicas.


No Big-bang, Deus criou o nosso Universo que em um intervalo enésimo de tempo inflou e se tornou o que se sabe hoje e que continua expandindo-se. A energia deu origem a matéria e continua nessa dinâmica inquietante há cerca de  treze bilhões de anos. Há cerca de quatro e meio bilhões de anos forma-se a terra, e depois de ainda um longo tempo para nós, a Lua, cuja importância para a vida na terra, segundo a própria ciência é algo de uma exatidão a ser contemplada maravilhosamente.

Mas não é só isso: tenho que resumir a história para ser objetivo na nossa reflexão. A Vida como uma excrecência segundo a química e a física mais ortodoxa, é uma violação da lógica, a vida é de fato algo que não faz jus a sua existência. Ao contrário do que propalam os ateus, os ativistas ateus, a vida é uma contravenção, não há nenhuma razão lógica para haver vida!

Então em um segundo ato, maravilhoso, um milagre, Deus cria a Vida, fora de Si mesmo, com toda a variedade que em parte conhecemos! ( afirmação novamente científica, não conhecemos a maioria das especies vivas tanto na terra, sobre a terra, no ar como abaixo das maiores profundezas do mar, sem contar as que já foram extintas definitivamente.

Mas o melhor está por vir, e já veio: além da MATÉRIA, do NADA; além da VIDA uma contrariedade à física e a química da matéria, Deus cria a noção de BEM e MAL! ( não o bem e o mal como entidade, que não existem! )

E Deus dá ao homem ( um apenas dos seres viventes que Ele certamente criara entre tantos que nem supomos! ) a primeira probabilidade com cinquenta por ceto de chance de acerto e cinquenta por cento de chance de erro:

Entre a abundância de coisa boas e salutares ao homem e uma que vista não poderia ser apropriada indevidamente, entre todas as árvores frutíferas e a a arvore do conhecimento do bem e do mal. Novamente uma escolha entre uma boa vida e a morte!

Todas as ações na vida de um animal, seja uma mosca, um cão, um pardal e um ser humano envolvem matematicamente uma série de probabilidades que se apresentam em um intervalo entre o inicio da vida e a morte. Um matemático, acima e diferente das pessoas comuns, com um impulso da boa filosofia, pode trazer exemplos concretos de muitos desses eventos, apenas percebidos vagamente por cada um de nós.

Contra a apressada e superficial apreensão de Agostinho e de João Calvino e tantos outros cristãos, a liberdade humana se materializa a partir da matemática das probabilidades. Crer ou não crer, ser salvo e rejeitar a salvação é uma consequência do erro de julgamento que é em última anlalise, matemático.

A serpente sugeriu que o homem ( Adão e Eva ) seriam iguais a Deus!

                              Homem=Deus (um absurdo lógico!!! um absurdo matemático!!! )

E Eva e depois Adão foram reprovados no primeiro teste matemático!!!

Caim fez as contas e achou-se inferior a Abel e o matou para tirar essa diferença! ( sem trocadilho! )


Abel > que  Caim...  Caim - Abel ( elimina Abel )

E todos os demais importantes eventos bíblicos a ideia de se ter mais, fazer mais, se igualar à divindade, a dominar sobre o semelhante, a ter mais poder, a parecer mais do que se é tem sido a tônica dominante em toda a nossa saga e história!

Davi enfrenta a Golias, um gigante...

Golias > que Davi...

O Deus de quem vencesse a luta seria o "deus" maior!

Até hoje pensamos muito corretamente sobre o "tamanho" de Deus. Quão grande é o nosso Deus diz uma linda canção de louvor atual cantada por crentes em todo o mundo. A eternidade é um tempo incontável de dias, de anos, como diz a belíssima canção testemunhal de John Newton:

"Depois de mil anos cantando louvores a Deus, será apenas como o início de uma manhã "  (em tradução livre )

A salvação é sim ao contrário do que dizem incansavelmente e erraticamente os nosso irmãos calvinistas, uma escolha, tímida é verdade, com voz trêmula e sem entender bem, as vezes com dúvida ao atravessar a nave de uma igreja rumo ao púlpito de um pregador, ou em um pequeno grupo de poucos irmãos que o o incentivam a fazer uma profissão de fé e que se alegram ao ver uma manifestação positiva, isso entre irmão arminianos ou calvinistas. Qual cristão, qual crente independentemente da corrente teológica não fica feliz ao ver que mais um creu no Salvador? A esposa com o esposo, o esposo com a esposa, o pai e a mãe com um filho ou filha? com um colega, vizinho, empregado, patrão e até com um  outrora inimigo que se converte e é salvo?

O ladrão da cruz, ou os dois ladrões, entre tantos outros exemplos bíblicos...

Um fez as contas e creu, não sabemos como, mas um dos crucificados, fez a conta certa e concluiu que aquele Jesus era o próprio Deus e que o levaria para  o paraíso, livrando-o daquele doloroso sofrimento depois de uma vida absolutamente inútil e punidamente justa na sua cruz!

O outro ruim de conta, ruim de matemática... fez uma continha rápida e concluiu que noves fora, aquele Jesus não poderia ajudá-lo pois nem a si mesmo o estava livrando.

O primeiro acertou, foi salvo, o segundo errou e se perdeu eternamente ( uma grandeza matemática apenas suposta! ). De fato na ordem dos relatos dos Evangelhos, o que não creu se manifestou primeiro e o que creu fez a defesa do Senhor. Na sua matemática repreendeu o primeiro dizendo a ele que o mesmo não temia a Deus estando na mesma situação!

Somos pecadores, e todos nós sabemos disso, até o mais vil assassino, porque temos um débito com o nosso Criador. Todos nós em um cálculo interno sabemos que não correspondemos, não produzimos justiça, nobreza, na medida que deveríamos. Nem com o nosso semelhante e muito menos com Aquele que nos deu a vida e tudo o mais.


Ninguém precisa nos dizer isso. A nossa consciência já nos diz isso. Não é necessário nem mesmo uma religião. Só um estúpido completo, um louco afirmaria o contrário. E novamente pela probabilidade, esses loucos existem e não são poucos, mas a maioria de todos nós seres humanos temos diferentemente em grau, em profundidade, essa sensação e fazemos essa constatação.

Desse modo a salvação, contrariando a pregação singularmente calvinista, é uma escolha pessoal, isso tem um lado ruim, que a pessoa pode fazer as contas e um julgamento errado de si mesmo e de Deus e se perder, mas também pode, segundo a grande possibilidade e liberdade ( e isso matemático entende mais do que nós não matemáticos ) decidir crer e se apropriar da salvação oferecida por Deus.

Disse Jesus acerca do homem que achou um tesouro em um campo, julgando ser precioso esse tesouro trocou o que tinha por aquilo que era mais precioso e importante.

Lemos em:

Mateus 13: 44
Também o reino dos céus é semelhante a um tesouro escondido num campo, que um homem achou e escondeu; e, pelo gozo dele, vai, vende tudo quanto tem, e compra aquele campo.




Ah! tá... você pode ter lido essa postagem, uma abordagem rápida que poderia dar um livro e mesmo assim não se esgotaria o tema,  com todos os exemplos bíblicos e da realidade... por razões pessoais, teológicas, denominacionais,  medo de estar incorrendo em uma heresia, etc... dizer para si mesmo: é tudo uma bobagem!

Então vamos a algumas coisas práticas:

A primeira... pare de esperar que algo aconteça e aquela pessoa que você tanto deseja que seja salva não seja, até que um dia você se veja indo ao enterro dela, e aí como defesa passe a imaginar que mesmo nunca tendo ido na sua igreja, nunca aceitado Jesus publicamente... quem sabe ela tenha feito isso secretamente? afinal cair em si que ela certamente foi para o inferno porque simplesmente eu e você respeitamos as convicções dela por décadas a fio só para não ficar mal com ela... ( cá entre nós... todos nós já passamos por isso e continuamos a passar... precisamos não permitir mais isso, nunca mais! )

A segunda: pode parecer bonito e parecer que damos a glória a Deus dizendo que Ele faz tudo inclusive salvando quem Ele quer e quando quer... mas não é isso que a Bíblia diz, e provar isso a mim mesmo e a você daria outro livro... qualquer um pode dizer sim a Cristo, em qualquer lugar, a qualquer hora e quanto mais rápido melhor, que tal agora mesmo?!

A terceira: Deus como no Éden coloca diante de nós uma infinidade de possibilidades, e essas possibilidades são maiores e todas reais, desde que Jesus Cristo veio! Da Salvação as demais coisas a serem acrescentadas! Não sejamos tímidos para nós mesmos e nem tímidos para os outros. Nos Evangelhos as pessoas subiram em árvores, correram e empurraram pessoas na multidão, venceram distâncias, gritaram, berraram, abriram telhados, invadiram casas de estranhos e de poderosos, foram ousadas, ambiciosas no melhor sentido, curiosas, colocaram a prova a Graça de Deus, e pela fé obtiveram testemunho.


MAS HÁ UMA CONCLUSÃO IMPORTANTE:

Se não temos escolha, se tudo está determinado, entenda-se pré-determinado, como creem sinceramente:

CALVINISTAS

BATISTAS REFORMADOS

CATÓLICOS ROMANOS ( BOA PARTE PRINCIPALMENTE AS PESSOAS QUE BASEIAM A SUA FÉ NA TEOLOGIA PESSOAL )

ORTODOXO GREGOS ( PARTE DOS FIEIS MAIS SIMPLES )

KADERCITAS

UBANDISTAS

BUDITAS

E que boa parte dessas pessoas, com exceção dos calvinistas e reformados baseiam sua crença em interpretações de textos bíblicos, aceitam todos muito sinceramente que todos os eventos da vida de qualquer pessoa no mundo, acontecem por estarem de certa forma "escritos", "pré-definidos", por mais que os fatos e a justificativa para a imensa maioria desses eventos seja completamente irrazoável, negam todos eles a sólida verdade:

HÁ DIANTE DE CADA SER HUMANO, UMA QUASE INFINITA, EXAGERADAMENTE GRANDE POSSIBILIDADES DE REALIZAÇÕES, QUE POR ABSOLUTA IGNORÂNCIA DELAS E DE UMA CRENÇA QUE LIMITA A COMPREENSÃO DO QUE DEUS PROPORCIONA A CADA UM DE NÓS, NÃO ACONTECEM COMO PODERIAM ACONTECER!

IGREJAS E PREGADORES QUE NÃO CURAM NINGUÉM! (ENQUANTO NAS PALAVRAS DO SENHOR JESUS REGISTRADAS NOS EVANGELHOS DIZEM CLARAMENTE : "CURAI OS ENFERMOS", NÃO SIMPLESMENTE A ORAÇÃO RECOMENDADA NAS CARTAS APOSTÓLICAS, POSSIVELMENTE POR ALGUÉM QUE ESTÁ DISTANTE E NÃO PRESENTE. A POSSIBILIDADE DE SERMOS LIVRES, DE ESCAPARMOS DE DESASTRES E DOENÇAS, DE VERMOS MUDADAS SITUAÇÕES E TENDÊNCIAS, DE HAVER LIBERTAÇÕES  E  UMA VIDA SEGUNDO A VONTADE DE DEUS! E FINALMENTE A COMPREENSÃO CLARA DE QUE "PARA DEUS TODAS AS COISAS SÃO POSSÍVEIS!"


Não há ano novo, nada muda, o que pode e deve mudar é a nossa compreensão e atitude. O ano de 2014 se findou e muitos não atravessaram a linha do "novo ano", outros sucumbiram juntos com familiares e queridos nas primeiras horas, no alvorecer do novo ano.

As infinitas possibilidades de Deus para nós, Seu amor e perfeita justiça estão disponíveis mas a atitude, a mão que se ergue chamando a atenção de Deus, os lábios que oram em nome de Jesus, o único nome que chama a atenção de Deus, pelo preço pago, tem que ser nossos. Não se engane e não se esqueça disso!


Não nos esqueçamos disso.

Por Helvécio S. Pereira




INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES:

Para quem duvida que Deus criara todas as coisas com requintes de sabedoria e preciosismo, e para aqueles que loucamente, nesciamente, tolamente atribuem a ciência verdadeira a desqualificação da necessidade lógica de um Deus, defendendo e apostando suas fichas no acaso:
ivina Proporção



Por David Zumerkorn 


Todos nós já ouvimos falar em número PI. É o irracional mais famoso da história, com o qual se representa a razão constante entre o perímetro de qualquer circunferência e o seu diâmetro (é conhecido "vulgarmente" como 3,1416, mas equivale a 3.141592653589793238462643383279502884197169399375).

Não confundir com o número Phi que corresponde a 1,618. O número Phi (letra grega que se pronuncia "fi") apesar de não ser tão conhecido, tem um significado muito mais interessante. Durante anos o homem procurou a beleza perfeita, a proporção ideal. Os gregos criaram então o retângulo de ouro. Era um retângulo, do qual havia proporções (do lado maior dividido pelo lado menor) e a partir dessa proporção tudo era construído. Assim eles fizeram o Parthernon... (proporção do retângulo que forma a face central e lateral). A profundidade dividida pelo comprimento ou altura, tudo seguia uma proporção ideal de 1,618. Os Egípcios fizeram o mesmo com as pirâmides cada pedra era 1,618 menor do que a pedra de baixo, a de baixo era 1,618 maior que a de cima, que era 1,618 maior que a da 3a fileira e assim por diante.

Durante milênios, a arquitetura clássica grega prevaleceu. O retângulo de ouro era padrão, mas depois de muito tempo veio a construção gótica com formas arredondadas, que não utilizavam retângulo de ouro grego.

Mas em 1200, Leonardo Fibonacci um matemático que estudava o crescimento das populações de coelhos criou aquela que é provavelmente a mais famosa sequência matemática: a Série de Fibonacci. A partir de 2 coelhos, Fibonacci foi contando como eles aumentavam a partir da reprodução de várias gerações e chegou a uma sequência onde um número é igual a soma dos dois números anteriores: 1 1 2 3 5 8 13 21 34 55 89...
1
1+1=2
2+1=3
3+2=5
5+3=8
8+5=13
13+8=21
21+13=34
E assim por diante.

E assim por diante. Aí entra a 1ª "coincidência": proporção de crescimento média da série é... 1,618. Os números variam, um pouco acima às vezes, um pouco abaixo, mas a média é 1,618, exatamente a proporção das pirâmides do Egipto e do retângulo de ouro dos gregos. Então, essa descoberta de Fibonacci abriu uma nova idéia de tal proporção que os cientistas começaram a estudar a natureza em termos matemáticos e começaram a descobrir coisas fantásticas:
• A proporção de abelhas fêmeas em comparação com abelhas machos numa colméia é de 1,618;

• A proporção que aumenta o tamanho das espirais de um caracol é de 1,618;

• A proporção em que aumenta o diâmetro das espirais sementes de um girassol é de 1,618;

• A proporção em que se diminuem as folhas de uma árvore à medida que subimos de altura é de 1,618.
E não só na Terra se encontra tal proporção. Nas galáxias as estrelas se distribuem em torno de um astro principal numa espiral obedecendo à proporção de 1,618 também. Por isso, o número Phi ficou conhecido como A DIVINA PROPORÇÃO. Porque os historiadores descrevem que foi a beleza perfeita que D’us teria escolhido para fazer o mundo.

Bom, por volta 1500 com o Renascentismo à cultura clássica voltou à moda. Michelangelo e,principalmente, Leonardo da Vinci, grandes amantes da cultura pagã,colocaram esta proporção natural em suas obras. Mas Da Vinci foi ainda mais longe; como cientista, pegava cadáveres para medir a proporção do seu corpo e descobriu que nenhuma outra coisa obedece tanto a Divina proporção quanto o corpo humano... obra prima Divina.

Por exemplo:
Meça sua altura e depois divida pela altura do seu umbigo até o chão; o resultado é 1,618.

Meça seu braço inteiro e depois divida pelo tamanho do seu cotovelo até o dedo; o resultado é 1,618.

Meça seus dedos, ele inteiro dividido pela dobra central até a ponta ou da dobra central até a ponta dividido pela segunda dobra. O resultado é 1,618;

Meça sua perna inteira e divida pelo tamanho do seu joelho até o chão. O resultado é 1,618; A altura do seu crânio dividido pelo tamanho da sua mandíbula até o alto da cabeça. O resultado 1,618;

Da sua cintura até a cabeça e depois só o tórax. O resultado é 1,618; (Considere erros de medida da régua ou fita métrica que não são objetos acurados de medição).

Cada osso do corpo humano é regido pela Divina Proporção. Seria Deus, usando seu conceito maior de beleza em sua maior criação feita á sua imagem e semelhança?

Coelhos, abelhas, caramujos, constelações, girassóis, árvores, arte e o homem; coisas teoricamente diferentes, todas ligadas numa proporção em comum. Então até hoje essa é considerada a mais perfeita das proporções.

Meça seu cartão de crédito, largura/altura, seu livro, seu jornal, uma foto revelada. (sempre considere erros de medida da régua ou fita métrica). Encontramos ainda o número Phi nas famosas sinfonias como a 9ª de Beethoven e em outra diversas obras.

Mera coincidência?

Prefiro pensar em um conceito de Unidade com todas as coisas sendo cada vez mais reveladas para nós apenas esperando abrirmos os olhos e reconhecermos as maravilhas da Divina Proporção.







   

sábado, 3 de janeiro de 2015

"O ARREPENDIMENTO DE DEUS" E A PERCEPÇÃO DE QUEM ELE É ( UMA NOVA E NECESSÁRIA ABORDAGEM )



CERTAMENTE JÁ LEU LIVROS, ENSAIOS LONGOS, OUVIU PALESTRAS, DEBATES TEOLÓGICOS, MAS NUNCA FICOU CONVENCIDO DA VERDADE.

ESSE É UM TEXTO CURTO, INESPERADAMENTE SUCINTO  ATÉ PARA MIM, MAS QUE LHE DARÁ FINALMENTE A RESPOSTA, NÃO UMA RESPOSTA TENDENCIOSA, APENAS TEOLOGICAMENTE CONVENIENTE E ACOMODADORA, MAS BÍBLICA E VERDADEIRA, ESCLARECEDORAMENTE CONCLUSIVA!

Estou com um livro enorme em minhas mãos, escrito por três eruditos cristãos, após uma vida inteira de formações específicas, fé religiosa, trabalho, carreira e família. Um enorme investimento, uma administração difícil e uma bem sucedida vida com a bem-aventurança de poder ter tido esse privilégio.

Trata-se apenas uma de muitas obras escritas do gênero, a qual não podeira vir a existência sem o acúmulo de conhecimentos específicos, trabalhosos e necessários para tal empreendimento. São autores dessa obra ( Dicionário Internacional de Teologia do Antigo Testamento ) R.Laird Harris, Gleason L. Archer Jr e  Bruce K. Waltke. O interessante é que conhecer essas coisas, ter esse vasto e difícil conhecimento é algo salutar e benéfico, não só ao indivíduo, numa satisfação pessoal mas á toda uma construção do conhecimento humano, em que o maior sirva ao menor, incapaz de por si mesmo adquirir esse mesmo saber. 

Entretanto, essa riqueza não é a principal das coisas, ou o principal elemento entre o homem, qualquer pessoa, e Deus. Pode-se e deve-se crer em Cristo e ter a sua vida reconciliada com Deus e não ter alcance e capacidade de análise e de percepção dessas minúcias teológicas. Também é verdade que quem as tem deve ser cuidadoso para fatidicamente entre dúvidas e presunçosas explicações não se perder, perder a fé e negar o que é essencial.

Eu mesmo já escrevi, já li e reli uma dezena de vezes ou muito mais, a defesa de calvinistas, deterministas na sua cosmovisão e outros no combate às ideias dos primeiros. Outro tanto de crentes ficam claudicando entre uma posição e outra mostrando incapacidade de apreender toda a complexidade do assunto ou de ir direto ao ponto detectando o eventual erro ou acerto de cada defensor de cada lado da mesma questão.

O grande problema que defendemos uma ou outra posição de olho no que de antemão já escolhemos crer conforme a nossa crassa posição. Um calvinista não irá ceder a ideia de Deus se arrepender pois isso vai contra, ou pelo menos é um problema para a sua eleição antes da fundação do mundo. Outro dirá que Deus com fraquezas humanas não é mais Deus. E todos, de um lado ou de outro, se mostram erráticos em temerariamente, se vendo superiores a Deus, colocando-O em uma bancada de laboratório ou em um divã de psicanálise e se passando por "deuses", analisando o próprio Criador. Afinal se posso "analizá-lo" devo ser igual ou maior do que Ele ( um dilema criado lá no Éden... teria Deus medo de sermos iguais a Ele ). Não somos, jamais seremos, iguais a Deus e muito menos superiores a Ele. Esse é um fato e uma linha divisória intransponível.

Porém podemos entender certos fatos e Seu caráter, para não o limitarmos e podermos compreendo a sua grandeza de fato reconhecê-la e louvá-LO por isso, mesmo porque louvá-LO é muito mais que cantar canções em reuniões e cultos sejam dominicais ou em outro dia. A verdadeira adoração consiste em compreender e reconhecer verdadeiramente que o que Ele faz, como Ele julga, e o que Ele pensa é de fato digno de louvor!

O que eu ou você achemos, pensemos, divaguemos sobre Ele não muda quem Ele de fato é. Compreender como Ele é e como age, é um prazer incomensurável pelo fato de sentir como Ele sente, e isso é finalmente COMUNHÃO E RELACIONAMENTO.


A palavra,  o verbete, o verbo que é traduzido por arrepender-se é  nõham, ( mais detalhes etimológicos mais ao final da postagem ) traduzido por tristeza, arrependimento ( Oseias 13:14 )

Eu os remirei da mão do inferno, e os resgatarei da morte. Onde estão, ó morte, as tuas pragas? Onde está, ó inferno, a tua perdição? O arrependimento está escondido de meus olhos.

Oséias 13:14


Deus não peca ( não erra, no sentido de errar o alvo, errar o objetivo ) mas as Escrituras judaico-cristãs o descrevem como alguém que se arrepende, como?

Esses é um dos textos mais conhecidos sobre o arrependimento de Deus, e talvez o principal alvo e causa de polêmicas:

E viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente.

 Então arrependeu-se o Senhor de haver feito o homem sobre a terra e pesou-lhe em seu coração.

Gênesis 6:5-6


Quando, porém se emprega nãham com respeito a Deus, a expressão é antropopática * e, em última análise, não há contradição entre a imutabilidade de Deus ( I Samuel 15:29 )

E também aquele que é a Força de Israel não mente nem se arrepende; porquanto não é um homem para que se arrependa.

(*) as duas palavras originais traduzidas por arrepender-se em portugues, inglês, alemão, etc. são DIFERENTES  para outras relacionadas a Deus em outros textos!


1 Samuel 15:29



Arrependo-me de haver posto a Saul como rei; porquanto deixou de me seguir, e não cumpriu as minhas palavras. Então Samuel se contristou, e toda a noite clamou ao Senhor.

1 Samuel 15:11



Jurou o Senhor, e não se arrependerá: tu és um sacerdote eterno, segundo a ordem de Melquisedeque.

Salmos 110:4



O "arrependimento de Deus" é portanto a possibilidade que sempre se abre do ponto de vista de Deus, com exceção das profecias messiânicas, o cumprimento de declarações de Deus se condicionam à reação positiva por parte dos homens.

No momento em que falar contra uma nação, e contra um reino para arrancar, e para derrubar, e para destruir,

Se a tal nação, porém, contra a qual falar se converter da sua maldade, também eu me arrependerei do mal que pensava fazer-lhe.

No momento em que falar de uma nação e de um reino, para edificar e para plantar,

Se fizer o mal diante dos meus olhos, não dando ouvidos à minha voz, então me arrependerei do bem que tinha falado que lhe faria.

Jeremias 18:7-10

Mas qual o sentido original da raiz da palavra nõhan ?

Parece-nos que a sua origem reflete a ideia de "respirar profundamente" e, por conseguinte, a manifestação física dos sentimentos da pessoa, geralmente tristeza, compaixão ou pena.

A raiz dessa palavra ocorre no tempo ugarítico** ( veja-se consolar ) e é sempre vista em nomes próprios do AT, tais como Neemias, Naum e Menaém.

A palavra usada para expressar o arrependimento humano é outra:

Shûb, que significa "voltar-se" ( do pecado para Deus! )


Logo fica assim desfeita a confusão entre o "arrepender-se de Deus" e o ''arrepender-se do homem", duas situações e duas realidades claramente diferentes.

A grande novidade nessa compreensão é que  a ORAÇÃO, a busca pelo MILAGRE, só pode ser compreendida na sua eficacia quando sabemos que a oração, o arrependimento humano, podem promover o "arrependimento"de Deus, fazendo Deus ter novos planos para a pessoa, para determinada situação, para uma nação, para um projeto de casamento, para o futuro de filhos, etc. Deus espera e nos exorta a arrependermos, para que Ele no Seu arrependimento, opere em nosso favor.


Um segundo significado de nâham é de consolar. mas não no sentido de dizer calma, vai passar, como nós diante de nossa impotência em fazer algo, frequentemente dizemos as pessoas cujo infortunio não pode ser mudado. NÂHAN é portanto "consolar" (piel ) ou "ser consolado" ( nifal, pual e hitpael )

1 Consolai, consolai o meu povo, diz o vosso Deus.

Isaías 40:1

Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam

Salmos 23:4

O "consolar" de Deus é portanto ativo, em nosso favor, operando de modo miraculoso em situações incontornáveis para nós do ponto de vista humano.

Finalmente todas às vezes que Deus se "arrependeu" uma nova possibilidade, uma saída, uma nova solução fora criada.

Portanto é nessa perspectiva clara, exata, simples e maravilhosa é que devemos rever esse dilema teológico nos colocando na posição correta e crendo corretamente nessa passagem aparentemente nebulosa ( e que permanece dessa forma para muitos mais devido a sua singular conveniência teológica do que da busca sincera e sede pela revelação da verdade bíblica!)

Por Helvécio S. Pereira

COMPREENDEU? FOI EDIFICADO?

EU FUI, APRENDI MUITO E MUDOU A MINHA PERCEPÇÃO.

ESPERO QUE O MESMO TENHA ACONTECIDO COM VOCÊ!

COMPARTILHE-O

UM ABENÇOADO 2015

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK
Clique na imagem acima e saiba como fazer o download desse importante e-book

EM DESTAQUE NA SEMANA

VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE LER




09 Dez 2010
Reflexões acerca do que a Bíblia revela e declara sob a ótica cristã autêntica. Nada porém substitui a leitura pessoal da Bíblia, a inerrante Palavra de Deus. LEIA A BÍBLIA! Salmos 119:105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra, ...
19 Dez 2010
Essa pessoa sai pensando em Deus de um modo ou de outro, e em decisões que fatalmente terá de tomar frente ao divino. Nas prisões, após ouvir um pregador ou missionário de uma ou outra igreja, os criminosos mais terríveis param para ...
01 Dez 2010
A Bíblia é fonte inesgotável de ensinamentos dados do ponto de vista de Deus. As Sagradas Escrituras só não revelam o que, segundo a aprovação de Deus, Ele mesmo por Si não quer revelar-nos. Deus não revela coisas imposto pela ...
09 Dez 2010
Infelizmente ou ao contrário, como seres sociais e assim planejados por Deus, só construímos conhecimento em cima de informações e conhecimentos que nos antecedem. Por isso é natural não poucos de nós repetirmos conclusões feitas por ...

UM ABENÇOADO E VITORIOSO ANO NOVO A TODOS! OBRIGADO A TODOS OS LEITORES E VISITANTES!

Arquivo do blog

TEOLOGIA EM DESTAQUE: DIVERSAS POSTAGENS


26 Ago 2010
Nessa postagem quero deixar claro que dentre as diversas teologias usadas ( teologia popular, teologia leiga, teologia ministerial, teologia profissional e teologia acadêmica ) a que move a igreja e faz avançar o seu ...
27 Out 2011
Por experiência entenda-se todas as comprovações factuais acerca do que se crê conforme a teologia crida, seja essa oficial, oficiosa, leiga, individual, etc. Assim posto, é necessário colocar que o que me fez tocar nesse ...
25 Ago 2010
A teologia leiga é portanto um passo além da teologia popular, na verdade uma passo acima. Quando um crente dedica-se mais sistematicamente a investigação da sua fé , buscando uma melhor forma de não só expor o ...
11 Jan 2011
Conforme postagens anteriores que esclarecem a diferença entre teologia oficial e leiga, evidentemente em todas as igrejas há, por parte de seus membros uma teologia mais popular e uma teologia pessoal. Mesmos ...

links úteis

Atenção!

TODAS AS NOSSAS POSTAGENS TRAZEM ABAIXO LINKS PARA COMPARTILHAMENTO E IMPRESSÃO E SALVAMENTO EM PDF. NO CASO CLIQUEM 'JOLIPRINT' E UM SITE CONVERTERÁ O POST EM UM PDF AGRADÁVEL DE SER SALVO E PORTANTO GUARDADO PARA LEITURA POSTERIOR ( fica visível em alguns navegadores, aproveite essa funcionalidade extra! )

CRISE NO CATOLICISMO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO
VÁRIAS VERSÕES, ESTUDOS SOBRE CADA LIVRO DAS ESCRITURAS

NÃO PERCA UMA POSTAGEM DIGITE ABAIXO O SEU E-MAIL OU DE UM AMIGO

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!
NÃO PERDER O FOCO...QUAL O REAL PRINCÍPIO DO CULTO? CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E ACESSE

CURSO TEOLÓGICO GRÁTIS! *HÁ TAMBÉM OUTROS CURSOS DISPONÍVEIS

QUEM INVENTOU O APELO NOS CULTOS?

SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS, LEIA AS PRINCIPAIS POSTAGENS

25 Nov 2010
Tenho algumas vezes, em minhas despretenciosas reflexões ( despretenciosas por não terem o tom acadêmico e muito menos professoral, são apenas reflexões ), dito que se não se crer no que o Livro de Gênesis declara, não é necessário ...
31 Jan 2011
-A razão das atuais, ou pelo menos de predominância histórica, das condições existenciais e morais do homem têm no Gênesis a sua satisfatória resposta. A existência de condições nem sempre e totalmente favoráveis a nosso conforto ...
11 Jan 2011
Como parte do pentateuco, o Gênesis, depreciado modernamente graças a nossa submissão e endeusamento da ciência, que com a sua contribuição à saúde, tecnologia e construção material da sociedade, pouco ou quase nada tem a dizer sobre ...
21 Nov 2010
A religiosidade cristã moderna ou atual, de há muito tem se contentado e desprezado as narrativas de Gênesis, precioado por parte majoritária de setores quase que totais do mundo científico e da falsa sensação de que tudo pode ser ...

O GÊNESIS, COM NARRAÇÃO DE CID MOREIRA E IMAGENS

NÃO DEIXE DE LER OS SEGUINTES POSTS DENTRE OS MAIS LIDOS...

29 Mai 2010
UM LIVRO OBRIGATÓRIO PARA CATÓLICOS E EVANGÉLICOS ACERCA DA ERRÔNEA CULTURA DO CULTO A MARIA. Recebi por indicação do irmão Jorge Fernandes Isha, um e-book gratuito, de leitura obrigatória para os evangélicos e para ...
16 Fev 2010
Judas era o mais culto, de origem e status social diverso dos demais, de outra cidade, e foi substituído não pelo apóstolo dentre os discípulos eleito pelos demais, por própria escolha de Jesus, após a morte de Estevão, Saulo, discípulo de Gamaliel, provavelmente o mais preparado ...Melquesedeque, Maria , José, e tantos outros. Deus se dá a conhecer plenamente a cada um que o ama. O ue Ele fará na história as vezes não noscompete saber, as vezes sim. Essa é a diferença. ...
19 Mar 2010
Tal qual os fariseus, põem não poucos impencilhos que vão desde reparações a pregação simples e com pouca ligação com a hermeneutica e pregação convencionais, a música, letra das canções, a ordem do culto, forma dos apelos e ... Essa pessoa , esse novo crente, como filho ou filha de Deus de fato, tem agora uma nova vida, como Madalena, Zaqueu, o Gadareno, o Centurião, Nicodemos,o ladrão da cruz, Marta e Maria, Lázaro ( não necessariamente nessa ordem ), e tantos outros. ...
04 Mar 2011
Nesse aspecto seria legítimo um católico cultuar Maria como N.Senhora, um muçulmano a Maomé como seu legítimo profeta, um budista como objeto de culto, e assim por diante. Todoslçegitimamente amparados por sentimentos sinceros e ...
English (auto-detected) » English




English (auto-detected) » English


English (auto-detected) » English

VISITE JÁ UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO

VISITE JÁ  UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO
CONTANDO OS NOSSOS DIAS ACESSE JÁ. CLIQUE AQUI!

ESTUDE EM CASA.TRABALHE EM CASA!

leitores on line

OPORTUNIDADE!

LEIA: E-BOOKS EVANGÉLICOS GRÁTIS Clicando na imagem a abaixo você fará os downloads dos mesmos