SANDI PATTY LOVE IN ANY LANGUAGE

terça-feira, 15 de novembro de 2016

NÃO É UMA PALAVRA FINAL, MAS ESSE VÍDEO COM ESSA AULA, TOCA EM MUITOS PONTOS NÃO TOCADOS EM MUITAS IGREJAS... NÃO PARA QUE VOCÊ COMPLIQUE, MAS PARA QUE SERIAMENTE GUARDE A FÉ QUE TENS EM CRISTO

O rabino Marcelo Guimarães, que eu não conheço pessoalmente é aqui de Belo Horizonte, Minas Gerais, com o jeito mineiro que temos de contar caso, de testemunhar, de orar, de pregar, etc. É apenas mais um crente, de uma comunidade messiânica, uma das variantes, dos que creem sincera e sem concessões, em Jesus Cristo como único Senhor e Salvador. Há certas particularidades nessa denominação cristã como há singularidade em todas e em cada uma das outras congregações e comunidades, como há os reformados, os calvinistas, os paraprotestantes, os pentecostaais, os neopentecostais, os católicos romanos, os ortodoxos, etc, etc.

Ele, como o seu grupo têm as suas manias, seus gostos, eles falam sempre o nome de Jesus em hebraico, tem coisas diferentes, só deles, como todos temos, mas há um conhecimento comum, bíblico que não é de "a" ou de "b" ou "c"... e que esse irmão nos faz lembrar em muitas situações. É isso, cada um nos abençoa de um modo ou de outro... é a experiência de cada um, é a vida. Logo a minha opinião não é que você saia da sua congregação, igreja ou denominação e vá para essa na ideia de que essa comunidade é a única ou aquela da teologia perfeita. Não, não é e o irmão rabino messiânico diz isso nessa excelente aula, eles também têm suas incongruências e pode ser que você não goste de lá e passe a desmerecer todas as demais igrejas cristãs e se torne mais um crente chato  que se uma pessoa não concordar com você ou for para a sua igreja, você não dará força para ela ir para lugar nenhum... aí fica difícil não é? há hoje um bando de crentes e de pastores parados no tempo, não são frutíferos com foram um dia por causa de uma inconsciente e falsa exigência por uma presumida perfeição teológica e litúrgica, meu irmão isso não existe! jamais existiu!

O tema dessa aula, desse estudo bíblico, é a morte em todos os aspectos, toca em pontos polêmicos, até muito difíceis teologicamente, até mesmo dentro da teologia cristã mas ortodoxa, mas vale a pena atentar para cada um dos pontos abordados, de olho na Bíblia e no que ela deixa para nosso entendimento.

Deus nos abençoe a todos.

Por Helvécio S. Pereira








segunda-feira, 14 de novembro de 2016

DA PRESERVAÇÃO DAS ESCRITURAS, DA BÍBLIA COMO UM TODO, DESDE OS JUDEUS CRENTES EM CRISTO, PASSANDO PELO CATOLICISMO COMO INSTITUIÇÃO E VOLTANDO AO POVO POR MEIO DA REFORMA PROTESTANTE FOI UM LONGO E PENOSO CAMINHO... ENTRETANTO AINDA HOJE ALGUÉM JOCOSA E DE FORMA TEMERÁRIA, PARA NÃO CRER NO EVANGELHO DIZ QUE "PAPEL ACEITA TUDO"... SAIBA COMO A BÍBLIA É TOTALMENTE DIGNA DE CRENÇA. SAIBA QUE A SUA SALVAÇÃO DEPENDE DO QUE ELA AFIRMA E PARA QUEM, TODA ELA, APONTA COMO O NOSSO ÚNICO SALVADOR: JESUS CRISTO!


A
Bíblia como uma obra material, um objeto que guarda um pensamento objetivamente sobrenatural, não é resultado como todos os demais livros produzidos pela cultura humana, sejam técnicos, históricos, religiosos, místicos, etc de um autor humano que tenha tido toda a intenção e visão da obra. A ideia e a intenção vem de fora do homem, essa diferença fundamental é comprovada na sua própria sobrevivência milenar e mais: no efeito impactante na história humana e mais ainda na singularidade, na pessoalidade, da experiência pessoal de cada crente que crê nela ( na mensagem bíblica ) e a experimenta em sua própria vida!

A pergunta  portanto, objetiva e direta é:

É A BÍBLIA, E EM ESPECIAL O NOVO TESTAMENTO DIGNA E DIGNO DE FÉ HOJE?

E SE HÁ? POR QUE E COMO?

É o que você ouvirá nessa magnifica aula ministrada por esse judeu messiânico brasileiro, Shiur de Tsadok Ben Derech, um intelectual de grande preparo e instrução e um crente em Jesus Cristo como Messias e Senhor.

Por Helvécio S. Pereira



A ARQUEOLOGIA E A BÍBLIA







-

terça-feira, 1 de novembro de 2016

POR QUE JESUS FOI COROADO REI E ASSASSINADO APÓS ESSE TRISTE E LAMENTÁVEL EPISÓDIO


Toda as igrejas cristãs do mundo, seja a Igreja Católica Romana, as Igrejas Ortodoxas russa, gregas, etc, as igrejas Protestantes, as Igrejas Reformadas, as novas Igrejas Evangélicas, as Apostólicas protestantes, as Igrejas Pentecostais e Neopentecostais, as Igrejas Paraprotestantes, se discordam em um ou outro detalhe mínimo e algumas, por excentricidade como as Testemunhas de Jeová que brigam por contradizerem que não foi em uma cruz mas em uma única "estaca de tortura", concordam que Jesus Cristo morreu e ressuscitou!

Apenas os que tem profundo interesse em descredenciar o cristianismo tentam desconstruir o registro histórico, testemunhal, pois para esses a verdade judaico-cristã solapa as verdades proclamadas por esses. Dito de forma clara o ativismo islâmico despende esforços há séculos nesse sentido, junto aos muçulmanos que até por curiosidade ou simples informação gostariam se saber o que os cristãos acreditam mas junto aos próprios cristãos como se fosse possível demovê-los dessa fé.

Desse modo negar a existência de Jesus Cristo, existência histórica e não mítica, não apenas religiosa, como geralmente se afirma acerca das divindades de outras crenças e religiões, em uma espécie de teimosia, fruto de uma empatia, ou simpatia com a personagem em que se crê. Jesus é uma personagem histórica por mais que se teime, se tente, por antipatia ou falta de fé negar a sua passagem pela humanidade. A prova final se dará finalmente quando, conforme a sua promessa Ele voltar a esse mundo. Será definitivamente a única pessoa a provar publica e historicamente após um hiato de séculos, quem Ele realmente era e que tudo que havia dito e feito diante de uma geração que o pode ver e ouvir foi de fato a mais absoluta verdade!

Esse dia chegará, mais ou menos dia, e os que estiverem vivos não necessitarão de fé, e não poderão alegar desconfiança! será como alguém que viu as terríveis bombas atômicas explodindo na atmosfera das duas cidades japonesas na segunda guerra mundial. Não importa que quem ouça tal testemunho por parte de algum sobrevivente  não creia ou teime em não acreditar. Quem esteve lá e sobreviveu, sabe o que viu, o que sentiu, o terrível estrondo e cheiro de coisas se desfazendo pulverizadas pelo calor indescritível e repentino!

Da mesma forma as testemunhas dos milagres, da tortura bem como do assassinato lento do homem Jesus Cristo não poderiam negar, como não negaram, e poderiam deixar de reconhecer, como episódios únicos, sem igual, e tão impactantes, que puderam nos legar um testemunho tão eloquente que atravessa o mundo, impacta pessoas e lhes dá um motivo irremovível para viverem e se for necessário e não houver outra opção até morrerem.

Porém os detalhes, ou esses detalhes da vida e morte de Jesus Cristo não se limitam a uma crença pela crença! Se tudo isso se sucedeu como recebemos como relato e testemunho, tudo o que Ele afirmara não pode ser menos verdade e portanto verdadeiro! O simples fato  ( fato único e singular ) dEle estar hoje, agora, vivo, em um lugar além da gota de água chamada Terra, além de toda as circunstâncias e limitações objetivas e subjetivas da existência humana, já o distingue de todos os líderes, mestres, reis, divindades, celebridades, honoráveis, imaginados semideuses, anjos, gênios, querubins, serafins, Ets, o que for e quem for: Ele é o próprio Deus que habitou entre nós.

Jesus Cristo, não é um super-homem, homem-deus, um espírito iluminado e de luz, um "ser" perfeito, a linha ou o patamar que o define não é ascendente, mas descendente: Ele se esvaziou de si mesmo, como dizem as Escrituras, Ele se tornou infinitamente menor do que Ele já era, e sempre o fora, e entrou na humanidade, como um de nós, e mais, como o menor dos nossos, "sem aparência e formosura". De tal modo se diminuiu que Satanás, um antigo querubim, que entrava e saia da presença de Deus, que aparentava ter capacidade de criação e sabedoria, esplendor e dignidade, alguém que Deus e o próprio céu, se podemos imaginar, lhe era familiar de livre acesso, não pode ter certeza que Jesus era Deus, e se dispôs a observa-Lo, seguí-Lo, tenta-Lo, pô-Lo a alguma prova para arrancar dEle, Jesus, alguma certeza e clareza do que Ele Jesus fazia de tão especial entre os judeus há dois mil anos atrás!

Durante três anos, Jesus manifestou quem Deus era e é, como pensa, e como se interessa e deseja sinceramente interferir individualmente na vida de cada ser humano! Lida a Bíblia e observada com acuidade, é esse mesmo interesse e disposição que Deus tem hoje para qualquer um que manifestar um tipo de fé digna de elogio como feita pelo pŕoprio Deus ( Jesus ) ao centurião romano, a melhor fé, a mais inteligente e racional, uma fé tão clara não encontrada nem mesmo dentre os religiosamente fervorosos israelitas daquele tempo. A mesma Bíblia que "sem fé é impossível agradar a Deus", chamar a atenção de Deus.

A causa da nossa falência em qualquer área da nossa vida, não são as circunstâncias, variáveis e injustas pelas pŕoprias circunstâncias em que nós mesmos como espécie humana construímos para nós e para nossos descendentes. Queixemos todos, como nos advertem as Escrituras "cada um de nossos próprios pecados"! a causa de nossa falência é a nossa incredulidade, ou seja, a dúvida que nos acompanham justificando cada pensamento de "que nada acontecerá", "Deus existe mas não fará isso", "não o fará por isso ou por  aquilo", " Ele nunca fez isso antes", ou "faz para poucos e esse não será eu", "se acontecer é porque Ele quis", "não há outro jeito", "só vendo"!, e etc.

Satanás não tinha certeza, embora seja um eficiente e inteligente observador ( e siso não é um elogio a ele, um louvor ) ele, Satanás, não é onisciente, não sabe todas as coisas, e nem vê o futuro, apenas aposta, como nós humanos apostamos com base em evidências. A manifestação de Jesus Cristo, significava um perigo ao caos crescente e influente instaurado na humanidade desde o seu início: dominação, perversão, adoração cega, temor e inspiração para o que é mau parece ter sido e ser sempre o seu projeto pessoal, compartilhado por incontáveis seres sobrenaturais destituídos de alguma glória anterior. Satanás não tem nada a ganhar, mas com exatidão e muita propriedade colocada pelo roteirista de "Batman o Cavaleiro das Trevas", a personagem do Coringa, diz aos bandidos que se uniram a ele para o roubo de uma montanha de dinheiro, estupefatos eles ouvem a confissão sarcástica ao jogar gasolina e queimar a fortuna que para eles era a razão máxima de todo o crime: " -"Eu não preciso disso, eu só quero causar o caos!"

Satanás e os demais demônios, destituídos de parte de seu poder e de toda a glória com que antes existiram, glória e prazer ( pois toda a vida tem como recompensa o prazer legítimo ) já sabem que já foram condenados, não haverá julgamento para eles, mas apenas execução da sentença, daí a exclamação de alguns deles: "- Por que veio nos atormentar antes do tempo?" Logo nada têm eles a ganhar! Satanás não reinará no inferno, essa foi uma confusão feita principalmente na idade média e ainda um puco depois com a própria Reforma Protestante, uma deturpação feita pela tradição. Satanás e os incontáveis demônios existentes nem estão no inferno agora! Ele e eles vivem de "rodear a terra e andar por ela". Não há prazer e alegria em suas vidas, no máximo um prazer intelectual, uma percepção de que ainda podem influenciar seres humanos, seus destinos, mentindo, roubando e destruindo, matando finalmente. E isso nós tristemente vemos todos os dias, de diversas maneiras, pessoas individualmente, famílias, homens e mulheres de diversas idades, em diversas circunstâncias plenamente evitáveis se essas pessoas se deixassem guiar, ser ensinadas e protegidas pelo próprio Deus, que teria bons planos para cada uma e todas elas como dizem as Escrituras em certo lugar: "bem sei os pensamentos que tenho acerca de voz, pensamentos de paz e não de morte".

Satanás é um jogador, se infiltra nos acontecimentos, observa seres humanos, e achando oportunidade maquina e põe objetivamente em prática sua intervenção! foi assim no ministério de Jesus Cristo, em Israel, particularmente em Jerusalém, usando judeus e romanos, com grandes problemas e perversões nos seus corações. Deus, o Pai, não os impediu, por justiça divina que estamos longe de compreender e apreender todas as implicações, deixou que cada coração manifestasse a sua inclinação: os bons a fé, os maus a sua incoerência e perversidade! Afinal, Jesus Cristo não ficaria aqui para sempre, o conflito era inevitável não porque não pudesse ser evitado, mas porque esse mesmo conflito faria, manifestaria a mais plena e inigualável justiça! ao final, todos os que soubesse da história do homem que era Deus-homem e que manifestara visivelmente quem Deus era e é, poderiam escolher crerem e serem salvos ou diabolicamente se levantarem e negarem que Jesus é Deus, aquele do qual se diz em João, o Evangelho: "sem Ele nada do que foi feito se fez".

O homem, qualquer ser humano, a partir dessa crença, será perdoado, declarado justo, herdeiro da eternidade, amigo de Deus, seu nome anotado na lista, no livro, daqueles que redimidos, resgatados de uma história humana falida, herdarão e viverão em um novo mundo, plenos de sabedoria, sem nenhum sofrimento, pois dos salvos se diz " e lhes enxugará toda a lágrima e as coisa passadas não serão mais lembradas".

Um meio justo, uma regra maravilhosa, apenas sendo incluído por ela, somos salvos: pela fé, não pela melhor compreensão teológica, pela melhor teologia, pela melhor e mais recomendada igreja, como instituição, mas graciosamente, de graça, sem merecimento ou mérito, apenas pela guarda de uma confissão simples, facilmente alcançável, rapidamente feita, acessível do simples ao sábio: a fé no homem Jesus Cristo como Deus e filho de Deus, aquele que afirmara clara e inequivocamente: "para que onde eu estou estejais vos também".

Estou seguro, pois guardo isso que é simples mas essencialmente único: eu creio nEle. Um dia eu fiz essa declaração a partir do que cri e do que ouvi dEle. É a coisa mais importante de minha vida, mais do que qualquer conhecimento, paixão e prazer. E quando, em sono, ou morte eu não puder verbalizar ou processar nenhum pensamento, eu creio, Ele se lembrará que um dia, eu escolhi  crer nEle. E não sei como, apenas palidamente imagino, acordarei e andarei em um mundo tão real quanto é esse para os meus sentidos Andarei nesse novo mundo, verei coisas e manifestarei emoções, colherei alegrias, compreenderei coisas, me relacionarei com outros iguais a mim, não estarei só, e verei a Deus!

Não importa de fato quanto tempo isso demorá para ser real para mim, por uma longa e bem sucedida vida ou nem tanto, mas essa é a minha fé e a minha certeza, espero que seja a sua, se não hoje, mas um dia antes que os seus olhos se cerrem e a vida que todos nós experimentemos se vá de você fatalmente como destinado a todos nós, ricos ou pobres, sábios ou estúpidos, a homens ou mulheres.

Entretanto o que me fez sentar nessa tarde e escrever essa postagem, depois de um hiato de alguns meses ( estava sem tempo,e embora tivesse algumas coisa para escrevê-las, gostaria de reexaminá-las e não apenas escrevê-las e postá-las vaidosamente foi o que tomei conhecimento historicamente de uma prática entre os babilônios, prática essa conhecida pelos estudiosos de história e antropólogos: os babilônicos eram excelentes matemáticos e conhecedores de astronomia de tal modo surpreendente que graças ao conhecimento deles, fazemos muitos estudos e observações em pleno século XXI, tanto tempo depois deles.

Os seus astrólogos ( cujos conhecimentos contribuíram em muito para a moderna ciência astronomia ) previam com exatidão eclipses solares e lunares, acontecimentos astronômicos tidos como portadores de maldições e agrura para o povo e para os seus governantes.

O respeito por essas datas, que determinavam, desde as festas religiosas dedicadas aos seus deuses domoníacos até aos negócios cotidianos como comércio, casamentos, contratos e batalhas, entre tantas outras coisas, era tão grande que eles criaram um estratagema pelo menos estranho: nessas ocasiões um criminoso, ladrão ou assassino era escolhido e coroado rei ( rei de verdade e legitimamente ) sem poder de decisão, apenas com status e aparência de rei, para que a maldição sobre o monarca caísse sobre ele, que ele, o criminoso, pudesse receber sobrenaturalmente todo a maldição em si mesmo, a seguir ele era morto, e o verdadeiro rei, ileso pudesse voltar ao trono. Desse modo o verdadeiro soberano seria poupado, o povo seria poupado e todos estariam livres do "juízo" sobrenatural que deveria atingi-los a todos!

Que estranho e espetacular! a criatividade que propiciou a confecção da coroa de espinhos, cravada zombeteiramente sobre a cabeça do Senhor Jesus, a capa vermelha simbolizando realeza e poder, a louvor fingido e a placa acima da cabeça dEle na cruz não foram apenas escárnio de bêbados e perversos! do ponto de vista dos romanos e dos judeus que escolheram ao invés de Barrabás um criminosos comprovado ao Senhor Jesus Cristo, fez que o castigo que nos traz a paz caísse sobre Ele" e que "pelas suas pisaduras ( feridas ) fôssemos sarados".

A morte do Senhor Jesus diante de homens, anjos e demônios, foi de fato substituta: Ele nos livrou, a todos os que cremos nEle, das maldições individuais que merecida e fatalmente viriam sobre nós. Por isso termina o apóstolo "pela graça sois salvos", e outra e mais ma vez : "a todos que cremos no seu nome". "Por que não há nenhum outro nome, acima nos céus ou embaixo na terra, pelo qual sejamos salvos, a saber Jesus Cristo, homem"!

Como na crença babilônica e certamente de muitos outros povos na antiguidade, Satanás ao tentar parar a obra de Jesus Cristo, ou de Deus mesmo nesse mundo "destruindo as obras do Diabo", confirmou a obra redentora do Senhor Jesus a respeito de todos que bem aventuradamente não viram mas creram, algo que acontece hoje em várias partes do mundo, vinte e quatro horas por dia, de diversas maneiras. Não deixe essa oportunidade passar em sua vida ao ler esse texto! se caso você seja um homem ou uma mulher que tem essa experiencia de fé, que vive na esperança de um dia estar junto a Ele, onde Ele está, junto com incontáveis salvos que nas mais diferentes circunstâncias e épocas creram nEle, que você possa se alegrar mais uma vez por ser um crente, um cristão e um salvo!

Por Helvécio S. Pereira

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

CRER OU NÃO CRER... A FÉ E ANTI-FÉ, OU SE TEM UMA OU SE TEM OUTRA! QUAL A SUA ESCOLHA?

Ontem me deparei com uma notícia a mim desagradável, talvez mais desagradável a mim que a muitas outras pessoas. Hoje tive contato com mais informações acerca do fato e soube de um detalhe a mim mais doloroso. Mais a frente me reporto a esse fato e a esse detalhe.

Antes do século XX ( apenas um tempo aletório escolhido por mim para essa reflexão, certamente há um tempo historicamente mais exato, mas que não fará diferença substancial agora ) se poderia optar, qualquer um de nós, dependendo do lugar e da cultura em que tivéssemos a sorte ou o azar de vivermos, em crermos e confessarmos uma crença e fé ou não crermos!

Se escolhêssemos não crermos, por exemplo, no cristianismo o faríamos por teimosia ou por implicância, como o falecido e teimoso escritor português, falecido no século XXI, José Saramago que quando doente gravemente e inquirido por um repórter sabedor da sua inimizade e combate ao cristianismo, à igreja Católica Romana principalmente e contra Deus, se mesmo doente não cria na existência de Deus, petulante e não temente, disse "por que deveria?"

Após o século XX, como disse acima, Saramago é uma triste exceção, pelo menos famosa, ou entre famosos, quando alguém não crê na existência de Deus e combate a fé nEle, busca fazê-lo com subsídios, aparentemente razoáveis e logicamente organizados.

Ou seja, se não cremos, escolhemos um time de pensadores, e escalamos argumentos, com as cores que temos simpatia, e treinamos o que dizer e como atacar a fé dos que creem. Lemos os seus textos sagrados, nos esmeramos em conhecer a fraqueza histórica ou argumentativa dentro de sua fé, e nos mostramos satisfeitos tanto com o preparo, quanto a atividade anti-crença que escolhemos para nos divertirmos durante parte ou até toda a nossa curta vida.

Vida essa tão necessitada de coisas que lhe deem até os mais patéticos e frágeis momentos de ocupação, porque principalmente outras coisas simples e nada muito inteligentes ocupam essa nossa curtíssima existência, vazia de significados, a não ser que diligentemente busquemos e nos dediquemos a essas coisas, sobra-nos a cobiça por ter coisas, por sabermos coisas, de sermos aparentemente mais donos do nosso narizes, por usarmos os nosso órgãos sexuais, nosso paladar, comermos dormirmos e defecarmos. Alguns até se reproduzem e outros nem isso.

Não crer para muitos é tão fundamental e decisivamente desculpável como crer. Aliás, podemos no seculo XXI, exceção à algumas peculiaridades regionais e culturais, crermos no que quisermos, principalmente se temos mais acesso à informação e à diversidade da cultura e da crença humana. Isso fora do cristianismo, uma série ou gama de religiosidades exóticas, incluindo as estatisticamente mais numerosas. Pode-se por informação puramente estatística ser muçulmano, positivamente por ter mais adeptos entre todas as religiões fora do cristianismos.

Pode-se da mesma forma não ser um muçulmano pelo aspecto negativo: a sua ligação com indesejável e injustificáveis maus atos e crimes contra a humanidade cometidos por parte de ativistas autodenominados muçulmanos. Mas as possibilidades ainda são e permanecem  muitas: há um número notável de religiões exóticas na Índia e em todo o espaço terrestre fora do chamado Ocidente cristianizado e que podem exoticamente ser importadas praticadas sem incômodo ou estrição desde que em cada território nacional nas democracias ocidentais o novo adepto não faça uma grande merda com  prejuízo à sociedade que vive, ou às pessoas a sua volta.

Pode-se ainda legitimamente, e muitos hoje o fazem, optar por alguma ideologia falida, comprovadamente falida, e pior sem a conhecê-la com a profundidade religiosa, que muitas vezes uma religião minimamente exija: basta repetir alguns bordões, alinhar ou listar alguns pobres argumentos e repeti-los quase como um mantra ou uma proclamação profética. Isso pode garantir ocupação, emprego e cargo em uma Ong despudorada, partido político e pode até ser eleito. Quantos casos há casuisticamente como exemplo real? o do nosso ex-presidente com crasso despreparo para o cargo e para o pós cargo como da sua avatar eleita segundo o seu gurunato!

Há ainda a opção de se manter distante, alheio, vendo como finalmente ficarão as coisas. Uma atitude aparentemente ( só aparentemente ) mais sábia e justa, afinal: não falo mal de ninguém, não ataco ninguém, deixo que os "religiosos" se batam uns nos outros e que a idiotice deles seja manifesta e eu como mais inteligente não tenho nada com isso!

É nesse último caso, caso do exemplo acima e não último de fato, uma posição aparentemente segura sem a ser! uma posição geralmente de filhos de pais crentes, católicos ou protestantes, que durante toda uma vida, creram e se esforçaram em não deixar os seus filhos órfãos de alguma luz nessa vida. Mas os filhos estudaram mais, tiveram mais informações acadêmicas que os seus pais pobres cristãos jamais tiveram ou sonharam saber certos saberes, e a fé arcaica e inocente se seus pais não lhes sirva mais! trata-se decididamente de uma situação desgraçada, uma situação da qual, graciosamente, não saberei porque, eu não me enquadro!

Entre os que cultivam alguma fé, sincera e cuja fé é o motor de sua existência, seus valores e atitudes, há os cristãos, com uma enorme variedade de possibilidades, há os kardecistas, herdeiros de uma fase histórica do século XX em que a hegemonia dos dogmas e a supremacia fria do catolicismo, mas também nas regiões onde ele se fortaleceu, da frieza do protestantismo, ambas as manifestações visíveis e institucionais importantes do cristianismo se mostrara religiões sem sinais, pessoas que sinceramente valorizam uma ética cristã idealizada, exaltada e louvável, muitas vezes levada a prática, e que simpaticamente o leitor ou outra pessoa escolhe por afinidade estar em uma ou outra igreja, no espiritismo moderno e elitizado, ou não estar em lugar nenhum e ter uma teologia pessoal ( assunto abordado com mais profundidade em outra postagem nesse mesmo blog ) um conjunto de crenças sem muita cola, ligação, lógica, mas que são pessoalmente cultivadas como um menu escolhido pessoalmente em um almoço ou jantar sofisticado.

Em resumo são essas as opções e um retrato da atitude de cada um de nós frente à realidade desprezada por tantos: há algo mais relacionado ou implicado à nossa singular e bastante rápida existência, para muitos mais rápida do que aparente e naturalmente deveria ser.

O fato a que me referia no início dessa postagem ( ver detalhes e mais informações ao final dessa postagem ), é triste e lamentável, algo ocasional,uma morte desastrosa e por que não, injusta, da única vítima fatal em um acidente de trens lamentável ocorrida nos EUA: de uma mulher brasileira, jovem, talentosa, estudada, uma mulher moderna, independente, com um futuro interessante e promissor diante de si.

Nem dentro do trem ela se encontrava, se encontrava na plataforma da estação, talvez distraída a ponto de não perceber e fugir a tempo dos destroços que voaram em sua direção. Isso não lhe impõe a culpa final da sua morte precoce. Li na notícia hoje, que um homem, correu contra a multidão que fugia, e que se pôs a seu lado, possivelmente a tomara nos braços, e percebendo a sua gravidade lhe disse aos ouvidos e talvez olhando nos olhos da moribunda: " Senhora! saiba que se estiver morrendo, não está sozinha, ficarei a seu lado."

Lembro de dois relatos, de duas mulheres em situação de acidente, aqui em Belo Horizonte, gravemente feridas, talvez por ter maior vocabulário, e por serem mais eficientes na comunicação, elas muitas vezes conseguem até expressar seus últimos pensamentos, ambas diziam as pessoas à volta delas: " não me deixem morrer, não quero morrer" enquanto lágrimas sinceras e que expressavam a consciência da derradeira situação soava certamente como um soco no ombro de cada pessoa.

Meu amigo, minha amiga, certamente vocẽ se enquadra em uma das situações ou perfis, descritos ainda que rapidamente nessa postagem. Vivemos, a maior parte de nós em um país em que por bem ou por mal, podemos crer, decidir crermos o dia e a hora que bem quisermos. Podemos escolher a religião e falando do cristianismo, a igreja cristã que quisermos! Mas a igreja não é nem a mais importante, todas elas, mais ou as vezes menos, são lembretes, são gritos e frases que podem repercutir aos nossos ouvidos um aviso: há mais do que vocễ se interessa e julga tão importante.

Depois que deixei de ser católico, deixei de ser kardecista, deixei de ser ateu ( não necessariamente nessa ordem, mas próximo disso ) mesmo no universo teológico mítico do catolicismo, a verdade bíblica presente lá se torna audível aos meus ouvidos! um Novo testamento, dado a mim por um padre quando eu tinha nove ou dez anos, quando lido hoje, grita aos meus ouvidos, as mesmas verdades entendidas e cridas por mim hoje. Em uma igreja de confissão calvinista, uma igreja de confissão renovada, ou mesmo uma pentecostal ou neopentecostal, as mesmas verdades são a mim alertadas ( não confundir unanimicidade teológica ).

Quem é Jesus Cristo para você? ele é Deus como se é dito acerca dEle nas Escrituras, ou não é nada? apenas uma figura histórica, mítica, carinhosa, simbólica ou o Deus Criador de todas as coisas, ocasionalmente, autorrestrito a uma humanidade igual à nossa?

Há uma vida eterna que Ele mesmo dará conforme a sua palavra pessoal, promessa reiterada que Ele mesmo dará graciosamente a quem simples e somente crer no que Ele é e quem é ou não?

É essa a diferença!

É essa a escolha que você deverá fazer logo após ler essas últimas linhas, para que por ocasião da morte certa, vinda para cada um de nós em uma hora surpresa em nossas vidas, não nos sejamos achados órfãos da fé salvífica, que querendo ou não, não há rival em nenhuma outra fé em toda história humana, de uma salvação tão real, tão acessível, tão facilmente inteligível, bastando que se confesse e que se diga na solidão do tempo e do espaço: Jesus de Nazaré, eu creio que Tu podes me salvar, eu creio que Tu és Deus e a partir de hoje o meu único e suficiente Salvador e Senhor da minha vida.

Por Helvécio S. Pereira

Sobre a notícia da morte da brasileira nos EUA

O acidente com um um trem no estado americano de Nova Jersey, na manhã desta quinta-feira (29), deixou 114 pessoas feridas. A única morte registrada foi a de uma brasileira. Fabíola Bittar de Kroon tinha 34 anos e era advogada. Ela era de Santos e morava nos Estados Unidos há menos de um ano. O marido trabalha em Nova York. Nas redes sociais, os dois aparecem em fotos viajando pelo mundo. Eles moravam em Hoboken, no estado de Nova Jersey. Fica do lado de Nova York.

O rio Hudson separa a ilha de Manhattan da estação. A polícia ainda investiga as causas do acidente, que aconteceu as 8h45, horário de rush, numa das estações mais movimentadas da região metropolitana de Nova York. O trem estava chegando na estação e não diminuiu a velocidade. Invadiu a plataforma, bateu contra uma parede e o teto que ela sustentava caiu. Fabíola estava na plataforma na hora do acidente. Sofreu vários ferimentos na cabeça. Em uma imagem aérea dá pra ver onde a estrutura não resistiu. O prédio ainda está ameaçado, a fiação ficou toda exposta.

Conversamos com o Omar, que estava no trem, indo pra aula: "Num primeiro momento, pensei que era uma explosão, uma bomba". Omar contou que a maior parte dos feridos estava na estação ou no primeiro vagão do trem. O marido de Fabíola estava numa viagem a trabalho na hora do acidente. Pouco antes, ela tinha deixado a filha de um ano na creche.


DOIS:

[Em entrevista nesta sexta-feira (30) ao programa Good Morning, America, da rede de televisão ABC News, uma pessoa que testemunhou o acidente na estação de trem Hoboken, em New Jersey, a 11km de Nova York, nos Estados Unidos, contou que tentou confortar a brasileira Fabíola Bittar de Kroon, momentos antes de ela morrer, após a colisão do trem contra a estação. Fabíola estava em uma plataforma da estação e foi a única pessoa que morreu em consequência do acidente.

O número de feridos chega a 114, segundo as autoridades. Na entrevista, Rahman Perkins conta que percebeu que Fabíola estava prestes a morrer e se dirigiu a ela com as seguintes palavras: "Senhora, eu não vou abandoná-la. Se você morrer, não vai morrer sozinha, estarei com você, junto". O programa Good Morning, America tem uma das maiores audiências dos Estados Unidos. Brasileira de 34 anos é a única vítima do acidente de trem em estação de Nova Jersey Rahman Perkins disse ainda que, no momento do acidente, por causa dos destroços que voavam pelo ar, as pessoas — dentro e fora da estação — corriam em pânico procurando um lugar seguro.

"Quando todo mundo começou a correr para fora, eu comecei a correr para dentro", disse Perkins ao programa. Ele conta que decidiu socorrer as pessoas porque aprendeu com os pais, desde pequeno, a ajudar os outros. "Meus pais ensinaram a nós, filhos, a sermos bravos", acrescentou Segurança O acidente está provocando inúmeras críticas ao sistema de segurança de trens nos Estados Unidos. Segundo a imprensa norte-americana, a empresa de trem não instalou um equipamento de segurança recomendado pelo órgão da rede ferroviária federal, que é subordinado do Departamento de Transporte dos Estados Unidos.

Trata-se de um software chamado Controle Positivo de Trens, que permite desacelerar automaticamente a locomotiva, evitando assim acidentes provocados por erro humano. O Comitê de Segurança Nacional de Transporte dos Estados Unidos investiga o acidente. O maquinista do trem está internado e é considerado uma testemunha chave a ser ouvida nas investigações. O equipamento de segurança deveria ter sido instalado até dezembro de 2015, conforme estabelecido pelas autoridades. No entanto, as empresas do setor reclamaram do prazo que consideraram 'curto e arbitrário'.

Por isso, o Congresso dos Estados Unidos atendeu ao pedido das empresas e estendeu o prazo para o final de 2018. Essa prorrogação foi criticada pelo senador democrata Richard Blumenthal, na época. Após a aprovação do novo prazo, Blumenthal disse que a prorrogação foi muito grande e que poderia provocar acidentes e mortes.]

fonte: ( http://noticias.r7.com/internacional/testemunha-confortou-brasileira-antes-de-ela-morrer-em-acidente-de-trem-30092016)

VEJA O VÍDEO COM A REPORTAGEM ( FONTE R7.COM )

quinta-feira, 28 de julho de 2016

O PAPA FRANCISCO EM RECENTE ENTREVISTA ACERTA EM DIZER, FRENTE AOS ATENTADOS CONTRA O OCIDENTE E CONTRA CRISTÃOS QUE HÁ UMA GUERRA MAS ERRA AO APONTAR RAZÕES SOCIOLÓGICAS, POLÍTICAS E ECONÔMICAS... HÁ RAZÃO DESSA GUERRA É ESPIRITUAL, SOBRENATURAL!




CRACÓVIA, Polônia -

O Papa Francisco advertiu nesta quarta-feira que o mundo está em guerra devido à perda da paz, em declarações a bordo do avião que o levou a Cracóvia, na Polônia, no dia seguinte ao assassinato de um padre na França por dois extremistas. Com bandeiras do Papa Francisco, católicos se reúnem em Cracóvia para a Jornada Mundial da Juventude Jovens católicos invadem Cracóvia para Jornada Mundial da Juventude.

Policiais franceses fecham um dos acessos à igreja atacada em Saint-Etienne-du-Rouvray, na Normandia Papa Francisco manifesta dor e horror por ‘assassinato bárbaro’ "Fala-se tanto de insegurança, mas a palavra verdadeira é guerra. O mundo está em guerra porque perdeu a paz. Quando falo de guerra, falo de uma guerra de interesses, de dinheiro, de recursos, não de religiões. Todas as religiões querem a paz", afirmou na viagem que o leva a Cracóvia para a Jornada Mundial da Juventude. 

"Depois de muito tempo, o mundo está em uma guerra fragmentada. A guerra que foi a de 1914, depois a de 39-45, e agora esta. Ela pode não ser a mais orgânica, mais organizada, mas é a guerra". 

O Papa pediu ainda que o governo da polônia acolha os que "fogem das guerras e da fome". No castelo real de Wawel, o Pontífice falou às autoridades do país, insistindo que o "complexo fenômeno migratório requer um suplemento de sabedoria e misericórdia para superar os temores e fazer o maior bem possível". 

"Faz falta disponibilidade para receber os que fogem da guerra e da fome, e solidariedade com aqueles que sofrem em seus direitos, incluindo os que têm problemas para professar sua fé", disse o Papa. 

Neste sentido, ele também pediu que as causas do fenômeno da migração sejam identificadas, que se facilite a volta dos atingidos, que se dê solidariedade e liberdade e, principalmente, que se "dê testemunho com os fatos dos valores humanos e cristãos", acrescentou. 

O governo conservador da primeira-ministra Beata Szydlo recusa-se a receber os migrantes, em nome da segurança. 




Comentando diante das câmeras de televisão seus 30 minutos a sós com o papa, o presidente Andrzej Duda assegurou que eles não conversaram sobre a questão dos migrantes. 
"Cada um ouviu as palavras do Santo Padre, só posso repetir o que eu sempre digo: Somos um país fundado em valores e não recusamos oferecer ajuda a ninguém. Se alguém quer vir para cá, especialmente se é um refugiado, fugindo da guerra, ele certamente vai ser bem-vindo", afirmou Duda. 




Mas "não estamos de acordo com a ideia de que devemos impor à população da Polônia pessoas pela força", acrescentou, em uma alusão ao sistema de quotas de migrantes da UE, rejeitado por Varsóvia. 

'WOODSTOCK CATÓLICO' 

Francisco chegou na Cracóvia nesta quarta-feira. Ele começa uma intensa agenda de encontros, missas e visitas que se estende até domingo, quando termina a Jornada Mundial da Juventude, apelidada de "Woodstock católico". Mais de 200 mil pessoas participaram da missa de abertura do evento, um número menor que o esperado, possivelmente por conta do temor de atentados. 
Nos próximos dias, o Papa vai visitar, por exemplo, o Museu Memorial de Aushcwitz, no antigo campo de extermínio nazista, onde cerca de 1,3 milhões de pessoas morreram durante a Segunda Guerra Mundial. 

A violência que assola o planeta, mas, principalmente, a Europa e o Oriente Médio, deve ser um dos principais assuntos durante esta viagem. Nos últimos dias, uma série de atentados mostrou que o mundo não vive um momento seguro. No dia 14 deste mês, um terrorista dirigindo um caminhão atropelou mais de 80 pessoas durante a celebração da Queda da Bastilha, em Nice, na França. Na semana seguinte, um alemão filho de iranianos matou a tiros nove pessoas perto de um shopping em Munique, na Alemanha. 

Nesta terça, dois agressores tomaram uma igreja na Normandia, na França, e fizeram seis reféns. Eles mataram um sacerdote e deixaram outra pessoa gravemente ferida. Em seguidas, foram mortos pela polícia local. O Papa já havia dito que estava horrorizado com o crime. 


Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/sociedade/religiao/o-mundo-esta-em-guerra-diz-papa-





A GUERRA DOS SEIS DIAS




A HISTÓRIA DE ISRAEL ( EM PORTUGUÊS )






Ocidente e Islã: choque de duas culturas

Terry Jones era um desconhecido pastor de uma igreja na cidade de Gainesville, de 114 mil habitantes, no Estado da Flórida. Ele chamou a atenção da imprensa internacional ao anunciar que queimaria exemplares do Alcorão, livro sagrado dos muçulmanos, no aniversário dos ataques de 2001. A intenção do religioso era protestar contra o projeto de construção de um centro islâmico próximo ao Marco Zero, local onde era situado o World Trade Center.

Temendo reações de extremistas islâmicos, autoridades como o Papa Bento 16, o presidente Barack Obama e o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon , além de chefes de Estado da Europa, pediram que o religioso desistisse do ato. Ao mesmo tempo, três pessoas morreram em manifestações contrárias ao pastor no Afeganistão. A pressão, porém, surtiu efeito, e Jones desistiu de queimar o livro sagrado.

Episódios como esse têm se tornado mais comuns nos últimos anos. Em 1989, o escritor anglo-indiano Salman Rushdie ficou famoso depois do Irã decretar uma fatwa (sentença de morte) contra ele. Rushdie foi acusado de blasfêmia em seu romance Os Versos Satânicos. Desde então, passou a viver escondido e sob proteção policial, mesmo após o Irã suspender a condenação em 1998, atendendo aos apelos da comunidade internacional.

Em 30 de setembro de 2005, o jornal Jyllands-Posten, de maior tiragem na Dinamarca, publicou 12 caricaturas intituladas "As faces de Maomé". As charges provocaram manifestações violentas, incêndios em embaixadas dinamarquesas e uma crise diplomática com países árabes. O redator-chefe do jornal, que foi ameaçado de morte, pediu desculpas publicamente, enquanto outros jornais europeus publicaram as caricaturas em defesa da liberdade de expressão e de imprensa.

Mais recentemente, países europeus votaram leis restritivas aos costumes islâmicos em ações consideradas hostis pelos 15 milhões de muçulmanos que vivem no continente. Em 29 de novembro de 2009, a Suíça aprovou, mediante referendo, a construção de minaretes - torres de mesquita de onde se chamam os muçulmanos para as orações diárias.

No último 14 de setembro, o Senado francês aprovou uma lei que proíbe o uso de véus islâmicos integrais - a "burka" e o "niqab" - em espaços públicos do país. Os parlamentares alegam questões de segurança, além de respeito aos direitos das mulheres.

Mas a lei, que deve entrar em vigor no próximo ano, causou controvérsia no país que abriga a maior comunidade muçulmana da Europa. O islamismo é a segunda maior religião da França, atrás somente do catolicismo.

A norma prevê multa de 150 euros para quem desacatar a proibição do uso da vestimenta.
Estimativas apontam que cerca de 2 mil mulheres usam o véu no país. Propostas semelhantes foram aprovadas na Bélgica e na Dinamarca (proibição parcial), e entraram em discussão na Itália, Espanha, Reino Unido, Holanda e Áustria.


Raízes comuns

Islã ou civilização islâmica se refere aos povos que seguem a religião do islamismo, cujos fiéis são chamados muçulmanos ou islamitas. O islamismo foi fundado pelo profeta Maomé no século 7, na Arábia. Ele possui raízes comuns com outras duas religiões monoteístas, o cristianismo e o judaísmo.

Apesar de essa religião ter surgido entre os árabes, eles representam apenas 15% dos muçulmanos no mundo. O islamismo é predominante em mais de 50 países do Oriente Médio , Ásia, África e Europa, estando espalhado em comunidades em todo o mundo, inclusive no Brasil.

O Alcorão (ou Corão) é o livro sagrado dos muçulmanos. Eles consideram que a obra foi ditada a Maomé pelo arcanjo Gabriel.

Uma das principais diferenças dos países islâmicos em relação ao Ocidente é justamente não separar religião de Estado. O Alcorão serve de base para organização social, política e jurídica ("sharia"). Por esta razão, enquanto a maioria dos povos ocidentais adotou a democracia , os povos islâmicos vivem, em sua maior parte, em teocracias. A Turquia é um dos raros países de maioria muçulmana que também é secular e democrático.

Outro ponto de discórdia diz respeito a liberdades civis e direitos humanos, considerados uma conquista no mundo moderno. Uma interpretação mais rigorosa do Alcorão acaba confrontando alguns destes valores ocidentais.

Por conta desse estranhamento, para o Islã a cultura ocidental é materialista, decadente e imoral. Os ocidentais, por sua vez, costumam associar os muçulmanos a grupos terroristas, como a Al-Qaeda , o Hamas e o Hezbollah , e à violência contra mulheres e minorias. Ambas as visões, é claro, são equivocadas na maioria das vezes.


Cruzadas
As diferenças religiosas, culturais e políticas entre os povos islâmicos e os ocidentais se acentuaram a partir da segunda metade do século 20. Dessa forma, os principais conflitos do mundo contemporâneo, como as guerras do Iraque e do Afeganistão, possuem causas na animosidade entre as duas civilizações. A origem da discórdia, porém, é bem mais antiga.

Entre os séculos 7 e 8, os árabes dominaram o Oriente Médio, o Norte da África, a Pérsia e a Índia Setentrional. A reação da Cristandade começou no século 11, com a conquista do Mediterrâneo e o início das Cruzadas (1095). Por um século e meio, os cristãos resistiram em potentados na Terra Santa, até a invasão dos turcos otomanos, que retomaram o controle da região dos Bálcãs e do
Oriente Médio.

Até então, e durante a maior parte da história da humanidade, o contato entre povos foi escasso e pouco duradouro. O motivo eram as dificuldades para se transpor as barreiras geográficas. Isso começou a mudar a partir dos séculos 15 e 16, com a expansão colonial.

As principais nações imperialistas, como Inglaterra, França, Espanha, Alemanha e Estados Unidos, travaram guerras e promoveram campanhas expansionistas até o século 20. O imperialismo europeu levou seus valores ocidentais - oriundos de dois importantes movimentos, a Reforma Protestante e o Iluminismo - ao mundo árabe. Décadas depois, os Estados Unidos fariam o mesmo em guerras no Golfo Pérsico .

Acontece que tais iniciativas, promovidas mediante o poderio bélico, só alimentaram movimentos nacionalistas e de independência nos países árabes, que passaram a ver o ocidental como inimigo. Um bom exemplo disso é a Guerra do Iraque, que constituiu uma tentativa, até agora fracassada, de implantar a democracia à força. Como resultado dessas intervenções, os americanos se tornaram o principal alvo de grupos extremistas como a Al- Qaeda, suspeita dos atentados de 11 de Setembro.


Fundamentalismo

Mas como o Islã ganhou importância no panorama geopolítico do mundo moderno? Até poucas décadas atrás, durante a Guerra Fria, o mundo era dividido em três blocos econômicos e ideológicos distintos: havia o Primeiro Mundo, representado pelos Estados Unidos; o bloco socialista, liderado pela antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), e o chamado Terceiro Mundo, formado por países pobres e não alinhados (entre eles o Brasil).

Neste contexto, o islamismo surgiu em sua versão fundamentalista como movimento religioso e intelectual, nos anos 1970, e se espalhou rapidamente pelo Oriente Médio, África, Ásia e Europa. Para isso, contou com o financiamento de potências árabes, ricas em petróleo, e ocidentais, que os viram como alternativa a movimentos nacionalistas e comunistas.

Com o colapso dos regimes comunistas no final dos anos 1980, os choques culturais com o Islã substituíram a antiga disputa entre as superpotências.
Isso ocorreu primeiro devido à crescente importância das nações árabes, decorrente da alta do preço do petróleo, até os anos 1980, e depois em razão do crescimento populacional. O aumento da população de jovens também alimentou o fundamentalismo. Depois de doutrinados, os jovens se espalharam pelo Ocidente e, com a maior proximidade entre os povos, foram acentuadas as diferenças religiosas e de valores culturais.

Em segundo lugar, enquanto na maior parte da Europa a queda de ditaduras socialistas deu lugar a regimes democráticos, em países islâmicos, ausentes de tradição democrática, o fundamentalismo foi adotado. Um exemplo foi a Revolução Iraniana de 1979, que precedeu o fim do comunismo. Com a esquerda combalida, a afirmação de identidades regionais em torno do islamismo emergiu como principal resposta ao processo de globalização .

"O mundo está em guerra", disse o papa Francisco nesta quarta-feira (27/07), a bordo do avião que o conduzia para a Polônia, onde aterrissaria pouco depois, na cidade de Cracóvia. Francisco ressalvou que não se trata de uma guerra religiosa. "Há uma guerra de interesses. Há uma guerra por dinheiro, por recursos naturais, pela dominação de pessoas.
Esta é a guerra", afirmou. "O mundo está em guerra porque ele perdeu a paz." Francisco afirmou que os recentes ataques terroristas podem ser vistos como mais um grande conflito, mencionando a Primeira e a Segunda Guerra Mundial. Ele aterrissou na Cracóvia sob a sombra do ataque numa igreja na Normandia no dia anterior, na qual um padre octogenário foi degolado por dois homens que declararam lealdade ao grupo extremista "Estado Islâmico" (EI). "A palavra que se ouve com frequência é insegurança, mas a palavra correta é guerra, não devemos ter medo de dizer isso", disse o papa sobre o atentado. "Não estou falando de uma guerra de religiões. Religiões não querem guerra. Os outros querem guerra", reiterou.
Francisco chamou o padre Jacques Hamel, que foi morto por terroristas na Normandia, de um padre santo, mas acrescentou que ele é apenas uma entre tantas vítimas inocentes.
No aeroporto de Cracóvia, Francisco foi recebido pelo presidente polonês, Andrzej Duda, outras autoridades e centenas de fiéis que aguardaram por ele durante horas. O pontífice viajou ao país por ocasião da Jornada Mundial da Juventude, que vai até o dia 31 de julho e deve reunir milhares de pessoas.
Além de participar do grande evento católico, Francisco aproveitará a ida à terra natal do papa João Paulo 2º para visitar o campo de concentração de Auschwitz e celebrar uma missa pelo 1050º aniversário do país.

Os ataques do 11 de Setembro nos Estados Unidos foram o ponto alto desse embate cultural. Desde então, a tensão entre os povos islâmicos e ocidentais tem ditado manobras diplomáticas e políticas, com um forte - e perigoso - apelo a radicais de ambos os lados. 

LINK ORIGINAL:

http://vestibular.uol.com.br/resumo-das-disciplinas/atualidades/ocidente-e-isla-choque-entre-duas-culturas-define-mundo-contemporaneo.htm


quarta-feira, 20 de julho de 2016

A CIÊNCIA E OS INDICATIVOS REAIS DE QUE DEUS EXISTE, E SE ELE EXISTE, ELE É GRANDIOSO!


Quando não nos importamos com Deus, mesmo tendo nascido em uma cultura cristã, sendo batizados quando crianças como católicos romanos, presbiterianos ou metodistas, levados às igrejas por pais, casado em alguma delas e por diversas vezes ido a algum serviço fúnebre, antes de nos convertermos, decidirmos a crer em Cristo e na Bíblia, não nos importamos o quanto Deus é grande.

Após a conversão temos uma melhor ideia de quem Ele, Deus seja, mas mesmo assim, nos referimos a ele como alguém bem menor do que é: católicos são sensíveis à humanidade de Cristo, imaginam e exageram a sua meiguice e recortam apenas a sua misericórdia, trata de um Jesus fraco, compassivo e sempre cansado. Alguns evangélicos influenciados pela revelação antigo testamentária, dvo Senhor dos Exércitos dos judeus ou da revelação de Deus ao Egito no tempo de Moisés e no julgamento de outros povos veem a Deus como um Deus mais feroz. Católicos e evangélicos estão certos na apreensão das duas revelações de Deus a nós: Deus é amor mas Deus é rigor. Se nos mostra vindo até nós, mas tem todo o poder e exerce quando assim o julga, juízo. Entretanto, nas missas e nos cultos, sejam de protestantes tradicionais ou pentecostais, frequentemente erramos na nossa dimensão de Deus.

Quando me converti, textos do Apocalipse e de Isaías me fascinaram: a descrição em ambos os textos do alto e sublime trono de Deus, os seres viventes, não e completa, mas indicam o quão deva ser ( e deve ser e é ) a real grandeza de Deus, grandeza essa que nenhum salvo verá em sua plenitude, certamente veremos parte dessa glória. É mais razoável nos satisfazermos com parte dessa glória que, por si, já será muito gratificante e eternamente impactante para nós mesmos, os salvos.

.

Mas como começar a pensar no quão Deus é grande? 

Bem, desde o início do mundo, o mundo, a própria criação, é prova de que Deus é maior. A mente humana, mesmo o mais beócio dos seres humanos, pode supor e imaginar, que o mundo, como o percebemos sendo grande e as forças atuantes nele sendo enormes, o criador desse mundo e dessas forças deve ser obrigatória e  certamente muito maiores. Isso sempre esteve diante de cada ser humano, na verdade está. U m ateu, um descrente, pode zombar de um Deus que julga não existir, entretanto um crente, um deísta não deveria pecar nesse sentido: Deus é grande, e não se trata de sua dimensão como Ser, que certamente e maior que o Universo que conhecemos, que os próprios céus, que tudo que possa existir.

O Sol, é uma estrela anã, isso, você não leu errado, caberia nele milhões de "terras", em um segundo o Sol produz uma energia maior do que toda humanidade tenha consumido até agora. No universo, como você poderá ver no vídeo científico nessa postagem, a fenômenos e coisas inumeravelmente maior. A energia produzida pelo Sol, ocorre a bilhões de anos e ainda que seja previsível por processo naturais de ser extinto um dia, está longe de acabar. Quinze bilhões de graus Celsius é a temperatura de seu interior.E esse é apenas um pequeno detalhe de um universo que mal, muito mal conhecemos, embora conheçamos melhor no último século.

Tudo isso, é apenas parte daquilo que se diz nas Escrituras através dos escritos de João o evangelista: "sem Ele ( Jesus, o Verbo ) nada do que se fez foi feito"! Ou do que o próprio Jesus disse de Si mesmo no livro de Apocalipse pela mão do mesmo João: "Eu sou o princípio e o fim de todas as coisas".

Diante dessas considerações, deveríamos nas orações e em todos os nossos pensamentos e atos, termos ainda que mais aproximada, a compreensão da verdadeira grandeza de Deus! Ele é o que é! A ele todas as coisas são possíveis. Ele (Deus e )  Jesus a sua manifestação humana, tem todo o poder, TODO O PODER!! Ele pode curar qualquer doença, mudar qualquer destino, fazer qualquer coisa, não importa se essa coisa foi ou não feita antes. Ele faz as leis do universo e as leis morais e de justiça referente às relações humanas, e humanas consigo mesmo. Toda a sabedoria, todo o conhecimento, toda a estratégia, toda a beleza , todo o bom gosto, o melhor senso estético, o melhor de tudo o que humanamente possamos imaginar, pela semelhança que Ele mesmo revela que temos como Ele mesmo na Sua Palavra, a Bíblia.

Finalmente, não são somente as nossas palavras, carregadas de pouca exatidão, mas a nossa atitude que possa traduzir uma fé agradável a Ele é que conta: fé que o Centurião, cuja fé foi elogiada acima de todas as demais demonstração de fé mesmos entre os israelitas que creram Nele, em Jesus. O Centurião estabeleceu a relação mas próxima de quem Jesus, como Deus era e é: o Centurião tinha poder legal de vida e morte sobre os seus subordinados, e não tinha muito mais que fazer a não ser dizer, falar! Como ele crera e antes entendera quem era o Senhor Jesus, pode expressar a fé correta: apenas uma palavra e meu servo será curado! Na verdade antes estabeleceu a real diferença de grandeza entre ele mesmo e Jesus ( como Deus ): "não sou digno que entre em minha casa!".




Uma relação leviana, errática de quem Deus é não produzirá a fé agradável e que fará coisas acontecerem diante de nossos olhos e dos olhos dos incrédulos, como testemunho de quão erráticos são! cultos e reuniões burocráticas, espetaculares no sentido de shows seculares não oportunizarão a operação sobrenatural de Deus. Milagres maiores do que foram feitos pelo próprio Senhor Jesus não ocorrerão e igrejas se mostrarão mortas e impotentes diante dos pecados do mundo e do principado de Satanás nesse mundo e as obras de Satanás não serão eficazmente desfeitas!

Voltemos nosso olhar e nossa compreensão para o alto e sublime trono descrito pelo profeta Isaías. Tentemos ver a Deus de forma mais próxima da sua inconcebível grandeza!


Por Helvécio S. Pereira

ASSISTA O VÍDEO A SEGUIR E PENSE NA GRANDEZA DE NOSSO DEUS...






MISTÉRIOS DO UNVIERSO, ALGUMAS PROVAS DO PODER E DA SABEDORIA DE DEUS


"... E A TERRA ERA SEM FORMA E VAZIA"





OS BURACOS NEGROS




TUDO NO SEU LUGAR, NÃO EXISTIMOS, A TERRA NÃO EXISTE POR ACASO! DEUS PÔS TUDO, E CADA COISA NO SEU NECESSÁRIO LUGAR! 

domingo, 26 de junho de 2016

A GRANDEZA DE DEUS... MESMO CRENDO E AMANDO-O NÃO TEMOS NOÇÃO NEM APROXIMADA DO QUÃO GRANDIOSO ELE É... ERRAMOS FEIO... ERRAMOS MUITO AO NOS REFERIRMOS A ELE COMO CRIANÇAS FREQUENTEMENTE SE REFEREM PATETICAMENTE À COISAS IMPORTANTES!


Quando não nos importamos com Deus, mesmo tendo nascido em uma cultura cristã, sendo batizados quando crianças como católicos romanos, presbiterianos ou metodistas, levados às igrejas por pais, casado em alguma delas e por diversas vezes ido a algum serviço fúnebre, antes de nos convertermos, decidirmos a crer em Cristo e na Bíblia, não nos importamos o quanto Deus é grande.

Após a conversão temos uma melhor ideia de quem Ele, Deus seja, mas mesmo assim, nos referimos a ele como alguém bem menor do que é: católicos são sensíveis à humanidade de Cristo, imaginam e exageram a sua meiguice e recortam apenas a sua misericórdia, trata de um Jesus fraco, compassivo e sempre cansado. Alguns evangélicos influenciados pela revelação antigo testamentária, dvo Senhor dos Exércitos dos judeus ou da revelação de Deus ao Egito no tempo de Moisés e no julgamento de outros povos veem a Deus como um Deus mais feroz. Católicos e evangélicos estão certos na apreensão das duas revelações de Deus a nós: Deus é amor mas Deus é rigor. Se nos mostra vindo até nós, mas tem todo o poder e exerce quando assim o julga, juízo. Entretanto, nas missas e nos cultos, sejam de protestantes tradicionais ou pentecostais, frequentemente erramos na nossa dimensão de Deus.

Quando me converti, textos do Apocalipse e de Isaías me fascinaram: a descrição em ambos os textos do alto e sublime trono de Deus, os seres viventes, não e completa, mas indicam o quão deva ser ( e deve ser e é ) a real grandeza de Deus, grandeza essa que nenhum salvo verá em sua plenitude, certamente veremos parte dessa glória. É mais razoável nos satisfazermos com parte dessa glória que, por si, já será muito gratificante e eternamente impactante para nós mesmos, os salvos.

.

Mas como começar a pensar no quão Deus é grande? 

Bem, desde o início do mundo, o mundo, a própria criação, é prova de que Deus é maior. A mente humana, mesmo o mais beócio dos seres humanos, pode supor e imaginar, que o mundo, como o percebemos sendo grande e as forças atuantes nele sendo enormes, o criador desse mundo e dessas forças deve ser obrigatória e  certamente muito maiores. Isso sempre esteve diante de cada ser humano, na verdade está. U m ateu, um descrente, pode zombar de um Deus que julga não existir, entretanto um crente, um deísta não deveria pecar nesse sentido: Deus é grande, e não se trata de sua dimensão como Ser, que certamente e maior que o Universo que conhecemos, que os próprios céus, que tudo que possa existir.

O Sol, é uma estrela anã, isso, você não leu errado, caberia nele milhões de "terras", em um segundo o Sol produz uma energia maior do que toda humanidade tenha consumido até agora. No universo, como você poderá ver no vídeo científico nessa postagem, a fenômenos e coisas inumeravelmente maior. A energia produzida pelo Sol, ocorre a bilhões de anos e ainda que seja previsível por processo naturais de ser extinto um dia, está longe de acabar. Quinze bilhões de graus Celsius é a temperatura de seu interior.E esse é apenas um pequeno detalhe de um universo que mal, muito mal conhecemos, embora conheçamos melhor no último século.

Tudo isso, é apenas parte daquilo que se diz nas Escrituras através dos escritos de João o evangelista: "sem Ele ( Jesus, o Verbo ) nada do que se fez foi feito"! Ou do que o próprio Jesus disse de Si mesmo no livro de Apocalipse pela mão do mesmo João: "Eu sou o princípio e o fim de todas as coisas".

Diante dessas considerações, deveríamos nas orações e em todos os nossos pensamentos e atos, termos ainda que mais aproximada, a compreensão da verdadeira grandeza de Deus! Ele é o que é! A ele todas as coisas são possíveis. Ele (Deus e )  Jesus a sua manifestação humana, tem todo o poder, TODO O PODER!! Ele pode curar qualquer doença, mudar qualquer destino, fazer qualquer coisa, não importa se essa coisa foi ou não feita antes. Ele faz as leis do universo e as leis morais e de justiça referente às relações humanas, e humanas consigo mesmo. Toda a sabedoria, todo o conhecimento, toda a estratégia, toda a beleza , todo o bom gosto, o melhor senso estético, o melhor de tudo o que humanamente possamos imaginar, pela semelhança que Ele mesmo revela que temos como Ele mesmo na Sua Palavra, a Bíblia.

Finalmente, não são somente as nossas palavras, carregadas de pouca exatidão, mas a nossa atitude que possa traduzir uma fé agradável a Ele é que conta: fé que o Centurião, cuja fé foi elogiada acima de todas as demais demonstração de fé mesmos entre os israelitas que creram Nele, em Jesus. O Centurião estabeleceu a relação mas próxima de quem Jesus, como Deus era e é: o Centurião tinha poder legal de vida e morte sobre os seus subordinados, e não tinha muito mais que fazer a não ser dizer, falar! Como ele crera e antes entendera quem era o Senhor Jesus, pode expressar a fé correta: apenas uma palavra e meu servo será curado! Na verdade antes estabeleceu a real diferença de grandeza entre ele mesmo e Jesus ( como Deus ): "não sou digno que entre em minha casa!".




Uma relação leviana, errática de quem Deus é não produzirá a fé agradável e que fará coisas acontecerem diante de nossos olhos e dos olhos dos incrédulos, como testemunho de quão erráticos são! cultos e reuniões burocráticas, espetaculares no sentido de shows seculares não oportunizarão a operação sobrenatural de Deus. Milagres maiores do que foram feitos pelo próprio Senhor Jesus não ocorrerão e igrejas se mostrarão mortas e impotentes diante dos pecados do mundo e do principado de Satanás nesse mundo e as obras de Satanás não serão eficazmente desfeitas!

Voltemos nosso olhar e nossa compreensão para o alto e sublime trono descrito pelo profeta Isaías. Tentemos ver a Deus de forma mais próxima da sua inconcebível grandeza!


Por Helvécio S. Pereira

ASSISTA O VÍDEO A SEGUIR E PENSE NA GRANDEZA DE NOSSO DEUS...






MISTÉRIOS DO UNIVERSO, ALGUMAS PROVAS DO PODER E DA SABEDORIA DE DEUS"... E A TERRA ERA SEM FORMA E VAZIA."



A GRANDEZA DOS CÉUS

UM DIA ESSES CÉUS E ESSA TERRA NÃO EXISTIRÃO DIZ A BÍBLIA


TUDO NO SEU LUGAR, NÃO EXISTIMOS, A TERRA NÃO EXISTE POR ACASO! DEUS PÔS TUDO, E CADA COISA NO SEU NECESSÁRIO LUGAR!




A EXATIDÃO DAS ÓRBITAS, UM PEQUENO ERRO E A VIDA NA TERRA NÃO EXISTIRIA... ACASO? NÃO.

domingo, 15 de maio de 2016

QUAL A MELHOR IGREJA, E COMO É A MELHOR FORMA DE SER CRISTÃO?

Há um aparente dilema que é exatamente o do que fazer após anos de crente, de evangélico, de membro de uma denominação e após conviver ou pelo menos conhecer toda a diferença e semelhança entre a maioria delas.

Todos os domingos, nos últimos meses, vejo o pastor que pela primeira vez, eu vi pregando e que pela primeira vez eu e minha mãe, já falecida, participamos de uma reunião evangélica, de um culto evangélico.

O pastor Paulo César, é culto, extremamente culto, simples, e com um testemunho cristão irrepreensível. Batista há mais de quatro décadas, foi adolescente e criado em um lar e em uma igreja presbiteriana, portanto de fé calvinista. Lá cantava no coral, era membro assíduo, mas só, segundo ele se convertera após uma renovação carismática, ser batizado no Espírito Santo em um evento promovido por pastores na denominação.

Após décadas de pastorado mencionou em uma pregação recente e não deve ser a úncia vez que fez essa menção, que nunca se posicionou calvinista ou arminiano  ( muito devido a sua história e experiência pessoal ) e que ( segundo ele ) vê coisas teologicamente interessantes e importantes nas duas posições.

Discordo dele e até ia fazer uma observação ao cumprimentá-lo no final da culto e da pregação no dia, mas depois julguei nada importante e nada edificante, portanto uma opinião minha inútil e orgulhosa da minha parte. A minha auto-explicação é que isso ( essa definição ) não é importante. Se fosse Deus mesmo se encarregaria de esclarecê-lo e a tantas outras pessoas e cristãos e crentes. Pode ser importante em muitos casos de muitas pessoas mas não no caso dele e de tantos outros cristãos, não vem ao caso agora mas essa parece ser a mais justa verdade: há coisas na vida cristãs que são muito mais importantes e que vêm antes da teologia, do blá-blá-blá sem fim de toda controvérsia ainda que legítima.

Pois bem, isso posto, essa é a justificativa de um breve ensaio de mensagem, de uma meditação minha feita já há algum tempo pela noite e que relutei e adiei até agora por vários motivos menos importantes. Um aprendizado para mim e espero para todos os leitores desse blog e para todas as pessoas que, talvez em uma pregação baseada nessa postagem possam ser edificados por esse esboço.

Vamos pois a ela, serei sucinto e breve, pois esse é o objetivo, quem puder e quiser enriquece-la que o possa fazê-lo bem e melhor.

PARA INÍCIO DE REFLEXÃO:

NÃO ESTAMOS AQUI PARA SERMOS RELIGIOSOS, PARA DEFENDER EM PRIMEIRO LUGAR UMA BANDEIRA TEOLÓGICA, DENOMINACIONAL E COM BASE SÓ NESSAS COISAS FAZERMOS PROSELITISMO E PROSÉLITOS! MUITO MENOS INSTITUIR E REPRODUZIR UM TIPO DE CULTURA RELIGIOSA!

Um professora, minha colega de trabalho, com certa simpatia através do marido que tem uma simpatia por canções "gospels", ela sendo kardecistas, ao conversarmos, ela entendeu por meio de uma fala minha que os evangélicos diferentes da igreja católica romana, não baseiam a salvação na igreja, mas em Jesus Cristo somente. E é exatamente por isso que muitas vezes crentes, evangélicos verdadeiramente convertidos migram de uma denominação pra outra várias vezes na vida e de uma geração para outra, sem prejuízo prático de sua fé. Não oram de repente a um outro Deus ou creem em um outro "jesus", mas no mesmo Deus e nos mesmo Salvador.

O QUE A BÍBLIA DIZ EM TODOS OS SEUS LIVROS, DE GÊNESIS A APOCALIPSE, COMO ALGO CLARO E INEQUÍVOCO?

COMO RESPOSTA, E ESSE É O CERNE DESSA POSTAGEM, ELA NOS DIZ TRÊS COISAS, QUE SE CUMPRIDAS E REALIZADAS EM QUALQUER SER HUMANO, EM QUALQUER CRENTE EM QUALQUER DENOMINAÇÃO, ÉPOCA OU CULTURA TEM TOTAL EFICIÊNCIA:

PRIMEIRA:

1) CRER NA PALAVRA DE DEUS!

O mundo, as pessoas, as sete bilhões de pessoas vivas hoje, e todas as que viveram antes de nós e as que ainda virão após nossa existência se dividem em os que acreditam que Deus exista e os que não acreditam. Muitos não sabem em muitas culturas não cristãs, não judaicas, não islâmicas, como na Índia, na África ou em tribos e povos nas Américas e no Pacífico, pessoas acreditam na existência de um Deus... a ideia de "deus" não lhes é de toda desconhecida. Na Índia com seu enorme politeísmo, se você usar a palavra "deus" ela não será negada embora entendida de diversas formas e as vezes tão distantes da nossa compreensão judaico-cristã.

Crer que Deus existe não é suficiente! espíritas que herdaram uma mortal e uma ética cristã creem que deus exista, embora cultivem pessoalmente uma ideia mais ou menos mal delimitada, mal definida, de quem seja Deus de fato.

Quando chegamos a uma igreja evangélica qualquer, protestante ou até mesmo paraprotestante, como adventistas e testemunha de Jeová, até mórmons, tomamos conhecimento da Bíblia, o que faremos com esse conhecimento, o que aceitaremos como teologia é uma coisa secundária, até mesmo na igreja católica! o que fazemos com a Palavra de Deus, crendo nEla e obedecendo-a, ou deixando ser instruídos e guiados por ela é algo decididamente pessoal! Não é culpa da denominação, não é culpa de outra pessoa! se nada acontece, ou se deixamos nos levar pelo engano ou erro, é problema nosso, pessoal! ou a Bíblia não é ( conforme ela mesma registra ) pelo conteúdo que ela possui, essencial mente a palavra de Deus, a mensagem viva por parte de Deus, de operar algo grandioso e impactantemente importante na vida de qualquer um de nós, seja que formos?

Se um dos leitores disser não, sendo crente e cristão de alguma denominação,há algo errado com você e com a sua fé cristã! não há meio termo ou uma segunda opção! A Bíblia contém a Palavra de Deus e pronto!

É portanto indesculpável após anos de cultura cristã, de vida religiosa evangélica, muitos graças a um estranho tipo novo de conhecimento teológico crerem menos ou crerem cada vez menos na eficácia e no poder miraculoso da própria Palavra de Deus, contida na Bíblia!

Logo o valor da vida cristã se mede não pela denominação abraçada e defendida e cuja cultura religiosa cultivamos esperando a morte que é certa chegar! é o quanto em dado momento, dentro de uma contingência e circunstância você e  eu demonstramos fé na Palavra de Deus, para via e para a morte!

Não são anos ou décadas de vida denominacional ou de membresia de qualquer igreja ou mesmo de um pastorado!

Você ainda crê na Bíblia? crê no que ela contém como Palavra de Deus, e mais: como Palavra viva de Deus?

Ao pregarmos a alguém não é a denominação que devemos pregar, mas a fé, a crença irrestrita na Palavra de Deus! os outros que ainda não creem nele devem crer e nós que já cremos devemos crer sempre e crermos mais!


2) QUE SOMOS PECADORES!

Muitos não sabem mas o cristianismo é a ÚNICA religião que ensina e anuncia que o homem é "pecador"!

O homem não é pecador no Islã, por isso que eles não carecem e não sentem necessidade, falta de um "salvador"! os kardecistas, espíritas modernos não creem exatamente que somos pecadores, apenas imperfeitos em via de evolução e aperfeiçoamento e assim todas as demais religiões não cristãs do mundo, do passado e do presente! o erro, a maldade, não são pecados, como na concepção e revelação bíblicas!

Ao chegarmos em uma igreja cristã,particularmente evangélica, somos conscientizados que todos somos pecadores e portanto temos um problema, um grave problema. Um problema esse que tem, que deve, que sem opção deva ser resolvido, individual e indesculpavelmente!

Tanto no ponto primeiro aqui exposto acerca da crença na Palavra de Deus como a aceitação da verdade terrível de sermos pecadores, há na Bíblia, no que ela revela, vastos textos e versículos para comprovar essas duas condições e necessidades inalienáveis!

Se somos pecadores, temos que indesculpavelmente de nos arrependermos! de crermos no Salvador! de crermos em Jesus Cristo o único que tem poder para:

primeiro: perdoar pecados!

segundo: salvar!

Milhões estão ainda em igrejas, católicas e protestantes e outras sem se acharem pecadores e sem arrependimento apenas vivendo uma cultura cristã, uma religiosidade!

E uma pergunta se faz urgente: será que na ocasião da morte de cada um dessas pessoas haverá tempo para em poucos minutos ou segundo, tomar uma atitude, a única capaz de salvá-los? crer na Palavra de Deus, reconhecer-se sincera e verdadeiramente pecadores, crer em Jesus Cristo como o Salvador e confessar isso a Ele ou diante de outros?

E como perceber que embora tenham vivido sob o verniz de uma religiosidade cristã jamais creram, nada lhes aconteceu, e que tenha de fato de fazer e urgentemente seja algo tão radical e simples?


3) ANDAR COM DEUS!

Entretanto, esse terceiro fenômeno fica de fora ou assume outras cores diante da religiosidade, talvez seja o mais camuflada das experiências, mesmo nas melhores e mais ortodoxas teologias cristãs!

Muito de fala de Paulo, de Davi, de Salomão de Elias e tantos profetas e apóstolos e pessoas na Bíblia, mas eu pessoalmente fico fascinado com uma declaração simples das Escrituras:

"Enoque andou com Deus e Deus para si o tomou"...

Muitas vezes, ao lembrar desse registro fico intrigado, como as pessoas, especial e particularmente o s crentes evangélicos de todas as matizes, não se impressionam e não são ( eles e eu mesmo ) radicais com essa única experiência!

Somos todos, por ordem, a crermos na Palavra de Deus, nos reconhecermos pecadores ( nos arrependermos e crermos em Jesus Cristo! ) e andarmos com Deus!

Andar com Deus fica algo meio indefinido, andamos e não andamos, é verdade que é melhor seguir mesmo de longe que não seguir nunca! mas nos enganamos cultivando uma certa cultura religiosa denominacional e cristã como se uma coisa fosse outra!

Pior! quanto mais o tempo passa e quanto mais tempo de denominação e de vida cristã aparente com altos e baixos, mais nos enganamos achando que somos alguma coisa, quando ainda não saímos da primeira casa do jogo de tabuleiro. Entendem?

Voltarei a esse assunto em outra postagem, para não correr o risco de ser professoral e ter a resposta completa e estar vendo o que ninguém nunca viu ou percebera, o que seria um sintoma grave e desastroso de presunção!

Mas só para pararmos por aqui:

Quando vemos conversões reais e irrefutáveis,  mudança de vida de pessoas em denominações de cultura tão diferentes e estranhas uma as outras, só há uma explicação: essas pessoas em igrejas tão diferentes satisfizeram essas três condições tão simples e tão importantes!

Deus que vê o interior e não como nós vemos, operou nessas vidas e não na de outros que, ao nossos próprios olhos parecem tão mais "certinhos".

Que a misericórdia do Senhor alcance cada um de nós e faça mudanças radicais que ainda não experimentamos!

Por  Helvécio S. Pereira

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

O ANTICRISTO NÃO SERÁ UM PAPA, NEM A RÚSSIA MARCHARÁ SORE ISRAEL: UM PERIGO MÁXIMO, DIAS COMO O MUNDO, NEM AS PESSOAS JAMAIS VIRAM OU EXPERIMENTARAM, PODEM ESTAR MUITO PRÓXIMOS!


Há crentes completamente cegados por inclinações nada claras e completamente atabalhoadas... são metralhadoras giratórias sem alvo certo, são autênticas fontes de fogo amigo, não sabem para que lado lutam e e quem lado da linha se posicionam. Eles estão em todas as igrejas: são calvinistas assustados e injuriados pela existência de pentecostais e neopentecostais, enraivecidos pela existência de arminianos... também pentecostais que zombam de calvinistas, protestantes que zombam de católicos, católicos que combatem protestantes, paraprotestantes que zombam de protestantes e os combatem e vice-versa...

Por enquanto me limito a poucos exemplos de conflitos dentre os que são tecnicamente classificados genericamente como "cristãos". E se você gasta tempo e energia com coisas menores como essa, você ainda não achou o seu lugar na guerra, não sabe como e em que lado dee estar realmente espiritualmente lutando.

Alem de se degladiarem, se odiarem, se aliam muitas  vezes a inimigo deles todos, para obterem prazeirosamente uma vitória local e parcial de uns contra os outros. Perdem com isso se tornando confusos, desviando-se do que seja mais importante, não se apoiando, não numa causa comum, mas contra aquilo que contra eles mesmos vindo de fora do cristianismo.

Há os pessimistas, que ao primeiro sinal de erro ou de insucesso, denuncia outros, nomeando-os diante "do mundo" suas descritas mazelas,esquecendo-se que "nada ha de novo debaixo do céus", sabiamente lembrando-nos que os erros que cometemos hoje já foram cometidos em outros momentos e lugares, apenas os repetimos, sendo na maioria dos casos em nada originais. Esquecemo-nos tantas vezes que a pressa em tirar o cisco no olho do companheiro sempre esquece a justa e obrigatória exclusão do caibro em nosso próprio olho. Esquecemos também que o cari é nosso mas o levantar é de Deus, que também como agentes livres, anciosos e criativos, crentes sinceros, absolutamente convertidos, no afã de fazer algo para Deus cometemos equívocos teológicos, posicionais, históricos, litúrgicos e que muitas vezes por orgulho e vaidade pessoais, por um mecanismo mental de defesa, os cultivamos indefinidamente no campo da ideia ou da ação prática.

Portanto acima das nossas reuniões, do nosso culto agradável e particular, dos nossos congressos, encontros, etc, há uma realidade que inexoravelmente acontece acima das aparentemente incontáveis massas de seres humanos mundiais.

Não é o que se vê como "esquerda" ou "direita", não se trata do embate entre "capitalismo" e "socialismo", nem o "neo-ateísmo" ou o "gaysismo" tão pereceptíveis hoje com seu ativismo nefasto o verdadeiro perigo. Sem que os ativistas de cada movimento de moda possam imaginar,eles são apenas iscas para que forças e movimentos maiores se delineiem no mundo. Eles mesmos serão tragados por ativismos maiores e definitivamente mais implacáveis, inclusive com eles mesmos.

Protestantes ( ou certos setores protestantes ) adorariam ser testemunhas oculares da completa destruição do catolicismo no mundo com o anti-cristo emergindo de Roma e sendo derrotado pelo verdadeiro Messias. Católicos, ainda que cumprida, pela ótica Católico-Romana, a manifestação do último Papa, se vangloriariam por estarem seus seus próprios vaticínios corretos e finalmente tido como prova que eles, os católicos-romanos, tenham sido sim os guardadores da maior e mais pura e totalmente verdadeira revelação cristã. Judeus ficariam felizes igualmente se o seu próprio Messias na sua manifestação final, terminasse com a farsa do Messias carpinteiro do Cristianismo.

Mas eu gostaria de lembrar que a História, a verdadeira História, profetizada como prova e objetivo único da prova de que Deus é Senhor da História humana, visitando e vendo constantemente e além da cortina humana do tempo, o fazer humano, julgando e delimitando as suas ações mesmo  as mais funestas e destruidoras, ela se cumpre acima dos planos humanos e mais importante, acima e vitoriosa acima dos designos e engenhosidade satânicas.

Alheios à salvação individual proporcionada em Cristo, acima das igrejas cristãs particulares com suas teologias e liturgias, ativismo e singularidade, milhões de diversas maneiras, com mais ou menos oportunidades, deixam o mundo, a vida  e adentram à eternidade com destinos definidos para sempre na maior e na mais néscia temeridade.

Aborto, casamento gay, prostituição, pedofilia e tantas outras e terríveis mazelas, tão ou mais terríveis quanto, deem ser denunciadas por cristãos, mas elas não desaparecerão por idealismo cristão. Devemos falar sobre e contra elas, mas elas biblicamente aumentarão. Somente no âmbito individual, de cada pessoa convencida do pecado e convertida e salva, essa realidade se modificará, com relação ao restante do mundo "quem é limpo se limpará mais, quem é sujo se sujará mais", não há como mudar essa realidade que se reserva para juízo de toda a humanidade.

Essa postagem é apenas um lembrete solene de que alem das vistas e da visão da maior parte de todas as pessoas, sombras, nuvens bastante negras, coisas terríveis estão muito mais perto de acontecerem do que as manhãs e tardes de sol, de céus azuis belíssimos de pássaros a voarem diante de nossos olhos, de sorrisos de crianças e comida saborosa, de coisa boas, podem nos dar a sensação de que tudo continuará assim em todo o mundo.

A abordagem do vídeo não é definitiva e nem a verdade absoluta a ser entendida, mesmo porque uma profecia bíblica só e corretamente compreendida no seu cumprimento ou após os fatos nela mencionados se tornarem passado distante. Mas pense no assunto e leia o Apocalipse, o único livro com promessa de benção para quem o lê.

Antes porém, um texto referência sobre o assunto colocado em questão, obrigatório:

O perfil do anticristo está revelado em Daniel 11:36-45:

"e o rei fará conforme lhe aprouver; exaltar-se-á, e se engrandecerá sobre todo deus, e contra o Deus dos deuses falará coisas espantosas; e será próspero, até que se cumpra a indignação: pois aquilo que está determinado será feito. E não terá respeito aos deuses de seus pais, nem ao amado das mulheres, nem a qualquer outro deus; pois sobre tudo se engrandecerá. Mas em seu lugar honrará ao deus das fortalezas; e a um deus a quem seus pais não conheceram, ele o honrará com ouro e com prata, com pedras preciosas e com coisas agradáveis. E haver-se-á com os castelos fortes com o auxílio dum deus estranho; aos que o reconhecerem, multiplicará a glória; e os fará reinar sobre muitos, e lhes repartirá a terra por preço. Ora, no fim do tempo, o rei do sul lutará com ele; e o rei do norte virá como turbilhão contra ele, com carros e cavaleiros, e com muitos navios; e entrará nos países, e os inundará, e passará para adiante. Entrará na terra gloriosa, e dezenas de milhares cairão; mas da sua mão escaparão estes: Edom e Moabe, e as primícias dos filhos de Amom. E estenderá a sua mão contra os paises; e a terra do Egito não escapará. Apoderar-se-á dos tesouros de ouro e de prata, e de todas as coisas preciosas do Egito; os líbios e os etíopes o seguirão. Mas os rumores do oriente e do norte o espantarão; e ele sairá com grande furor, para destruir e extirpar a muitos. E armará as tendas do seu palácio entre o mar grande e o glorioso monte santo; contudo virá ao seu fim, e não haverá quem o socorra."

O cenário geopolítico do fim dos tempos parece estar lentamente formando no Oriente Médio como as nações islâmicas que cercam Israel formulário duas coligações ou blocos de nações, dois reinos regionais que se opõem uns aos outros com Israel bem no meio do conflito. Estes dois reinos regionais que parecem estar se formando são uma coalizão xiita ao norte de Israel e uma coalizão sunita ao sul de Israel, dois reinos que se odeiam e causam o Islã de ser um reino dividido assim como vemos na descrição dos pés de ferro e argila em Daniel  2. O mapa abaixo ilustra o que os dois reinos opostos do tempo apenas antes da tribulação pode ser parecido.



Por Helvécio S. Pereira





Durante gerações, os cristãos que pesquisam as profecias bíblicas sobre os tempos finais têm olhado a Rússia com desconfiança, tentando imaginar exatamente como e quando aquele ataque esperado vindo do norte seria lançado contra Israel, o ataque que marca o começo do fim.


VÍDEO: O ANTI-CRISTO SERÁ O "MESSIAS" MUÇULMANO!



Compartilhe ou pelo menos discuta, debata, de forma interdenominaiconal, fale com alguém sobre os últimos dias e sobre as profecias que para eles apontam. Se não fizer isso pelo menos leia o Apocalipse, o único livro com benção prometida para quem o lê.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

ATUALIZADO! PASTOR SEOK JEON YOON NO BRASIL, PREGAÇÃO COMPLETA E... BRASILEIROS ESTARIAM, MESMO CONHECENDO A DEUS E SUA PALAVRA, PERDENDO A NOÇÃO DE QUEM É DEUS? ESSA POSTAGEM É CURTA, MAS EXTREMAMENTE IMPORTANTE E PONTUAL..,




O comentário abaixo não é meu, mas eu talvez faria um semelhante, baseado no que vejo e no que me incomoda...

[Pr. Seok-Jeon Yoon - (Seul, Coréia do Sul) – É o pastor presidente da Yonsei Central Baptist Church, em Seul, com mais de 200 mil membros e mais de 10 mil células. Formado no Seminário Batista da Coréia, é o vice-presidente da Korean Christian Church Association e Diretor do Christan Brocasting System.


Yoon fez seu comentário em um congresso no Brasil em novembro de 2013, após passar por várias conferências dentro do país, a respeito da irreverência em nossas igrejas.

Creio que para nós brasileiros, isso é no mínimo vergonhosos, mas que sirva de alerta e exemplo!]



ASSISTA O VÍDEO COM O CULTO COMPLETO COM O PASTOR SEOK-JEON YOON NO BRASIL

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK
Clique na imagem acima e saiba como fazer o download desse importante e-book

EM DESTAQUE NA SEMANA

VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE LER




09 Dez 2010
Reflexões acerca do que a Bíblia revela e declara sob a ótica cristã autêntica. Nada porém substitui a leitura pessoal da Bíblia, a inerrante Palavra de Deus. LEIA A BÍBLIA! Salmos 119:105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra, ...
19 Dez 2010
Essa pessoa sai pensando em Deus de um modo ou de outro, e em decisões que fatalmente terá de tomar frente ao divino. Nas prisões, após ouvir um pregador ou missionário de uma ou outra igreja, os criminosos mais terríveis param para ...
01 Dez 2010
A Bíblia é fonte inesgotável de ensinamentos dados do ponto de vista de Deus. As Sagradas Escrituras só não revelam o que, segundo a aprovação de Deus, Ele mesmo por Si não quer revelar-nos. Deus não revela coisas imposto pela ...
09 Dez 2010
Infelizmente ou ao contrário, como seres sociais e assim planejados por Deus, só construímos conhecimento em cima de informações e conhecimentos que nos antecedem. Por isso é natural não poucos de nós repetirmos conclusões feitas por ...

UM ABENÇOADO E VITORIOSO ANO NOVO A TODOS! OBRIGADO A TODOS OS LEITORES E VISITANTES!

Arquivo do blog

TEOLOGIA EM DESTAQUE: DIVERSAS POSTAGENS


26 Ago 2010
Nessa postagem quero deixar claro que dentre as diversas teologias usadas ( teologia popular, teologia leiga, teologia ministerial, teologia profissional e teologia acadêmica ) a que move a igreja e faz avançar o seu ...
27 Out 2011
Por experiência entenda-se todas as comprovações factuais acerca do que se crê conforme a teologia crida, seja essa oficial, oficiosa, leiga, individual, etc. Assim posto, é necessário colocar que o que me fez tocar nesse ...
25 Ago 2010
A teologia leiga é portanto um passo além da teologia popular, na verdade uma passo acima. Quando um crente dedica-se mais sistematicamente a investigação da sua fé , buscando uma melhor forma de não só expor o ...
11 Jan 2011
Conforme postagens anteriores que esclarecem a diferença entre teologia oficial e leiga, evidentemente em todas as igrejas há, por parte de seus membros uma teologia mais popular e uma teologia pessoal. Mesmos ...

links úteis

Atenção!

TODAS AS NOSSAS POSTAGENS TRAZEM ABAIXO LINKS PARA COMPARTILHAMENTO E IMPRESSÃO E SALVAMENTO EM PDF. NO CASO CLIQUEM 'JOLIPRINT' E UM SITE CONVERTERÁ O POST EM UM PDF AGRADÁVEL DE SER SALVO E PORTANTO GUARDADO PARA LEITURA POSTERIOR ( fica visível em alguns navegadores, aproveite essa funcionalidade extra! )

CRISE NO CATOLICISMO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO
VÁRIAS VERSÕES, ESTUDOS SOBRE CADA LIVRO DAS ESCRITURAS

NÃO PERCA UMA POSTAGEM DIGITE ABAIXO O SEU E-MAIL OU DE UM AMIGO

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!
NÃO PERDER O FOCO...QUAL O REAL PRINCÍPIO DO CULTO? CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E ACESSE

CURSO TEOLÓGICO GRÁTIS! *HÁ TAMBÉM OUTROS CURSOS DISPONÍVEIS

QUEM INVENTOU O APELO NOS CULTOS?

SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS, LEIA AS PRINCIPAIS POSTAGENS

25 Nov 2010
Tenho algumas vezes, em minhas despretenciosas reflexões ( despretenciosas por não terem o tom acadêmico e muito menos professoral, são apenas reflexões ), dito que se não se crer no que o Livro de Gênesis declara, não é necessário ...
31 Jan 2011
-A razão das atuais, ou pelo menos de predominância histórica, das condições existenciais e morais do homem têm no Gênesis a sua satisfatória resposta. A existência de condições nem sempre e totalmente favoráveis a nosso conforto ...
11 Jan 2011
Como parte do pentateuco, o Gênesis, depreciado modernamente graças a nossa submissão e endeusamento da ciência, que com a sua contribuição à saúde, tecnologia e construção material da sociedade, pouco ou quase nada tem a dizer sobre ...
21 Nov 2010
A religiosidade cristã moderna ou atual, de há muito tem se contentado e desprezado as narrativas de Gênesis, precioado por parte majoritária de setores quase que totais do mundo científico e da falsa sensação de que tudo pode ser ...

O GÊNESIS, COM NARRAÇÃO DE CID MOREIRA E IMAGENS

NÃO DEIXE DE LER OS SEGUINTES POSTS DENTRE OS MAIS LIDOS...

29 Mai 2010
UM LIVRO OBRIGATÓRIO PARA CATÓLICOS E EVANGÉLICOS ACERCA DA ERRÔNEA CULTURA DO CULTO A MARIA. Recebi por indicação do irmão Jorge Fernandes Isha, um e-book gratuito, de leitura obrigatória para os evangélicos e para ...
16 Fev 2010
Judas era o mais culto, de origem e status social diverso dos demais, de outra cidade, e foi substituído não pelo apóstolo dentre os discípulos eleito pelos demais, por própria escolha de Jesus, após a morte de Estevão, Saulo, discípulo de Gamaliel, provavelmente o mais preparado ...Melquesedeque, Maria , José, e tantos outros. Deus se dá a conhecer plenamente a cada um que o ama. O ue Ele fará na história as vezes não noscompete saber, as vezes sim. Essa é a diferença. ...
19 Mar 2010
Tal qual os fariseus, põem não poucos impencilhos que vão desde reparações a pregação simples e com pouca ligação com a hermeneutica e pregação convencionais, a música, letra das canções, a ordem do culto, forma dos apelos e ... Essa pessoa , esse novo crente, como filho ou filha de Deus de fato, tem agora uma nova vida, como Madalena, Zaqueu, o Gadareno, o Centurião, Nicodemos,o ladrão da cruz, Marta e Maria, Lázaro ( não necessariamente nessa ordem ), e tantos outros. ...
04 Mar 2011
Nesse aspecto seria legítimo um católico cultuar Maria como N.Senhora, um muçulmano a Maomé como seu legítimo profeta, um budista como objeto de culto, e assim por diante. Todoslçegitimamente amparados por sentimentos sinceros e ...
English (auto-detected) » English




English (auto-detected) » English


English (auto-detected) » English

VISITE JÁ UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO

VISITE JÁ  UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO
CONTANDO OS NOSSOS DIAS ACESSE JÁ. CLIQUE AQUI!

ESTUDE EM CASA.TRABALHE EM CASA!

leitores on line

OPORTUNIDADE!

LEIA: E-BOOKS EVANGÉLICOS GRÁTIS Clicando na imagem a abaixo você fará os downloads dos mesmos